Saiba tudo sobre o Tigre, adversário do Palmeiras na estreia da Libertadores

- Primeiro argentino na segunda divisão a disputar uma Libertadores, venceu Boca na final, caiu, quase perdeu a vaga, sofreu desmanche, contratou artilheiro e tem goleiro inseguro
Tigre

O Palmeiras entra em campo nesta quarta-feira, 4, às 19h15 (horário de Brasília), em duelo contra o Tigre na estreia da Copa Libertadores. Os argentinos se classificaram a competição continental após conquistar a primeira edição da Copa da Superliga Argentina ao derrotar o Boca Juniors na final. Esse foi o primeiro título de expressão da instituição de 117 anos.

No entanto, a vaga chegou a estar ameaçada. Isso porque, em meados do ano passado, a Conmebol decidiu restringir as vagas tanto na Libertadores quanto na Copa Sul-Americana a times que estivessem disputando a primeira divisão do campeonato nacional de cada um de seus países filiados.

Por não se enquadrar nesse quesito, uma vez que havia sido rebaixado à Série B do Campeonato Argentino por conta do sistema de média de pontos, o Tigre seria impedido de disputar o torneio. No entanto, a Conmebol voltou atrás devido as reclamações de diversas associações nacionais – CBF e AFA entre elas.

Tal situação, que já havia ocorrido anteriormente na Libertadores com Criciúma-SC, Santos André-SP, Paulista-SP, Jorge Wilstermann-BOL, Santiago Wanderes-CHI e o próprio Palmeiras, em 2013, é inédita na Argentina. Naquela ocasião, eles também se enfrentaram. Enquanto os argentinos venceram pela vantagem mínima na Argentina, os paulistas ganharam por 2 a 0 no Brasil.

https://twitter.com/NigroFerri/status/1235061786572812288

SAÍDAS

Com o imbróglio solucionado, a equipe passou a conviver com outro problema: a saída de jogadores. Dos 18 atletas que foram convocados para a decisão frente ao Boca, cinco saíram. (Confira abaixo)

  • ‌O lateral-esquerdo Nicolás Colazo, que estava emprestado pelo Boca Juniors, e somava sete partidas, com dois dois gols e uma assistência, foi para o Rosário Central;
  • O volante Lucas Menossi, revelado nas categorias de base do Tigre, onde disputou 112 jogos, tendo balançando as redes dez vezes, foi negociado junto ao San Lorenzo;
  • O extrema Lucas Janson, também cria da casa, foi comprado pelo Toronto FC e depois repassado ao Vélez Sarsfield. Ao todo, foram 98 partidas, 15 gols e 12 assistências;
  • O centroavante Federico González, mais um prata da casa, passou do Tigre, onde fez 22 gols em 72 jogos, para o Estudiantes;

https://twitter.com/CentralFoxBR/status/1135711306684780544

CASOS WALTER MONTILLO E NÉSTOR GOROSITO

Em contrapartida, tudo indicava que o melhor jogador da equipe, o meia Walter Montillo, permaneceria. Após anunciar que penduraria as chuteiras em junho de 2017, quando defendida o Botafogo, pelas seguidas lesões, o ex-Cruzeiro e Santos anunciou seu retorno aos gramados pelo Tigre em janeiro do ano posterior.

Apesar de outro problema ter obrigado Montillo a parar por sete meses, o camisa 10 foi eleito, em votação popular, o melhor jogador da Superliga Argentina. Em 20 partidas, foram quatro gols e nove assistências, líder no quesito. Já na Copa da Superliga, marcou dois gols: nas vitórias sobre Racing e Unión de Santa Fe.

Nesta temporada, pela Primeira Nacional, Montillo participou de 14 jogos e anotou dois gols. Impactante dentro da equipe de Nestor Gorosito, o meia acertou em janeiro seu retorno à Universidad de Chile após 10 anos.

“El Pipo” Gorosito sempre tem sua saída ventilada. Identificado com o San Lorenzo, onde atuou entre 1988 e 1994, bem como treinou durante a temporada 2003/2004, foi o principal nome especulado para assumir após a demissão de Juan Antonio Pizzi em outubro de 2019.

