Santos deve iniciar 2022 com apenas um centroavante

O técnico Fábio Carille pode iniciar a temporada com problemas no setor ofensivo do Santos. Um dos atacantes do elenco, Marcos Leonardo, que terminou 2021 em alta, tem futuro indefinido, restando assim apenas Léo Baptistão. 

Hoje, o Santos conta com Marcos Leonardo e Léo Baptistão para a função de camisa 9. No entanto, o primeiro nome corre o risco de ser afastado pela diretoria do Peixe. Isso porque, o jovem atacante tem contrato até outubro e poderia assinar um pré-contrato com outra equipe a partir de abril.

No último mês, Edu Dracena, o executivo de futebol do clube, não descartou que Marcos Leonardo seja encostado no início da temporada.

“Tudo pode acontecer. Não descarto nada. O meu pensamento é que o Santos vem com situações de perder jogadores há muito tempo, e temos que dar um basta. O que é dar um basta? O Santos pode até perder jogadores, mas isso até um certo momento. E um jogador vai ter que ser sacrificado para mostrar que as coisas aqui mudaram. Temos que estancar essa sangria. Alguém vai precisar ser o exemplo”

Com o possível afastamento do camisa 36, restará apenas Léo Baptistão, já que Diego Tardelli e Raniel não permaneceram. O centroavante chegou à Vila Belmiro em em agosto do ano passado e recebeu a camisa 9. Ele vinha atuando na equipe principal, mas uma lesão na panturrilha atrapalhou a sequência pelo Alvinegro. Sendo assim, foram oito partidas, sem nenhum gol anotado.

A solução do Santos pode estar “em casa”

No mercado, o Santos trabalha para encontrar um atacante experiente para o elenco. Willian foi um dos alvos do clube. As conversas, porém, não avançaram e o jogador acabou se transferindo para o Fluminense. Uma opção viável e que talvez seja tomada seria investir na base. O nome de Rwan, atleta do Sub-20, começa a ser observado.

Foto destaque: Divulgação/ Ivan Storti/ Santos FC

André Merice
Sou somente mais um louco apaixonado por futebol!