Neste domingo (1), Santos e Chapecoense se enfrentarão na Vila Belmiro, pela 36ª rodada do a derrota no último jogo. Afinal, foram duas expulsões, Soteldo e Pará, suspensão para Jorge Sampaoli e pênalti perdido por Carlos Sanches. O que poderia ter dado pelo menos o empate para a equipe da baixada. Por outro lado, a Chapê só cumprirá tabela no duelo, pois já está rebaixada para a Série B de 2020.

Santos

O Santos luta pela segunda posição do Campeonato Brasileiro. Para isso, o time de Sampaoli só precisa vencer seus últimos três jogos, já que tem uma vitória a mais que o rival Palmeiras. As suspensões de Soteldo e Pará serão um problema para a equipe. Pois o atacante é considerado o melhor jogador do time na temporada. Além deles, Jean Mota e Luan Peres também estão suspensos. A notícia boa é que o zagueiro Gustavo Henrique e o atacante Marinho retornarão para o time.

Chapecoense

Nesta semana, completou três anos do acidente aéreo com os jogadores da Chapecoense. Outra notícia ruim para os torcedores do Verdão é a ausência do atacante Everaldo para os últimos compromissos da equipe no campeonato. Henrique Almeida deve substituí-lo. Outro ausência garantida é do lateral Bruno Pacheco.

https://twitter.com/ChapecoenseReal/status/1200249327182069760?s=20

Retrospecto

Os times se enfrentaram apenas em 11 ocasiões. São seis vitórias santistas, três da Chapecoense e dois empates. No último duelo, o Santos venceu por 1 x 0 na Arena Condá, em Santa Catarina.

Aposta indicada

O Santos tentará de tudo para vencer o adversário e garantir os três pontos. A premiação de 31 milhões para o vice colocado vale a dedicação dos jogadores. Certamente que as ausências, principalmente, de Soteldo afetará a efetividade do ataque. Mas a Chapê passe por uma crise muito forte e não deverá ser um duelo difícil para os santista. A aposta indicada é de vitória tranquila para o Peixe.

Odds: 1(12)

Giovanna Matiello
Meu nome é Giovanna Matiello, tenho 19 anos e sou estudante de jornalismo na UNIP. Sou apaixonada por esportes por causa da minha família, meu pai é fanático por futebol, minha tia é ex jogadora profissional de futsal e meu tio é vidrado no vôlei e é professor de educação física. Fica óbvia minha relação com o esporte. A NBA e a NFL entraram na minha vida por admiração à organização americana. Sonho em ser jornalista esportiva porque acredito que o esporte é um caminho de educação e, porque culturalmente falando, talvez seja uma das poucas tradições que uni verdadeiramente o povo brasileiro.
http://redacao%20fnv

Artigos Relacionados