Cristián Zapata San Lorenzo

Apesar de ainda não ter um anúncio oficial, já está tudo acordado. Cristián Zapata é o novo reforço do San Lorenzo. Em suma, o zagueiro de 34 anos chega ao bairro de Boedo trazendo consigo toda a sua experiência. Já que, jogou por grande parte da sua carreira na Europa e defendendo a Seleção Colombiana. A princípio, o atleta permanece no Ciclone por 18 meses e com a possibilidade bônus por títulos obtidos.

Cristián Zapata no San Lorenzo

Após anunciar Nestor Ortigoza, o San Lorenzo consegue o seu segundo reforço para a temporada. O nome de Zapata surgiu nos arredores de Boedo depois do acordo com Juan Cruz Komar, do Talleres, não ter dado certo. Sendo assim, a diretoria do Ciclone voltou as suas atenções para o ex-zagueiro do Genoa, da Itália. O jogador ficou livre no mercado de transferências após rescindir com o antigo clube.

Cristián começou a carreira na base do Deportivo Cali. Em seguida, com 19 anos, mudou-se para a Europa, onde defendeu a Udinese por seis temporadas. Depois foi para o Villarreal, da Espanha. De volta à Itália, em 2012, Zapata jogou pelo Milan, lugar em que logo se tornou um jogador-chave. Em síntese, foram sete anos atuando pelos Rossoneros, antes de terminar no Genoa.

Pela Seleção da Colômbia, Zapata disputou duas Copas do Mundo, as de 2014 e 2018. Onde alcançou às quartas de final e as oitavas de final, respectivamente. Além disso, participou de quatro edições da Copa América. A última delas realizada no Brasil, em 2019.

Vai começar a temporada

Decerto, o San Lorenzo busca reforçar o elenco para fazer bonito na próxima edição do Campeonato Argentino. O torneio começa neste final de semana, e logo de cara o Ciclone já tem um desafio. Afinal, a equipe do bairro de Boedo viaja para Sarandí, para enfrentar o Arsenal, no domingo (18). Por fim, o duelo acontece às 15h35 (horário de Brasília).

Foto destaque: Reprodução/Primocanale

Carlos Soares
Além da enorme paixão pelo esporte, eu sempre tive facilidade com a comunicação no geral. É uma habilidade que me destaca em qualquer ambiente que esteja. O desejo de fazer jornalismo surgiu devido a vontade de fazer com que essa aptidão possa me proporcionar grandes desafios em minha carreira profissional, principalmente na área esportiva. Ao ingressar na faculdade e estagiar na área, descobri diversas abordagens diferentes que o jornalismo pode ter e a quantidade de histórias que estão esperando para serem contatadas. O que fez eu me interessar ainda mais pela profissão e querer desempenhar um fazer jornalístico objetivo e de qualidade.