Na semana passada, quando Diego Monarriz foi demitido do Ciclón, Gorosito, de acordo com os veículos argentinos, chegou a pedir demissão. Porém, após reuniões com a diretoria resolveu permanecer.

https://twitter.com/catigreoficial/status/1234971545384046593

CHEGADAS

Dessa maneira, o presidente Ezequiel Melaraña prometeu a contratação de reforços para a Libertadores. Assim, quatro jogadores foram incorporados ao elenco.

  • ‌O meio-campista Facundo Melivilo, contratado junto ao Central Córdoba;
  • O extrema Juan Ignacio Cavallaro, que retornou de empréstimo do Unión de Santa Fe;
  • O centroavante argentino naturalizado chileno Marcelo Larrondo, que estava livre no mercado após o fim de seu contrato com o River Plate;
  • O centroavante Emanuel Dening, ex-San Martín de San Juan;

Entretanto, os movimentos não rejuvenesceram o plantel. A equipe é a que possui a maior média de idade de toda a Libertadores: com 29,7 anos, ocupa atualmente a 5ª colocação do Grupo B da Primeira Nacional, com 28 pontos conquistados após 28 rodadas.

https://twitter.com/catigreoficial/status/1219411866751062019

ATAQUE

Ao todo, foram 24 marcados, uma média de 1,3 gols por jogo. Com oito em 16 partidas, Emanuel Dening é o artilheiro da equipe na competição.

Apesar de todos seus tentos terem sido anotados dentro da área, onde o camisa 11 foi fatal quatro vezes com a perna direita e uma vez com a cabeça, o atacante atua com mais mobilidade em relação a Marcelo Larrondo, seu companheiro de ataque.

Se somados, ambos possuem quatro gols de pênalti, três de Dening, um de Larrondo, seu único. Esse, aliás, é um aspecto que chama a atenção. No total, foram seis penalidades máximas apitadas em pró do Tigre na Série B argentina. Somente uma não entrou.

Assim, o bom aproveitamento eleva ainda mais o alto índice de gols oriundos de bolas paradas. Dos 24 gols, 12 foram produzidos desta forma. Não à toa, excetuando um tento de Montillo de fora da área, todos os demais tiveram a conclusão fatal sendo realizado dentro da área adversária. Nesse sentido, em seis vezes a cabeça foi o membro usado para empurrar a bola para o fundo das redes.

https://twitter.com/catigreoficial/status/1229118792208388097

DEFESA

Com uma média de 0,9 gol sofrido por partida, o Tigre foi vazado 18 vezes. Apesar de Gonzalo Marinelli somar oito clean sheets, o goleiro de apenas 1,78 metros de altura não goza de muito prestígio internamente. No início da temporada, o arqueiro Nicolás Navarro, do San Lorenzo, esteve no radar da equipe, mas teve sua chegada viabilizada.

Assim, os adversários costumam arriscar bastante de fora da área. Ao todo, três gols foram produzidos assim, sendo dois através de cobranças de falta. Além disso, outros dois nasceram a partir de pênaltis.

Boa parte dos adversário utilizou jogas rápidas pelas laterais, optando mais por cruzamentos rasteiros do que aéreos, para chegar ao fundo do gol Matador. Dessa maneira, surgiram 13 gols.

Por fim, atuando no José Dellagiovanna, são 10 jogos, com cinco vitórias, dois empates e três derrotas. Isto é, um aproveitamento de 56,6% dos pontos conquistados. Oscilante, o Tigre vem de três vitórias consecutivas dentro de seus domínios, mas, nas quatros partidas anteriores a esse período, foram duas derrotas, um empate e apenas uma vitória.

https://twitter.com/catigreoficial/status/1217913985716101120

Imagem destacada: Twitter Tigre/reprodução

BetWarrior


Poliesportiva


Pedro Ferri
Pedro Ferri
Pedro Rodrigues Nigro Ferri, 19, nascido em Assis-SP. Jornalista em formação pela Faculdade da Cásper Líbero e um fiel devoto. Católico? Protestante? Não, corinthiano. Sou mais um integrante do bando de loucos e nunca me conheci sem essa doença. Frequentador de arquibancada, sou apaixonado por torcidas. Sabe aquela música do seu time? É, eu canto ela no chuveiro. Supersticioso ao extremo e disseminador da política "NÃO GRITA GOL ANTES DA BOLA ENTRAR!".

    Artigos Relacionados

    Topo