Retrospectiva 2015: A morte do futebol carioca – Parte 1

As festas de fim de ano se aproximam e 2016 está cada vez mais perto. É a hora de refletir sobre o ano e começar os projetos da próxima temporada. 2015 não foi uma boa temporada para os times do Rio. Com pelo menos 1 clube rebaixado em cada divisão (A; B; C e D) a morte do futebol carioca fica cada vez mais evidente.

O ano até iniciou bem para os cariocas. O Flamengo foi campeão do torneio de verão, campeonato que encerrou a pré-temporada, com duas vitórias de 1 a 0 sobre São Paulo e Vasco. Logo depois o campeonato carioca começou com os clubes ainda se reformulando. O Fluminense terminou a parceria com a Unimed e perdeu a maioria dos jogadores, fazendo uma campanha fraca. O Botafogo acabara de ser rebaixado para série B e também estava montando seu elenco que se entrosou rápido e conseguiu o título da Taça Guanabara. O Vasco, que retornava da série B e contava com o retorno de Eurico ao comando do time, buscava a volta do respeito e fez uma boa campanha. Enquanto o favorito Flamengo fez um bom campeonato, apesar da perda de um ídolo; Léo Moura deixava o clube e assinara com o Fort Lauderdale Strikers, dos EUA.

O pífio desempenho técnico das equipes foi deixado de lado diante das brigas entre clubes e federação. Enquanto a dupla Fla-Flu brigavam com a FERJ, Botafogo conseguiu uma boa campanha, empatado em tudo com o Flamengo e acabou ficando a frente porque ganhou o confronto direto e sagrou-se campeão da taça Guanabara. O campeonato foi para sua fase final e o Vasco cresceu, eliminou o Flamengo em 2 jogos polêmicos enquanto o Botafogo eliminava o Fluminense nos pênaltis. Na final o cruzmaltino conseguiu duas vitórias e quebrou um jejum de 12 anos sem conquistar a competição.

Paralelamente ao estadual ocorriam os jogos da primeira e segunda fase da Copa do Brasil. O Fluminense foi o único clube carioca a entrar direto nas oitavas, isso por ter terminado o Brasileirão 2014 em 5º lugar. Enquanto os 3 grandes do Rio passaram com certa facilidade para a segunda fase, embora todos eles precisaram do 2º jogo, Madureira; Boavista e Cabofriense foram eliminados ainda na 1º fase. Na segunda fase o Flamengo ganhou o Salgueiro por 2 a 0 e não precisou do jogo de volta, o Botafogo ganhou os 2 jogos com facilidade enquanto o Vasco empatou os 2 jogos (1 a 1 e 0 a 0) e se classificou no sufoco. A 3º fase marcou o maior revés do Botafogo no ano. Enquanto Vasco e Flamengo passaram com certa facilidade, o alvinegro foi eliminado em casa pelo Figueirense, após empatar em 2 a 2 o Botafogo perdeu de 1 a 0 no Engenhão. O resultado custou o emprego do então treinado René Simões.

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
João Pedro Pinheiro
Minha paixão por futebol começou já na barriga da minha mãe. Nasci no ano do tetra, 23 de Outubro de 1994, no mesmo dia que nasceu Pelé e meu ídolo Léo Moura. Aos 20 anos larguei a faculdade de arquitetura no meio do caminho para fazer o que eu amo, falar e debater sobre esportes. Atualmente, com 21 anos, estou cursando faculdade de jornalismo.

    Artigos Relacionados

    Topo