Retrospectiva 2015: A morte do futebol carioca – Parte 2

Dando continuidade a nossa série “Retrospectiva 2015: A morte do futebol carioca”, chegamos à parte 2, onde falaremos do 1º turno do campeonato brasileiro e das oitavas de final da Copa do Brasil. Então, sem mais delongas, vamos a ela.

O Campeonato brasileiro da série A começou mal para os Cariocas. Já na 3º rodada Luxemburgo foi demitido do Flamengo após 2 derrotas e 1 empate, 5 rodadas depois foi a vez de Doriva perder seu emprego ao deixar o Vasco na lanterna do campeonato, sem nenhuma vitória e com 5 derrotas seguidas. No brasileiro da série B não foi diferente. Mesmo com o alvinegro liderando depois de 12 rodadas, René Simões foi demitido após derrota pela Copa do Brasil (citada na parte 1). O único clube que conseguia fazer um bom campeonato era o Fluminense, que com seu time repleto de jogadores da base, chegou ao 3º lugar na 10º rodada.

O Flamengo capengava no campeonato e após 11 jogos a única coisa que o separava da zona de rebaixamento era 1 vitória a mais que o Santos. Porém, uma notícia deu esperanças aos torcedores rubro-negros, Paolo Guerrero foi anunciado como jogador do Flamengo, junto com o craque também chegaram Emerson Sheik; Alan Patrick e Ayrton. Logo na sua estreia, o badalado Guerrero marcou um gol e deu passe para o gol do Emerson, dando assim a vitória de 2 a 1 sobre o Inter, no sul.

Depois de 15 rodadas disputadas foi a vez de o Fluminense estrear seu maior reforço da temporada. O gênio Ronaldinho Gaúcho, que havia sido anunciado semanas antes, finalmente faria sua 1º partida pelo tricolor, coincidentemente contra o clube que o revelou; o Grêmio. O Flu ganhou a partida e subiu para a 3º posição.

O campeonato continuou e após o término do 1º turno o Vasco teve seu 2º treinador demitido. Sem conseguir tirar o Vasco da lanterna e com apenas 3 vitórias, Celso Roth não resistiu. Mesmo com a chegada de Guerrero, que fez alguns gols importantes para o time, o Flamengo não conseguia uma sequencia e ocupava apenas a 13º posição. Ao contrário dos outros cariocas o Fluminense estava no G4, chegando a ocupar a 2ºcolocação, e mesmo com Ronaldinho sem brilho e amargando o banco de reservas, conseguia encantar a todos com a garotada de Xerém. Enquanto isso na série B, o Botafogo, que passou a ser comandado por Ricardo Gomes, estava em 2º; 1 ponto a menos que o líder Vitória.

Agora uma pequena pausa no brasileiro para falar das oitavas de final da Copa do Brasil. Como se não bastasse a rivalidade entre Flamengo e Vasco, quis o destino que essas duas equipes se encontrassem nas oitavas da competição. O 1º confronto entre as equipes marcava a estreia de Jorginho, que entrara no lugar de Celso Roth. Mesmo com a má fase no brasileiro o Vasco conseguiu a vitória de 1 a 0. No jogo de volta o Flamengo saiu na frente, mas aos 36 minutos do 2º tempo o Vasco empata e elimina o maior rival. Enquanto isso o Fluminense derrotava o Paysandu por 2 a 1 nos dois jogos e avançava juntamente com o Vasco.

Avatar

Sobre João Pedro Pinheiro

João Pedro Pinheiro já escreveu 18 posts nesse site..

Minha paixão por futebol começou já na barriga da minha mãe. Nasci no ano do tetra, 23 de Outubro de 1994, no mesmo dia que nasceu Pelé e meu ídolo Léo Moura. Aos 20 anos larguei a faculdade de arquitetura no meio do caminho para fazer o que eu amo, falar e debater sobre esportes. Atualmente, com 21 anos, estou cursando faculdade de jornalismo.

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
João Pedro Pinheiro
Minha paixão por futebol começou já na barriga da minha mãe. Nasci no ano do tetra, 23 de Outubro de 1994, no mesmo dia que nasceu Pelé e meu ídolo Léo Moura. Aos 20 anos larguei a faculdade de arquitetura no meio do caminho para fazer o que eu amo, falar e debater sobre esportes. Atualmente, com 21 anos, estou cursando faculdade de jornalismo.

    Artigos Relacionados

    Topo