Retorno da Libertadores preocupa times chilenos

- Colo Colo e Universad de Chile não sabem como será, pois as autoridades ainda não aceitaram o protocolo sanitário que a Conmebol estabeleceu
Retorno da Libertadores preocupa times chilenos

Embora ainda a pandemia do novo coronavírus  esteja em um nível muito alto, o futebol já voltou em vários países. Ademais, há lugares em que o esporte está parado. Contudo, tudo já está sendo programado para voltar. Tempos atrás, a Conmebol marcou a data de retorno da Taça Libertadores da América  para o mês de setembro. Mesmo assim, clubes como Colo Colo e Universidad de Chile estão preocupados com isto.

No Chile, as autoridades  não aceitaram os protocolos impostos pela entidade Internacional , visto que os casos de Covid-19 ainda estão com números elevados. Todavia, todos os  países da América do Sul têm até quinta-feira para anunciarem seus respectivos posicionamentos. Caso não ocorra, irão retornar com o torneio no dia 15 de setembro em outro local. A copa Sul-Americana também entra no mesmo critério.

“Estamos a um mês de enfrentar o Peñarol e tudo está muito complexo. O que vai acontecer quando sairmos do Chile e quando voltarmos teremos que ficar em quarentena por duas semanas?”, disse Harold Mayne Nicholls, dirigente do Colo Colo. Equipe  receberia em Santiago o uruguaio Peñarol no dia 15 de setembro pelo grupo C da Libertadores.

Além disso, Juan Tagle, presidente da Universidad Católica, também falou sobre este assunto, já que o plantel tem jogo contra o Grêmio. A partida irá ocorrer em 16 de setembro.

“Esperamos que a autoridade sanitária aprove os protocolos da Conmebol. A ANFP (Federação Chilena) está trabalhando com o Ministério do Esporte para obter as autorizações”, afirmou.

Segundo Cecília Perez, ministra do Esporte, as negociações com a ANFP continuam. Porém, a decisão final só será feita pelo Chile no contexto da saúde.

CORONAVÍRUS NO MUNDO

Mesmo com o retorno aos poucos do esporte, o vírus continua se propagando. No Brasil, por exemplo, os números crescem todos os dias. Diante disto, muitos atletas já se contaminaram, prejudicando seus times no Campeonato Brasileiro. O pior caso foi o do Goiás, onde 15 desportistas tiveram esta doença adiando o jogo contra o São Paulo, mas entraram em campo contra o Palmeiras. Antes de enfrentar o Fortaleza, o Esmeraldino teve mais dois casos.  Vale lembrar que uma das medidas obrigatórias foi o fechamento de fronteiras. Assim, pode limitar mais a realização dos jogos.

Foto destaque: Reprodução/ Norberto Duarte/AFP

Lucas de Lima Barão

Sobre Lucas de Lima Barão

Lucas de Lima Barão já escreveu 89 posts nesse site..

Atualmente, estou no 6º semestre de jornalismo pela Universidade Nove de Julho. Tenho vontade de trabalhar com jornalismo esportivo, entretanto, não descarto abrir portas para outros caminhos. Ganhei um prêmio de melhor trabalho jornalístico no 5 semestre, onde meu grupo e eu produzimos um site. Estou em busca de encontrar oportunidades no mercado de trabalho.

BetWarrior


Poliesportiva


Lucas de Lima Barão
Lucas de Lima Barão
Atualmente, estou no 6º semestre de jornalismo pela Universidade Nove de Julho. Tenho vontade de trabalhar com jornalismo esportivo, entretanto, não descarto abrir portas para outros caminhos. Ganhei um prêmio de melhor trabalho jornalístico no 5 semestre, onde meu grupo e eu produzimos um site. Estou em busca de encontrar oportunidades no mercado de trabalho.

    Artigos Relacionados

    Topo