Reus é eleito melhor jogador da Bundesliga e da seleção alemã

O ano de 2018 não foi dos melhores para a Alemanha. Sendo eliminada de forma precoce na Copa do Mundo e rebaixada na Liga das Nações, ficou evidente que algo aconteceu na terra do chucrute. Para o atacante Marco Reus, o ano que se passou não foi de todo o ruim. Capitaneando seu time do coração, Reus está muito próximo de ganhar o terceiro e mais importante título com seu clube: a Bundesliga.

As boas atuações de Marco são um dos fatores para a dominância do Borussia Dortmund no campeonato alemão, bem como a liderança do Grupo A da UEFA Champions League. Além de ser capitão, ele ainda é o artilheiro do time com 14 gols na temporada. Em consequência disso, a Bundesliga o elegeu como Jogador do Ano, superando grandes nomes como o de Robert Lewandowski.

Reus e Piszczek comemorando vitória com a Muralha Amarela. Foto: Reprodução

Se por um lado, a participação de Reus é resultou em alegria, do outro resultou em frustração. O ano de 2018 marcou a primeira Copa do Mundo do jogador – vale lembrar que ele ficou de fora da Copa de 2014 por causa de uma lesão no tornozelo. O desfecho, por outro lado, não foi do jeito que o atleta imaginaria.

Reus se lesionou na última partida da seleção alemã, antes da Copa do Mundo de 2014. A lesão tirou o atacante do mundial. Divulgação: Reprodução

Começando no banco de reservas a partida de estreia contra o México, Reus viu Lozano abrir o placar aos latinos. As más atuações de Mesut Ozil e Julian Draxler fizeram com que Joachim Löw o colocasse para jogo. Logo nos primeiros minutos, ficou nítido que o alemão entrou com outro ritmo e muito mais vontade. A mídia alemã elegeu Marco como o melhor jogador daquela partida, mesmo ele tendo jogado pouco mais de 30 minutos.

Contra a Suécia era vencer ou vencer. Sabendo disso, Löw fez uma alteração no time titular e começou com o atacante do Dortmund. Dessa vez, foi de dentro do campo que Reus vira Toivonen abrir o placar aos suecos. Sabendo da responsabilidade que tinha, ele não se acanhou e, 15 minutos depois, empatou a partida.

Caso o empate permanecesse, a Alemanha seria eliminada do mundial. Porém, no último lance, Toni Kroos fez jogada ensaiada com Marco e anotou o tento milagroso aos germânicos. Kroos, inclusive, disse em entrevista que o gol só saiu porque ele seguiu o conselho de Reus, que vencera o prêmio de melhor em campo.

Reus comemorando o gol de empate diante da Suécia, pela segunda partida da fase de grupos. Divulgação: Reprodução.

Na derrota para a Coréia do Sul, ele pouco pôde fazer. Com um time visivelmente afobado, a bola sequer chegava ao ataque – quando chegava, não fluía. Por isso, foi dentro do campo que o jogador viu sua seleção tomar dois gols e dizer adeus ao sonho do pentacampeonato.

Furiosa, a mídia alemã começou os disparos contra o técnico, contestando suas escolhas. Todos, com exceção de Marco Reus, foram criticados. O alemão, por outro lado, foi o único orgulho da nação, muito por causa de sua volta por cima e entrega. Mal sabia mídia, que a Alemanha ainda guardaria mais um vexame: o rebaixamento na UEFA Nations League.

Já nessa nova competição, o treinador optou por usar uma seleção diferente, não convocando a maioria dos presentes na Copa do Mundo. Reus jogou duas partidas, mas não conseguiu livrar sua nação do segundo baque do ano. Com um ano muito abaixo do esperado, a tetracampeã mundial deu adeus de forma vergonhosa, à todas as competições que participou.

Mesmo assim, o atacante continuou isento de críticas e acabou faturando seu segundo prêmio individual do ano, dessa vez o Melhor Jogador da Seleção. O jogador agradeceu em sua conta do Instagram, dizendo que isso só o motiva a “dar o extremo, dentro das quatro linhas”.

https://www.instagram.com/p/BsVUQuiDYgV/

Podendo não ser o jogador mais conhecido da Die Mannschaft, Reus mostrou ser o mais responsável e o que melhor se entregou, com a camisa germânica. Pelo Dortmund, o jogador é, sem sombra de dúvidas, o principal fator para esse primeiro turno da equipe. Enfim, o ano de 2018 só mostrou que, saudável, Marco Reus é sim um dos melhores jogadores do mundo.

Igor Tonetti
Amante do maior espetáculo da Terra, da maravilha, que não é considerada umas das sete mundias, mas, se nela estivesse, seria a principal. Como todo brasileiro, a paixão pelo futebol vem de berço. Sem muito sucesso com os pés, decidi trilhar meu caminho através das mãos, só que, ao invés de luvas, uso apenas papel e caneta. Busco sempre informar, sem medo de mostrar minha opinião e, também sem medo, de mudar quando assim for necessário.

Artigos Relacionados