Seleção Premier League: Divulgação/Nataly Lopes/FNV

A temporada 2019/20 da Premier League chegou ao seu fim nesse domingo (26). Todavia, ainda temos uma pendência aqui no Futebol na Veia. Sabe qual é? Isso mesmo, a seleção do campeonato eleita pelos nossos colunistas. Recentemente, o capitão do Liverpool, Jordan Henderson, foi eleito o melhor jogador da temporada pela Federação Inglesa. Mas será que o volante está presente na nossa escalação? Quem será que foi a decepção? E o melhor técnico? Se liga no nosso esquadrão abaixo e compare com seus selecionados.

GOLEIRO: ALISSON BECKER

Como diz o ditado: todo bom time começa com um bom goleiro. Mais do que nunca, esse ditado se fez presente na campanha dos Reds. Afinal, a equipe foi campeã tendo a melhor defesa (33 tentos sofridos) e com menos derrotas. O goleiro da seleção brasileira é mais uma vez destaque na temporada, tendo em vista que na última, esteva presente na equipe ideal da UEFA. Com defesas dificílimas e segurança na saída de jogo, o atleta revelado pelo Inter se firmou de vez entre os melhores arqueiros do mundo. Só para ilustrar, abaixo você pode conferir um compilado dos melhores momentos do Alisson:

LATERAL-DIREITO: TRENT ALEXANDER-ARNOLD

O jovem inglês de 21 anos é sem sombra de dúvidas um dos melhores alas do mundo atualmente. Com um poderio ofensivo fortíssimo, o atleta tem se especializado em bola parada e, com isso, se tornou fundamental na campanha do Liverpool, sendo o segundo em assistências no torneio, com 13 no total. Todavia, o jogador não deixa a desejar na defesa, contribuindo fortemente para que sua equipe finalizasse o campeonato como defesa menos vazada. Além disso, tem ficado marcado pelos golaços de falta que tem anotado. Tendo em vista os argumentos acima, o titular da seleção inglesa deve ser um dos principais alvos da próxima janela de transferências.

LATERAL-ESQUERDO: ANDREW ROBERTSON

Certamente por conta da consolidação de melhor defesa do campeonato, o Liverpool vem dominando todo o setor defensivo. Da mesma forma que foi com a lateral-direita, a lateral-esquerda é novamente dos Reds. Andrew Robertson é mais um dos atletas premiados pela regularidade. Assim como seu companheiro citado no tópico acima, o escocês de 26 anos tem um poderio ofensivo e defensivo igualmente fortes. Apesar de marcar gols não ser seu forte, o jogador tem facilidade em apoiar o ataque, servindo muito bem seus companheiros, tendo 12 assistências anotadas.

ZAGUEIRO: VIRGIL VAN DIJK

Esse é unanimidade. Ou seja, o holandês foi um dos únicos atletas no qual todos os colunistas concordaram em colocar na seleção. O “monstro” de 29 anos teve uma regularidade imensa na temporada, sendo peça essencial na campanha de melhor defesa do Liverpool. Com muita força física, mas com velocidade no entanto, o capitão da seleção holandesa comandou a defesa dos Reds nessa época. Tendo jogado incríveis 37 de 38 compromissos possíveis, o atleta é presença VIP nessa nossa lista.

ZAGUEIRO: CAGLAR SOYUNCU

Um dos destaques da boa campanha do Leicester na temporada, o jovem turco se sobressaiu na defesa dos Foxes. Com um passe apurado e firme em jogos grandes, a “muralha turca” caiu nas graças da torcida facilmente. Apesar de terem terminado na 6ª posição dentre as melhores defesas com 41 gols sofridos, a temporada do jovem de 24 anos merece destaque.

https://twitter.com/lcfcgeorgee/status/1272838606156107776

VOLANTES: BRUNO FERNANDES

O que o “Tuga” jogou desde que chegou no United é brincadeira. Apesar de ter chego no meio da temporada (foi anunciado em 30 de janeiro), o volante de 25 anos tomou conta do meio campo dos Red Devils e comandou a retomada do time no restante do campeonato inglês. Desde que estreou pela Premier League não perdeu sequer uma partida. Foram 14 compromissos, com nove triunfos e cinco empates. Além disso, marcou incríveis oito gols. E tem mais. Assumiu a bola parada da equipe e muitos o apontam como responsável pela retomada do bom futebol de Pogba.

