Santos e Palmeiras se enfrentam no Pacaembu nesta quinta-feira, às 20h, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O confronto deve representar a busca pela volta triunfal para os dois clubes, que terminaram em baixa seus jogos antes da pausa para a Copa do Mundo, com apenas uma vitória de cada lado nas últimas três partidas pelo Brasileirão.

Apesar de resultados semelhantes, a situação das equipes é bem diferente e ambos voltam com forças teoricamente desproporcionais, principalmente por conta dos amistosos realizados nas últimas semanas, o que não pode ser usado para confirmar o placar de um clássico tão histórico.

Santos

Em mais uma temporada turbulenta, o Peixe volta a deixar seu gráfico de desempenho de forma ondulada. Antes de perdeu para o Internacional em uma de suas piores performances no campeonato. Mesmo assim demonstrava uma melhora gradual antes do mundial de seleções, o que não se confirmou em seus amistosos no México.

Para aquecer antes da volta oficial, o alvinegro foi à América do Norte com a missão de superar dois adversários locais, mas foi derrotado por 1 x 0 pelo Monterrey e empatou com o Querétaro, sem alterar o placar inicial do jogo. Agora o clube busca se livrar, novamente, das proximidades do Z4.

O Santos ainda jogará sem Diego Pituca, que está suspenso, e Daniel Guedes, que está se recuperando de uma virose. Bruno Henrique, Alison, Dodô e David Braz estão pendurados e devem jogar com mais cautela.

 

Provável escalação: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Jean Mota e Rodrygo; Gabigol, Eduardo Sasha e Bruno Henrique. Técnico: Jair Ventura.

Palmeiras

O Alviverde também volta de resultados instáveis antes da pausa para o mundial de seleções. Diferente de seu próximo adversário, pontuou em seus últimos três confrontos pelo Brasileirão, mas venceu apenas uma das partidas, quando dominou o Grêmio e superou a equipe gaúcha por 2 x 0. Atualmente o time ocupa a última posição que garante vaga para a pré-Libertadores.

Os compromissos extracurriculares foram animadores para a torcida que pôde assistir um time sólido e que não sofreu gols em nenhum de seus três amistosos. Além de uma defesa perfeita, o ataque balançou as redes dez vezes nesse período, confirmando duas vitórias por 2 x 0 contra o Club Deportivo Árabe Unido e o Independiente Medellín, e um massacre de 6 x 0 contra a Liga Alajuelense.

A grande preocupação de Roger Machado são os desfalques do Verdão. Sem Jaílson, Moisés, Dudu e Luan – todos suspensos – e Guerra e Borja, lesionados, o técnico deve apostar em nomes não tão usados durante a temporada, principalmente por ainda correr o risco de perder William e Lucas Lima, que estão pendurados.

https://twitter.com/Palmeiras/status/1019285410621648896?s=19

Provável escalação: Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique, Gustavo Scarpa, Lucas Lima e Hyoran; Willian. Técnico: Roger Machado.

Retrospecto

As equipes já se enfrentaram 322 vezes, com 135 vitórias do Palmeiras contra 104 do Santos, além de 83 empates. O time alviverde já balançou as redes 549 vezes e sofreu 466 gols. Nos últimos três jogos (Paulista 2018), os placares foram assim:

  • Palmeiras 1 x 2 (5 x 3 Pen.) Santos – 27/3/2018 – Paulista 2018
  • Santos 0 x 1 Palmeiras – 24/3/2018 – Paulista 2018
  • Palmeiras 2 x 1 Santos – 4/2/2018 – Paulista 2018
Tiago Souza
Formado em jornalismo pela Universidade São Judas, atuei em diversas áreas de maneira colaborativa. Sou viciado em informação e, por isso, estudo todos os dias sobre futebol e videogames, tendo essas duas vertentes como pilares da minha personalidade. Apesar de levar esses temas muito a sério, tenho a plena noção de que, sem o amor e a descontração, nenhuma delas existiria de forma tão espetacular como são hoje.

Artigos Relacionados