Edson Vieira São Bento

Chegou ao fim a segunda passagem de Edson Vieira como comandante do São Bento. O treinador estava há 14 meses no cargo. A saber, o técnico chegou em meio a Série A2 do ano passado, quando o clube fazia má campanha.

Assim, com a chegada do treinador, o Bentão deu a volta por cima e conseguiu o acesso à primeira divisão. Na final, o clube perdeu para o São Caetano. No entanto, a boa campanha de recuperação no paulista não foi acompanhada na Série C, onde o clube foi rebaixado.

A saber, nesse Paulistão o Azulão não faz bom campeonato. Dessa forma, são oito partidas, com cinco empates e três derrotas. Assim sendo, o São Bento resolveu pela cisão do contrato. Tarcísio Pugliese, ex comandante do XV de Piracicaba e sem clube no momento, é a primeira opção para suprir Edson Vieira. Dessa maneira, Marcelo Cordeiro, assume a equipe interinamente.

Passagem em números:

Nessa segunda passagem, Edson Vieira fez 39 partidas a frente do clube. Dessa maneira, foram 12 vitórias, 15 empates e 12 derrotas. Assim, foram 43% de aproveitamento. Não sendo suficientes para segurá-lo no cargo.

Confira a nota do clube na íntegra:

O Esporte Clube São Bento decidiu, no início desta terça-feira (20), encerrar o vínculo de trabalho com o treinador Edson Vieira.

O clube reafirma seu respeito e admiração por toda a história do técnico no Bentão. Em relação a esta recente passagem, o São Bento agradece por todo o trabalho e dedicação, que resultaram na conquista do acesso para o Campeonato Paulista A1 2021.

No momento, o auxiliar Marcelo Cordeiro assumirá como técnico interino.

Próxima partida:

O Bentão vem de empate diante do São Caetano. A saber, na próxima rodada recebe o Novorizontino, em Sorocaba, no estádio Walter Ribeiro. O duelo acontece na segunda-feira (26), sem horário definido pela FPF. Para o confronto, Marcelo Cordeiro assume a equipe à beira do gramado, em partida válida pela 8ª rodada do Paulistão.

Foto Destaque: Divulgação/Fábio Rogério/Jornal Cruzeiro do Sul

Vinícius Martinez
Vinícius Martinez, natural de Sorocaba, interior de São Paulo, sempre tive o sonho de estar perto dos meus ídolos e encontrei através do jornalismo esportivo, a melhor forma de isso acontecer. Estudo jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie e curso o oitavo semestre. Sou um goleiro frustado pelas contusões e pelas falhas em peneiras, mas não me abalo fácil, portanto permaneço jogando peladas às terças.
http://redacao%20fnv