Só temos uma coisa a dizer: a próxima temporada do United promete! E muito!

https://twitter.com/eduinata/status/1286517912136712192

VOLANTE: JORDAN HENDERSON

Ele tinha que estar aqui. Apesar de sua indicação de melhor do campeonato ter sido contestada, o jogador foi símbolo e capitão da campanha irretocável do Liverpool no seu primeiro título de Premier League. Misturando muita força física com técnica apurada na saída de jogo, o inglês é figura importantíssima na equipe de Jürgen Klopp. O atleta jogou 30 partidas na campanha e anotou quatro gols.

MEIA: KEVIN DE BRUYNE

Mais um atleta unanimidade em nossa escalação. Inegavelmente o belga estará em qualquer seleção do torneio. Dito por muitos o “MVP” da Premier League, o meia de 29 anos teve uma temporada memorável. Além de anotar belíssimos gols, o craque ainda igualou Thierry Henry como jogador com mais assistências em uma única edição do campeonato (foram 20 passes pra gol). Muitos, inclusive, o cotam como forte candidato na briga pelo troféu “The Best” (única premiação de melhor jogador da temporada restante, tendo em vista que o evento da “Bola de Ouro” foi cancelado).

https://twitter.com/_opiniaofutebol/status/1287415053919162369

ATACANTES: SADIO MANÉ

Artilheiro da última edição do campeonato inglês, o senegalês teve mais uma excelente temporada. Por conta dos 18 gols marcados, o jogador brigou firmemente pela artilharia pelo segundo ano consecutivo. Uma estatística a se destacar é que ele foi o jogador que mais marcou gols da vitória no torneio. Foram cinco gols que deram a vitória ao Liverpool. Muito rápido e com um drible singular, Mané é dito por muitos como o principal jogador do time dos Reds. Não à toa, toda temporada surgem rumores de que os maiores clubes do mundo se interessam por ele.

https://twitter.com/ogoalfc/status/1287430571455545344

ATACANTE: PIERRE-EMERICK AUBAMEYANG

Reforço mais caro da história dos Gunners, o gabonês se firmou nessa temporada como principal jogador do time londrino. Com 22 gols marcados, o atleta liderou a equipe de Mikel Arteta no torneio. Com uma velocidade ímpar e uma finalização de dar inveja à muitos atacantes, o craque de 31 anos se encaixou muito bem com Lacazette no ataque do Arsenal. Além disso, ajudou a equipe a chegar à final da FA Cup, que será disputada contra o Chelsea, no próximo sábado (1). Ainda por cima, por um gol de diferença não terminou o torneio como artilheiro junto com Jamie Vardy, do Leicester. Abaixo vocês conferem a pintura marcada por ele no último jogo do campeonato:

https://twitter.com/mundonofut/status/1287413062992109573

ATACANTE: JAMIE VARDY

Entra ano e sai ano e parece que o futebol de Jamie Vardy continua o mesmo, no bom sentido da oração. Com o “cheiro que a bola gosta”, o atacante inglês mais uma vez termina a temporada como principal jogador do Leicester e artilheiro do torneio. Após a campanha do título na temporada 2015/16, os Foxes sofreram com um constante desmanche em seu plantel. Por conta disso, o futebol do atleta tendia a decair. Nada disso. Vardy continuou com o status de artilheiro e, no auge de seus 33 anos, finaliza a temporada com 23 gols, artilharia isolada do torneio. Todavia, fica o gosto amargo, tendo em vista que sua equipe decaiu pós parada, perdendo a vaga na UEFA Champions League.

