Olá, Brasil! O Gajo volta nessas férias, no país sul-americano, com a pauta de Estádio 28 de Maio, atual Estádio 1º de maio, do Braga de Portugal e a relação com o Salazarismo no Estado Novo. A princípio, o campo foi inaugurado em 1950, na época do Salazarismo no Estado Novo que estava em seu auge. Assim, ele foi usado como forma de propaganda a favor de Salazar. e o ajudou a ficar no poder por 41 anos.

SALAZARISMO NO ESTADO NOVO

Antes de mais nada, é necessário voltar a época negras na democracia de Portugal. Assim como Hitler na Alemanha Nazista, Mussolini na Italia, António de Oliveira Salazar foi o ditador em Portugal na época do Estado Novo Português (1933-1974). Antes disso, fez parte do ministério da finanças  da ditadura militar portuguesa (1926-1933).

Em 1933, foi indicada como presidente do Conselho dos Ministros. Essa função correspondia, na realidade, à posição de chefe de Estado. Assim, prosseguiu as ideologias implantadas em 1926 como nacionalismo, autoritarismo, antidemocrático, ideias conservadoras e a concentração de poder nele mesmo. Assim, ficou no poder até 1968 e faleceu em 1970 aos 81 anos. O regime ditatorial durou até 1974 quando Marcello Caetano sofreu golpe conhecido com a Revolução dos Cravos em 25 de abril de 1974. Assim, o regime democrático foi reconstruído no país.

ESTÁDIO 28 DE MAIO

A euforia do futebol como novo esporte, no inicio século XX, não deixou o Braga se esquivar do entusiasmo da população. Assim, surgiu a ideia da construção de um novo estádio para o clube português. Na época, o governo desbloqueou fundos necessários para construção que foi arquitetado pelo engenheiro Travassos Valdez e construído de pedra pela empresa Azevedo Campos.

A relação do estádio com do Salazarismo é que, em 1946, foi assinado o início das obras no estádio com intuito de comemorar o 21º aniversário do golpe de 28 de maio de 1926, que foi um pronunciamento militar nacionalista e antiparlamentar que pôs termo à Primeira República Portuguesa, levando à implantação da Ditadura Militar. Posteriormente, quatros anos mais tarde, o estádio foi inaugurado no dia 28 de maio de 1950.

Neste dia, o presidente do Conselho António de Oliveira Salazar estava presente no evento e assistiu a duas partidas de inauguração. Na primeira, um empate entre Porto e Braga e a vitória do Benfica em cima do Braga que trouxe alegria aos torcedores na época.

 

Além disso, o estádio 28 de maio foi financiado com dinheiro estatal (seguro-desemprego) e era um veículo de propagando do estado novo português. A edificação do estádio era a prova da capacidade do Estado Novo de erguer obras públicas de grandes dimensões, transformadas em símbolos materiais da prosperidade da era salazarista. Assim, ajudou o regime ficar de pé tanto tempo.

Com o fim do estado novo em 25 de abril 1974, o estádio mudou nome para Estádio de 1º de maio, em homenagem ao Dia Internacional do Trabalhador. Atualmente, tem capacidade para 28 mil espectadores, fica no Parque da Ponte, em Braga, e é utilizado pelo Braga B e pelo futebol feminino do Braga.

https://twitter.com/SCBragaOficial/status/1213808956432420867

Foto de destaque: Reprodução/Flickr/ Estúdio Horácio Novais.

Kaliel Serafin
Kaliel Serafin
Kaliel, 19 anos, estudante de jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi.

Artigos Relacionados