Saiba porquê Léo Ortiz é um “armador” do Braga

A partida começa no estádio Nabi Abi Chedid e, como de costume, o RB Bragantino avança para pressionar o adversário no campo defensivo. Quem analisa à tática do jogo, percebe que o zagueiro capitão do Braga, Léo Ortiz, é peça importante na criação das jogadas.

Frequentemente, o zagueiro carrega a bola do campo de defesa até o meio-campo e faz um passe para encontrar um companheiro entre as linhas. Porém, caso não encontre, o atleta faz um lançamento longo. Enfim, essa característica vem chamando atenção nos últimos anos, e os números mostram o porquê o Massa Bruta tem o jogador como uma arma para as construções de jogadas.

Segundo o Footstats, Léo Ortiz tem um aproveitamento de 92,5% em relação aos passes. De acordo com o Sofascore, outro site especializado em dados, aponta 89% de aproveitamento nesse fundamento. Em bolas longas, o zagueiro lidera o quesito entre todos os jogadores do Brasileirão e da Libertadores, com 8,3 por jogo, segundo o Safascore.

Por fim, desde de que chegou ao RB Bragantino, Léo entrou em campo em 146 jogos. Ao todo, o zagueiro marcou nove gols e deu quatro passes. Além disso, o jogador foi fundamental na conquista da Série B e também na vice-liderança da Sul-Americana. Além disso, com boas atuações, o capitão do Braga acabou sendo convocado para seleção brasileira.

Foto destaque: Divulgação/ Ari Ferreira/ Red Bull Bragantino

Enzo Pires
Tenho o sonho de trabalhar com o que eu mais amo, que é o FUTEBOL. Amante desse esporte desde criança, queria ser jogador, mas como não deu certo, agora eu busco trabalho com isso, só que fora de campo.