MELHOR TREINADOR: JURGEN KLOPP

Não poderia ser diferente, né? Afinal, o técnico conseguiu a façanha de comandar o Liverpool na campanha do título inglês após 30 longos anos, primeiro na era Premier League. O “técnico heavy metal“, como apelidaram o alemão, fez com que seu time ficasse ligado nos 220v durante todas as partidas em que disputaram, com exceção das pós conquista do torneio (acima de tudo, o elenco é filho de Deus, né? Comemoraram pouco o título?). A equipe de Klopp chegou a ficar incríveis 27 jogos sem perder. Isso mesmo. V-I-N-T-E-E-S-E-T-E jogos sem derrotas. Além disso, finalizaram com melhor defesa, mais vitórias e, claro, campeões da maior liga do mundo.

REVELAÇÃO DO CAMPEONATO: MASON GREENWOOD

Continuando a parte dos prêmios individuais, o jovem atacante do United roubou a cena na parte final do torneio. Apesar de ter disputado 31 partidas na temporada, foi no último terço que o atacante de 18 anos teve seu maior protagonismo. Com 10 gols marcados, mostrou que tem um poder de finalização muito bom e que sua parceria de ataque com Rashford pode render excelentes frutos aos Red Devils em um futuro muito próximo.

https://twitter.com/ESPNBrasil/status/1281573890938990592

MENÇÃO HONROSA: DEAN HENDERSON

Um dos melhores arqueiros do torneio, Dean Henderson foi peça fundamental na surpreendente campanha do Sheffield. A princípio, antes do hiato, a equipe era cotada como candidata por vaga na Champions League, muito por conta do jovem goleiro. Sua performance no torneio foi muito elogiada pelos especialistas. Por conta disso, o atleta retorna ao Manchester United para a próxima temporada e muitos o colocam, inclusive, como goleiro titular da equipe, desbancando o espanhol De Gea. Brigou firmemente por vaga na nossa seleção.

https://twitter.com/leaodestamford/status/1287398175339417601

TIME DECEPÇÃO – TOTTENHAM

Decepção é pouco para descrever uma equipe recém vice-campeã de Champions League. A temporada dos Spurs começou ruim, tanto que trocaram o comandante assim que a má fase se instaurou. Trocaram o longínquo Mauricio Pochettino pelo “SuperstarJosé Mourinho. O time até deu indícios de que poderia reagir, mas finalizaram o torneio apenas com uma vaga na Europa League. Ainda sim, caso o Arsenal vença a FA Cup, o Tottenham finaliza a temporada sem se classificar para nenhum torneio europeu, já que terminou em 7º na Premier League. Como se não bastasse, a saúde financeira do clube é ruim, portanto, não terão poderio para grandes contratações para a próxima época. Ainda por cima, não emplacaram sequer um jogador na nossa seleção. Temporada foi tão extraordinária, no sentido ruim da palavra, que até o sul-coreano, Son, perdeu a cabeça. É mole?

Mas e aí? Concordaram com a nossa seleção? Ficou faltando alguém?

Mais uma temporada de Premier League se encerra, e nós do Futebol na Veia queremos agradecer de coração à todos vocês que acompanharam o torneio conosco. A próxima temporada promete e, se Deus quiser, voltaremos a cobrir o maior torneio do mundo com tudo normalizado.

Foto Destaque: Divulgação/Nataly Lopes/FNV

João Lopes
Sempre tive paixão por informar e escrever. Como sempre gostei de futebol e, não sei falar de outra coisa na vida, decidi que trabalharia com isso. Tentei com a bola nos pés, mas não tive um empresário de sucesso...Brincadeiras à parte, com o passar do tempo, percebi que era melhor com a caneta na mão do que com a chuteira no pé.

Artigos Relacionados