Respeitável público

A copa recém criada chamada Primeira Liga vem dando ótimos resultados quanto ao público pagante nas arquibancadas. É um massacre em comparação com os estaduais dos clubes que a disputam.

Também é melhor do que o Campeonato Paulista (os clubes paulista não participaram desta primeira edição da competição), embora neste caso a distância seja menor. O Paulistão é o estadual com maior média de público no Brasil, 8.390.

Não que a Copa Sul-Minas-Rio seja sucesso de público: 9.621 pagantes por jogo. Mas é um público respeitável, se considerar que o torneio foi recém criado. É pouco também em comparação aos 17 mil do Brasileirão e menos comparando com os países onde o público realmente está presente.

Se comparado ao Campeonato Carioca, principal rival político do torneio, é um baile! No Rio, a média de público até agora é de 2.447 pagantes por partida. Significa que a Copa da Primeira Liga tem quase 400% mais presença.

A comparação com o Campeonato Gaúcho é ainda mais cruel. No Rio Grande do Sul, 2.212 pagantes vão aos estádios em média. Em Santa Catarina, 2.374. No Paraná são 2.793.

O estadual com clubes envolvidos na Primeira Liga com menor fracasso de público é o de Minas Gerais. No Mineiro, há 4.979 pagantes por partida. A Libertadores tem larga margem de diferença, valendo o peso que tem e a importância dela, somam 29.517 pagantes por partida em suas primeiras rodadas.

Veja a lista dos torneios com suas respectivas médias de público:

. 1 Libertadores – 29.517
. 2 Copa da Primeira Liga – 9.621
. 3 Paulista – 8.390
. 4 Paraibano – 5.890
. 5 Copa do Nordeste – 4.996
. 6 Mineiro – 4.979
. 7 Paranaense – 2.793
. 8 Carioca – 2.447
. 9 Catarinense – 2.374
. 10 Gaúcho – 2.212

BetWarrior


Poliesportiva


Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, criado em Taboão da Serra, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.
https://docs.google.com/spreadsheets/d/1izZLGz7it19teR839S0enlfi2W1drJQlmkiw4YDks2w/edit#gid=0

Artigos Relacionados

Topo