Santa Clara surpreende Braga, soma segunda vitória seguida e dorme líder da Liga NOS

- Mesmo com maior volume de jogo e chances criadas, Arsenalistas não conseguiram balançar as redes no Municipal
Santa Clara chega a segunda vitória seguida na Liga NOS (Foto: Reprodução / Hugo Delgado / LUSA)

Nesta sexta-feira (25), Braga e Santa Clara entraram em campo em jogo válido pela 2ª rodada da Liga NOS. Assim, no Municipal de Braga, os Arsenalistas pressionaram, dominaram boa parte da partida e perderam muitas chances de gol. Logo, cirurgicamente, os Açoreanos marcaram com Thiago Santana, ainda no começo do confronto que assegurou a segunda vitória em dois jogos. Enquanto que os Bracarenses ainda não somaram na Primeira Liga.

1º TEMPO

Apesar da maior posse de bola, o Braga foi surpreendido na primeira etapa pelo Santa Clara, que cirúrgico, aproveitou as chances criadas. Logo aos 2′, os Arsenalistas já ameaçavam com Paulinho, que recebeu boa bola pela direita e bateu colocado, por cima do gol. No entanto, na primeira investida dos Açoreanos, após falta, Rafael Ramos deu chutão para a área, e Thiago Santana recepcionou e e bateu com força para abrir o placar. Com a desvantagem, os Bracarenses se lançaram ao ataque.

Logo, o Braga teve falta por cobrar, mas a bola parou em cima da linhas nas mãos do goleiro visitante. Assim, aos 19′, após boa troca de passes André Horta recebeu na entrada da área e bateu para empatar a partida. No entanto, o árbitro anulou por impedimento. Já na reta final, o Santa Clara começou a sair novamente para o jogo, em uma das investidas, Carlos Jr. quase marcou. Por fim, Ricardo Horta cobrou falta e obrigou boa defesa dos Açoreanos.

2º TEMPO

Na volta do intervalo, em desvantagem no placar, o Braga se lançou ao ataque e dominou a etapa complementar. Enquanto isso, o Santa Clara se defendeu como pode para segurar o resultado. Assim, aos 14′, Ricardo Horta recebeu bola pela direita e chutou forte cruzado, a redonda acertou a trave esquerda dos Açoreanos. Em seguida, explorando a ponta esquerda, Nuno Sequeira cruzou rasteiro para Esgaio que chegou batendo com força, mas para fora.

Na sequência, em lance em profundidade, Ricardo Horta recebeu bola cruzada na área, mas perdeu o timing e desperdiçou grande chance de cara para o gol. Logo, só dava Braga, que chegou em novo lance pela esquerda. Assim, novamente, Horta perdeu boa oportunidade dentro da área. Em seguida, Nuno Sequeira cruzou a redonda pelo flanco esquerdo e Iuri Medeiros chegou batendo acertando o travessão dos Açoreanos. Já na reta final, os Arsenalistas fizeram intensa pressão, mas o Santa Clara se defendeu como pode e assegurou o segundo triunfo.

E AGORA?

Dessa forma, com o resultado, o Santa Clara chega aos seis pontos e assume a liderança provisória da Liga NOS com seis pontos. Já o Braga segue sem somar pontos e chega a segunda derrota, ocupando a 15ª posição. Agora, na próxima rodada, os Açoreanos recebem o Gil Vicente, no sábado (3/10), às 12h (horário de Brasília). Enquanto que os Arsenalistas visitam o Tondela, no mesmo dia, às 17h (horário de Brasília).

MELHORES MOMENTOS

Foto Destaque: Reprodução / Hugo Delgado / LUSA

Ricardo do Amaral

Sobre Ricardo do Amaral

Ricardo do Amaral já escreveu 701 posts nesse site..

"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

BetWarrior


Poliesportiva


Ricardo do Amaral
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

    Artigos Relacionados

    Topo