Os clubes italianos receberão €116 milhões com patrocínio das camisas na temporada 2019/20. O ranking, contudo, não conta com uma das grandes equipes na liderança. De acordo com a Gazzetta dello Sport, a maior arrecadação é do Sassuolo, seguido de perto pela Juventus. O time da província de Modena é patrocinado pela Mapei.

Ao contrário do que ocorre em outros grandes centros do futebol mundial, os valores de patrocínio na Itália não são muito altos. Enquanto o Manchester United, clube de maior arrecadação com patrocínio do mundo, recebe mais de €70 milhões por ano da Chevrolet, as camisas italianas são muito mais modestas.

https://twitter.com/SassuoloUS/status/1171773921755947009

Com contrato garantindo os naming rights do estádio e do centro esportivo do clube, a Mapei paga €18 milhões por temporada para a equipe neroverde, garantindo o primeiro lugar do ranking. Logo em seguida vem a Juventus, cujo patrocínio da Jeep alcança a marca de €17 milhões. Em terceiro lugar aparecem empatados Milan e Roma, com patrocínios de Emirates e Qatar Airways, respectivamente, no valor de €14 milhões. A Internazionale fecha o top 5, recebendo €10,5 milhões da Pirelli. Sexto colocado, o Napoli possui em suas camisas o patrocínio da Lete e recebe €9 milhões. 

Após os seis primeiros, a renda advinda de patrocinadores cai consideravelmente. O próximo no ranking, recebendo apenas 6,5 milhões, é a Fiorentina, seguida por Torino e Atalanta, ambos com 5 milhões. Equipe muito tradicional no futebol italiano, a Lazio não possui patrocinador nesta temporada, após um decreto proibir patrocínios de casas de apostas, o que prejudicou também sua rival local Roma. No total, o Calcio tem 50 marcas presentes nos uniformes dos clubes. O valor total, de €116 milhões, é apenas um quarto do total recebido na Premier League.

Foto destaque: Divulgação/Finance Football

Vinícius Ferreira
Vinícius Szafran Ferreira, 23 anos, um paulistano apaixonado por esportes, com o sonho de cobrir grandes eventos esportivos ao redor do mundo. Depois de uma experiência de três anos como aluno de Ciências Biológicas, senti a necessidade de mudança. Decidi trilhar um caminho que sempre pensei em seguir, e hoje sou estudante de Jornalismo na Universidade Paulista - UNIP.
http://redacao%20fnv

Artigos Relacionados