O Santos foi até a Confederação Brasileira de Futebol (CBF)para conversar sobre problemas com o VAR e pedir uma ajuda financeira.  Orlando Rollo, atual presidente do Peixe, juntamente com Felipe Ximenes, Edinho (representando Pelé), o ídolo Clodoaldo e os conselheiros Celso Jatene e Osvaldo Nico conversaram com Rogério Caboclo e o  Walter Feldman. Dessa forma, houve o diálogo nesta terça-feira (6).

Através de seu filho Edinho, o Rei falou com os representantes do Peixe e matou a saudade de seu ex-companheiro e amigo, Clodoaldo. Porém, não há mais informações sobre Pelé.

Dessa forma, Rollo disse sobre o que foi discutido na reunião:

“Estive hoje na sede da CBF, no RJ, onde fui recebido pelo Presidente Rogerio Caboclo, Walter Feldman (Secretário Geral) e demais diretores. Conseguimos mais uma ajuda financeira e discutimos problemas com a arbitragem envolvendo o Santos. Dessa forma, conversamos sobre esse assunto também com Leonardo Gaciba (Chefe de arbitragem da CBF) e elenquei situações envolvendo o VAR. Também recebi das mãos do presidente Caboclo a renovação do certificado de clube formador. Pelé entrou online em chamada de vídeo e pudemos conversar um pouco sobre o Santos.”

O time alvinegro enfrenta grandes problemas dentro e fora dos gramados. Então, teve de buscar ajuda da instituição. Ou seja, o VAR que atrapalhou as somatórias de pontos contra Internacional, Palmeiras, Flamengo, Vasco e Goiás. Ademais, luta contra contusões de seus atletas, como Sánchez, Raniel e Veríssimo.

Além disso, está com diversas dívidas, tanto que há algumas na FIFA, por exemplo a do Hamburgo, da Alemanha e do Huachipato, do Chile.

O Santos não falou muito sobre os valores de suporte, mas voltou satisfeito da reunião. Enfim, o Peixe vai se arrumando.

Foto Destaque: Divulgação/Instagram/Rollo

Gabriel Yudi Gati Isii
Gabriel Yudi Gati Isii
Escolhi jornalismo porque tenho paixão pelo futebol. Faço faculdade na PUC-SP e já estudei na Etec Albert Einstein. Meu sonho é viver do esporte que admiro.

Artigos Relacionados