Santi Cazorla

O futebol mexe com o coração de seus torcedores. Se trata de um amor único, que não mede espaço nem loucura. Contudo, o esporte também conta com um leque de histórias inacreditáveis. Muitas dessas são as histórias de como os jogadores chegaram ao seu sucesso, superando diversas barreira. E é sobre isso que o Navegando pela La Fúria conta. Confira a emocionante história de superação de Santi Cazorla.

QUEM É SANTI CAZDORLA?

Nascido em Llanera, na Espanha, Santiago Cazorla González veio ao mundo no dia 13 de dezembro de 1984. Com 19 anos de idade, o jogador começou a sua carreira. O primeiro clube foi o Real Oviedo. Contudo, não permaneceu por muito tempo na equipe, indo para o Villarreal no ano seguinte. Cazorla começou no time B, mas estreou na temporada de 2004-05 no time titular. No Submarino Amarelo ficou até 2006.

O seu talento era visível, tanto que foi comprado pelo Recrativo Huelva, na mais cara transferência do clube na época. Em sua estreia, diante a sua antiga equipe, já chegou tendo bons resultados. Dessa forma, o atleta anotou seu primeiro gol. Assim, fora de casa, deu a vitória ao seu novo clube.

Santi Cazorla
Cazorla em um de seus primeiros clubes (Medio Tiempo)

Em 2007, um de seus maiores baques aconteceram: a morte de seu pai. Assim, em homenagem, dedicou a ele um gol, marcado contra o Racing Santander. No confronto, o Huelva saiu com uma vitória por 4 x 2. Naquele ano, Santi Cazorla foi um dos principais atletas do time, assinalando cinco gols e cinco assistências em 34 jogos no Campeonato Espanhol, em que terminaram em 8º lugar.

RETORNO AO VILLARREAL

Na temporada seguinte, o Villarreal optou pela opção de conta, e Santi Cazorla retornou ao Submarino Amarelo. Naquele ano, o atleta ergueu a taça da Eurocopa. Dessa maneira, foi amplamente reconhecido. Junto com David Villa, o jogador recebeu o Prêmio Santa Marta. Além disso, em junho de 2008, pelo jornal La Nueva España, foi considerado o “asturiano do mês”. A sua cidade natural, Lugo de Llanera, propôs colocar seu nome em uma rua do município.

Cazorla jogando pelo Villarreal (Domenech Castello/EPA-EFE/REX/Shutterstock)

Além disso, Cazorla ganhava muito o carinho de outros jogadores. Um deles era Marcos Senna, seu colega de equipe. Além de elogiar o jogador, Senna falou sobre Santi:

“Hoje o Messi está um passo acima porque o Kaká se lesionou. Mas o jogador que adoro é Santi Cazorla. Estou com ele todos os dias, vejo como ele treina e é um verdadeiro fenômeno. Não se pode dizer que ele é o melhor porque é do Villarreal, mas se estivesse no [Real] Madrid ou no Barça seria diferente”, falou.

PRIMEIRA LESÃO

Em 2008, em um confronto entre Almería e Villarrreal, aconteceu a primeira lesão grave do atleta. Santi Cazorla teve uma fratura na fíbula da perna direita. Isso fez com que ele ficasse fora o resto da temporada. Em abril, foi operado da lesão, tendo uma recuperação de três meses – anteriormente, pensava-se em seis meses -.

PASSAGEM PELO ARSENAL

Em 2012, Santi chegou ao Arsenal, da Inglaterra. No clube, teve um dos seus melhores momentos. Demorou apenas três jogos para que conseguisse deixar a sua marcar. Contra o Liverpool, deu uma assistência a Lucas Podolski e marcou o outro gol da vitória de 2 x 0. Em setembro de 2013, Cazorla sofreu outra lesão, dessa vez no tornozelo. Ficou fora por cinco semanas. Na temporada de 2014-15, foi titular indiscutível, em um ano sem lesões. Foram oito gols marcados (sendo seis em pênaltis) e 53 partidas disputadas.

Santi Cazorla
Cazorla em partida pelo Arsenal (Getty Images)

SUPERAÇÃO

Ainda pelo Arsenal, fez a sua “última” partida contra o Ludogorets, em 19 de outubro de 2016. O jogo era válido pela Liga Europa. Na ocasião, Santi saiu lesionado do confronto. Após isso, o jogador sumiu. Foram 600 dias sem o meia habilidoso entrar em campo. O seu drama pessoal foi revelado ao jornal ‘Marca' somente no ano de 2018. 

Cazorla chegou a passar por operação, mas como o ferimento em seu tornozelo estava aberto, uma bactéria entrou na região. Ela chegou a devorar 10 centímetros de seu tendão. A situação era tão perigosa que o jogador chegou a ouvir que não era para se preocupar em jogar bola, mas sim para se concentrar “em poder brincar com o seu filho ou dar uma leve caminhada”. O osso foi comparado por uma massa de modelar, segundo os médicos. 

Lesão de Cazorla deixou marcas (Chapecó Online)

Ao todo, passou por oito cirurgias, placas de metal, tendão reconstruído, além de um enxerto, que acabou separando a tatuagem com o nome de sua filha. Uma parte precisou ser costurada no seu tornozelo. Porém, isso o deu uma enorme força para continuar lutando por sua vida e sua carreira.

RETORNO AOS GRAMADOS

Em 2018, o Villarreal anunciou um nome antigo e conhecido da torcida: Cazorla. A volta foi cercada de muitas incertezas. Mas a torcida estava totalmente disposta a demonstrar a força e carinho para o atleta. Aos 34 anos, o mesmo teve seu jogo oficial em 18 de agosto. Era o fim de todo o pesado. E não fez feio. O jogador foi tão bom em campo, tendo um desempenho que lhe rendeu uma convocação para a seleção espanhola.

O craque foi um dos reis em assistências na última temporada, se igualando a nada mais nada menos que Lionel Messi. Foram 20 passes para o gol, levando em consideração todas as competições oficiais em que disputou. Assim, o mesmo ficou atrás somente de Suárez, Benzema e Messi. Além disso, foram 15 gols – o recorde de sua carreira -.

A história de superação de Santi Cazorla não emociona somente quem está no meio. Torcedores de todos os times de todo o mundo se inspiram e torcem para o grande sucesso do atleta, que fechou com Al Sadd, do Catar. Com toda a certeza, o atleta inspira inúmeras pessoas a continuarem lutando por seus sonhos, independente de quais são.

Foto destaque: Reprodução/Footure

Lauren Berger
Lauren Berger
Lauren Berger, gaúcha e apaixonada por futebol. Cresci vendo grandes nomes do Brasil em campo e um sentimento especial cresceu em mim. Vi Ronaldinho Gaúcho, Fernandão, Cristiano Ronaldo, Iniesta e foi amor à primeira partida. Estudo na Universidade Luterana do Brasil-RS.

Artigos Relacionados