Reforços pontuais para o Santos

Na tarde desta terça-feira, o Santos acertou a contratação de dois jogadores que chegarão para compor o elenco até o final desta temporada.

O primeiro é o zagueiro Luiz Felipe, de 22 anos, contratado junto ao Paraná, que é esperado na Vila Belmiro até o fim desta semana para realizar exames médicos.

O segundo é o atacante Maxi Rolón, de 21 anos, que estava sem clube, mas tem passagem pelo Barcelona B. O argentino chega nesta quarta-feira ao clube da baixada e assinará contrato.

Os dois atletas chegam como reforços pontuais, já que para a zaga, a equipe santista contava com apenas quatro peças no elenco: David Braz, Paulo Ricardo, Gustavo Henrique e Lucas Veríssimo. Os dois primeiros recuperam-se de lesão. Dorival Júnior, inclusive, tinha como reserva imediato o jovem volante Alison que, pela explosão e imposição física, atuaria na posição.

Já para o ataque, Maxi Rolón chega para brigar por posição com Patito Rodríguez – que fez apenas uma boa partida pelo Santos, em sua estreia, em 2012 – , Paulinho – ex-Flamengo, mas que não tem convencido, principalmente pela função tática desempenhada dentro de campo – e Joel, que até agora teve poucas chances com Dorival.

Os jogadores reforçarão o elenco, isto é fato. Mas a contratação destes atletas não era necessária. Isso porque o Santos, conhecido por ter uma das bases que mais revela jogadores ao time profissional, não soube aproveitar seus atletas. Contando com apenas quatro zagueiros, não dá pra entender o porquê de a diretoria alvinegra ter rescindido o contrato do zagueiro Leonardo. Além disso, quem acompanhou a apagada passagem do Santos pela Copa São Paulo de Futebol Júnior deve ter notado que o zagueiro Sabino tem muita qualidade e deveria ter uma oportunidade no time de cima.

Já para o ataque, o Santos emprestou Diego Cardoso, artilheiro da edição 2014 da Copinha para o Vila Nova. Quando foi promovido ao profissional, o atacante mostrou ter qualidade técnica e um apurado faro de gol.

Resta agora aguardar e torcer para que os jogadores atuem bem com a camisa do Santos, para que seja justificado o não aproveitamento dos meninos da base.

André Siqueira Cardoso

Sobre André Siqueira Cardoso

André Siqueira Cardoso já escreveu 313 posts nesse site..

Sou André Siqueira Cardoso, tenho 21 anos. Aluno de jornalismo da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), atualmente trabalho em VEJA, com a cobertura do noticiário político. Apaixonado por esportes, jogador de futebol até hoje, tenho o sonho de cobrir uma Copa do Mundo.

BetWarrior


Poliesportiva


André Siqueira Cardoso
André Siqueira Cardoso
Sou André Siqueira Cardoso, tenho 21 anos. Aluno de jornalismo da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), atualmente trabalho em VEJA, com a cobertura do noticiário político. Apaixonado por esportes, jogador de futebol até hoje, tenho o sonho de cobrir uma Copa do Mundo.

    Artigos Relacionados

    Topo