Domingo é dia de Enem e dia de clássico entre Corinthians x Palmeiras. Em São Paulo, grande maioria dos estudantes torcem para um ou para outro, e boa parte desses estudantes/torcedores estão ansiosos para o jogo de amanhã também. Outros não ligam e confesso que estou com inveja deles, afinal a tensão que estão sentindo hoje é somente pela prova. Tensão para ter uma boa nota e entrar em uma boa faculdade. E eu estou aqui: pensando em 90 minutos de jogo que pode definir o campeonato brasileiro 2017.

Queria ter perdido a tarde de hoje, fazendo simulados e estudando possíveis temas para a redação de amanhã; mas perdi a tarde vendo vídeos entre Corinthians x Palmeiras. Quantos jogos maravilhosos essas equipes já não fizeram, hein? Quem torce para o Corinthians jamais vai esquecer quando o Viola imitou o porco em 1993, mas no jogo de volta os Palmeirenses saíram mais felizes e foram os campeões.

Viola imita porco em provocação ao rival no 1º jogo da final do Paulista de 1993
No segundo jogo na final. Evair comemora gol e o Palmeiras se torna campeão.

Mas em 1999 o torcedor Corintiano também não vai esquecer na final do Paulista, quando o Edilson Capetinha fez as embaixadinhas no meio do campo e revoltou os Palmeirenses, nesse ano o Corinthians sagrou-se campeão paulista.

Edilson Capetinha provoca os palmeirenses no Paulista de 1999.

Alguns meses depois teve os pênaltis na Libertadores entre Palmeiras x Corinthians, Dinei e Vampeta erraram os pênaltis e o Palmeiras avançou para a semifinal da competição.

Vampeta lamenta pênalti perdido e Palmeiras avança na libertadores de 1999.

Em 2000 teve outro confronto entre Alviverdes e Alvinegros e mais uma vez o Verdão saiu vitorioso. Pelas mãos de São Marcos e pelos pés de anjo do Marcelinho Carioca, saiu o lance decisivo dessa competição. Qual Palmeirense não sabe de cor a narração de José Silvério, que diz mais ou Menos assim: “Marcelinho vem pra batida e todo Palmeirense seca o Marcelinho. Porque se o Marcelinho perder o gosto será especial, porque é do Marcelinho que a torcida queria arrancar o sangue. Toma distância Marcelinho para a cobrança. Ele bate muito bem. Autorizado. Foi pra bola, bateu, defeeeeeeeeeeendeu Marcos. O Palmeiras vai pra final da libertadores.”

Em 2000 São Marcos parou o Pé de Anjo e tirou o Corinthians da libertadores pelo segundo ano consecutivo.

Mas acredito que grande parte dos torcedores que estarão apreensivos fazendo o Enem e pensando no clássico, eram pequenos e alguns nem nascidos ainda quando teve esses jogos sensacionais. Alguns vão lembrar mais do gol do Ronaldo “Fenômeno” no Prudentão em 2009, do jogo em que o Corinthians eliminou o Palmeiras nos pênaltis do Paulista de 2011 ou do gol do Alessandro no Pacaembú pelo Brasileiro de 2011, onde ele fez o único gol do clássico perto do fim do jogo.

Ronaldo marca seu primeiro gol pelo Corinthians e leva a Fiel a loucura.

Os Palmeirenses vão se lembrar do dia em que o arqueiro Fernando Prass, olhou para o atacante Petros em pleno Itaquerão e falou: “Acabou Petros”. Após isso o Palmeiras avançou no Brasileiro.

No Paulista de 2015. Palmeiras eliminou o Corinthians em Itaquera.

 

Vão se lembrar também do dia em que Lucca perdeu o pênalti e na sequência Dudu marcou para o Palmeiras, quebrando um grande jejum sem vitória alviverde no Pacaembu.

Dudu faz gol logo após Fernando Prass pegar pênalti e provoca a torcida adversária.

A torcida Palmeirense também vai se lembrar do jogo em Itaquera no ano passado. Onde Moises e Mina fizeram dois grandes gols e conseguiram mais três pontos para somar rumo ao título brasileiro 2016.

Moisés comemora gol em Itaquera ao lado de seus companheiros.

E se for lembrar dos clássicos desse ano, apenas vitórias do Corinthians. Uma em Itaquera, onde Jô fez o único gol e o Palmeiras era favorito e o outro no Allianz Parque, quando Jô e Arana quebraram a invencibilidade do Palmeiras de quase um ano sem perder no estádio.

Arana e Jô, os nomes do clássico esse ano no Allianz Parque.

O jogo de amanhã será um divisor de águas para ambas as equipes, caso a vitória seja do Corinthians, grandes chances do título da competição se definir. Mas caso haja uma vitória do Palmeiras, meu amigo… teremos mais seis rodadas de pura emoção nesse campeonato.

E voltando para o Enem: eu mesma poderia estar estudando para amanhã né? Mas estou aqui pensando em quão grande é um jogo do porte de Corinthians x Palmeiras e relembrando tantos fatos de ambas equipes na cabeça. Estarei no papel de torcedora e estudante amanhã. (In)felizmente não estarei presente no jogo e irei cumprir minha obrigação de prestar o Enem, já diz o ditado: Primeiro a obrigação e depois a diversão. Mas a cabeça está somente no clássico. Desculpa mãe, mas caso a nota não seja aquela que estamos esperando para eu conseguir ingressar em uma boa faculdade, saiba que é culpa desse amor que você passou para mim, desde pequena.

Mas aproveitando essa chuva e sabendo que minha sanidade mental está mais tranquila, vou fazer um último simulado e depois vou separar a camisa da sorte, porque posso até não ir para o jogo ou assistir em um churrasco com os amigos, mas aquela camisa que da sorte estará comigo, fazendo o Enem.

Que os deuses do futebol estejam presentes na partida de amanhã e que os deuses do estudo estejam ao meu lado. Porque vou precisar…

Marcella Azevedo
Marcella Azevedo, 22 anos, leonina, nascida no dia 17 de Agosto de 1994. Não tem frescura, quando o assunto é futebol, tanto que para ela o domingo perfeito é com amigos, futebol e cerveja. Completamente apaixonada, cursa Jornalismo com a inteção de ser uma Jornalista Esportiva e poder mostrar a todos como esse mundo é maravilhoso e que mulher entende de futebol sim. É daquelas mulheres que sempre está na rodinha dos homens na faculdade, comentando sobre o lance polêmico que rolou no final do semana. Daquelas que xinga muito ao ver um escanteio curto e que espera trazer várias novidades para vocês.

Artigos Relacionados