Santa Cruz

Nesta segunda-feira (19), o Presidente do Conselho Deliberativo do Santa Cruz, Mário Godoy, anunciou licenciamento de 90 dias do cargo. Dessa maneira, o vice-presidente, Marino Abreu, assume o cargo. Contudo, em carta para outros membros da diretoria, Godoy sinaliza planejar a renúncia definitiva.

Além disso, corre nos bastidores uma movimentação na qual conselheiros do clube estão tentando abrir um processo para forçar uma renúncia do Presidente Executivo, Joaquim Bezerra.

CAUSA DA CRISE DO SANTA CRUZ

Antes de tudo, o Santa Cruz é um clube de futebol e os resultados dentro de campo são cruciais para definir o ambiente no Arruda. Dessa forma e como já se sabe, o Tricolor do Arruda vem fazendo uma temporada ruim. Campanhas fracas em praticamente todas as competições que participou, além do iminente rebaixamento para a Série D.

Nos bastidores, decisões das mais controversas no futebol. O clube já contratou 37 jogadores nessa temporada. Por outro lado, 17 desses contratados já deixaram o clube. Ainda mais, o Santa já está no seu 4ª treinador. Assim, a Cobra-Coral está cambaleando na Série C. Faltando somente uma rodada para o fim do 1º turno, a equipe do Arruda já se vê seis pontos atrás do primeiro time fora da zona de rebaixamento. A pressão é grande.

MÁRIO GODOY

Em carta dirigida para Joaquim Bezerra, André Frutuoso, Marino Abreu e aos conselheiros do Conselho. Mário Godoy citou toda sua trajetória dentro do Santa Cruz e seus feitos. Em seguida, citou o motivo de seu afastamento.

“Trabalhei arduamente e me dediquei para fazer o melhor para o clube, porém, hoje, dentre tantas ameaças à minha vida e à integridade física, anuncio que estou me licenciando por 90 dias, tanto do cargo de Presidente do Conselho, como conselheiro do Santa Cruz. Neste período irei organizar a minha renúncia definitiva da Presidência do Conselho, que deverá ocorrer em breve”.

BASTIDORES MOVIMENTADOS

Segundo Camila Sousa do portal NE45, motivados pela crise atual, membros do Conselho do Santa Cruz estão recolhendo assinaturas de seus integrantes, com o intuito afastar o Presidente. Segundo o novo estatuto do clube, é preciso 120 assinaturas de conselheiros. Uma vez que se consiga esse número, parte para protocolar o pedido junto à direção executiva do clube. Além disso, o grupo também estaria alegando que o clube está devendo pagamentos.

Foto destaque: Divulgação/Santa Cruz

Ayrton Niño
Historiador pela UFPE e graduando em Jornalismo pela UniNassau.