Remo lança camisa em homenagem ao Dia da Consciência Negra

Com a pandemia, o futebol foi um dos meios mais afetados. Isso se dá com os estádios desde março no Brasil não recebendo público. Sendo assim, alguns clubes sofreram sem atividades e outras ainda sofrem as consequências depois da quarentena. Inclusive o Remo, que agora lançou uma camisa em homenagem ao Dia da Consciência Negra.

MARKETING DURANTE A QUARENTENA

Com isso, o departamento de marketing dos clubes precisou entrar em ação mais do que nunca. Principalmente pelo fato de muitas agremiações dependerem de bilheteria como maior fonte de renda. Dessa forma, o Remo foi um desses clubes prejudicados.

Sendo assim, os diretores tiveram que se virar pra movimentar o caixa. Dessa maneira, não foi diferente com uma das maiores potências do futebol do norte. Nesse sentido, produtos foram lançados para a torcida consumir a marca, como máscaras e álcool em gel personalizados.

HISTÓRIA DO REMO E REPRESENTATIVIDADE

Outra sacada sensacional da diretoria remista, foi o lançamento de três camisas nesse período de pandemia. Sendo assim, em agosto, em homenagem ao movimento cabano, o Remo lançou seu terceiro uniforme. O conjunto  na cor grená, com um grande sucesso de vendas.

Posteriormente, no mês de outubro, o clube de Periçá lançou a camisa em homenagem aos 115 anos de fundação do clube. Dessa forma, o novo uniforme fez sucesso entre a torcida pelo degradê de azul marinho no design da camisa.

Portanto, agora o lançamento foi em homenagem ao Dia da Consciência Negra. Assim, o departamento de marketing lançou neste mês de novembro a mais nova coleção de camisas. Nas cores preta e cinza, com as frases “Se você é racista, não seja Remista”. Além da outra com dizerem em referência à miscigenação do povo brasileiro.

Inclusive, com essa camisa que o recém contratado Felipe Gedoz chegou à Belém. Onde infelizmente comentários racistas foram ditos nas redes sociais azulinas.

Por fim, o Leão Azul segue trabalhando sua forte marca nesse período difícil que vivemos. Além do belo trabalho social de conscientização da sociedade e claro, da própria torcida.

Foto destaque: Reprodução/Kevin Albuquerque/Remo

Smith Ryaj
Paraense, amante de açaí, de bem com a vida, futuro jornalista e apaixonado por futebol.

Artigos Relacionados