Santa Cruz estreia na Série D 2022 neste domingo (17)

A saber, neste domingo (17), o Santa Cruz dá a largada na sua caminhada pela Série D do Campeonato Brasileiro. Primeiramente, o seu compromisso inicial será fora de casa, em Sergipe, diante do Lagarto, às 16h (horário de Brasília). Com esse cenário, o Tricolor do Arruda tentará retomar o caminho das divisões superiores do futebol nacional, o que já aconteceu e que serve de superação para o atual elenco coral.

O que mudou no Santa desde a eliminação no Pernambucano?

A princípio, não mudou muita coisa pelos lados do Arruda. Por parte dos jogadores, chegaram ao clube Igor Salatiel, que voltou do empréstimo ao Sete de Setembro, e Luan, emprestado pelo XV de Piracicaba.

Quais os adversários do Santa Cruz nesta Série D?

A saber, o Tricolor do Arruda se encontra no Grupo A4, que conta, além de Santa e Lagarto, dos baianos Atlético Alagoinhas, Jacuipense e Juazeirense, dos alagoanos ASA e CSE, e do Sergipe.

Torcedor coral já viu esse filme antes…

Primeiramente, o Santa ficou conhecido por ter passado pelas quatro divisões nacionais de forma seguida. A saber, estava na Série A, em 2006 e foi parar na D, recém criada, em 2009, com três rebaixamentos seguidos, algo inédito no futebol brasileiro.

No entanto, após passar três temporadas no último degrau, subiu para a C, em 2011, para a B, em 2013 e, por fim, alcançou a elite em 2016. Contudo, mais uma vez passou apenas um ano na Série A e novamente caiu para a B, em 2017, para a C, em 2018 e, no ano passado, chegou novamente à 4ª divisão.

 

Presidente confiante na boa campanha do Santa Cruz

Dessa forma, não poderia ser diferente para o presidente Antônio Luiz Neto, que esteve envolvido na época da reconstrução anterior do Santa Cruz. Para o mandatário, o clube terá a força de sua torcida dentro e fora do Arruda.

“Em 2011, fizemos nossa estreia na série D em um jogo realizado em João Pessoa, na Paraíba. Naquela época, o Alecrim de Natal, como mandante, trouxe o jogo para capital paraibana para garantir um estádio lotado pela presença e força da torcida do Santa Cruz. Aquele foi o início de uma jornada vitoriosa que queremos repetir”.

Além disso, Luiz Neto enfatizou a filosofia de reconstrução do Santa e de sua torcida. Dessa forma, o mandatário relembrou momentos históricos do clube, que servem de motivação para esse momento.

“Nos bons e nos maus momentos, o torcedor do Santa Cruz está sempre presente e disposto a levar adiante a construção de crescimento e soerguimento patrimonial e esportivo do seu time do coração, numa obra permanente de pedra e cal e de grandes conquistas e glórias nos gramados, com o corpo e a alma do Clube mais popular do Nordeste. O apoio da torcida é essencial para avanço da equipe no campeonato e o Santa Cruz conta com cada um dos torcedores apaixonados nessa batalha”, declarou, em entrevista ao site oficial do clube.

Preparação final

A princípio, toda a preparação tricolor foi feita ainda em Recife, com o último treino sendo realizado neste sábado (16), já em Aracaju. Assim, para o duelo, o técnico Leston Junior deverá usar a base do time que disputou o Pernambucano.

Dessa forma, a provável escalação do Santa para a partida é: Klever; Marcos Martins, Júnior Sergipano, Alex Alves e Dudu Mandai; Gilberto, Rodrigo Yuri e Tarcísio; Esquerdinha, Matheuzinho e Rafael Furtado.

Começa a saga Coral!!!

Por fim, vale lembrar, neste domingo (17), às 16h (horário de Brasília), o Santa Cruz fará sua estreia na Série D, fora de casa, no Estádio Barretão, diante do Lagarto.

Foto destaque: Divulgação/Rafael Melo/Santa Cruz

Payciúma Luiz
Quase duas décadas acompanhando futebol me obrigaram a seguir esse caminho. Acabei me apaixonando pela metamorfose ambulante do mundo da bola e fiz disso o meu ofício. 23 anos, estudante de Jornalismo na UNIBRA, setorista do Santa Cruz no FNV, do Venezia no PL Brasil e torcedor do Paysandu Sport Club.