Rangers faz virada sensacional diante do Braga e larga na frente pela Europa League

- Em duelo de cinco gols, Braga sai na frente e cede a virada na reta final do confronto
Rangers

Nesta quinta-feira (20), Rangers e Braga entraram em campo pelo jogo de ida da 16 avos de final da Liga Europa. Assim, no Ibrox Stadium, os Arsenalistas tiverem um início avassalador com pleno domínio no primeiro tempo e chegando ao primeiro gol com Fransérgio. Dessa forma, seguiram no ritmo no princípio da etapa final com Abel Ruiz ampliando. No entanto, na reta final de jogo, os Escoceses entraram na partida e em 15′ viraram o placar por intermédio de Ianis Hagi, duas vezes, e Joe Aribo. Com a vitória por 3 x 2, The Light Blues leva a vantagem do empate para Portugal.

1º TEMPO

Assim, Braga começou avassalador e apresentando o cartão de visitas ao Rangers. Pois, logo com 3′ já havia finalizado três vezes ao gol. Primeiro, foi na cabeçada de Raúl Silva, após cruzamento de Nuno Sequeira. Em seguida, Wallace mandou, também de cabeça. Por fim, Bruno Viana, da pequena área, finalizou para fora, após cobrança de falta. Na sequência, os Arsenalistas seguiram na pressão com Trincão batendo do meio da área. Dessa forma, tamanha pressão deu resultado aos 10′. João Palhinha deu passe para Fransergio que arriscou de fora da área para abrir o placar para os Bracarenses.

Desse modo, ainda houve tempo para Paulinho, da pequena área, ainda tentar o segundo gol. Com a desvantagem inicial, Rangers começou a sair mais do campo defensivo. Aos 24′, Alfredo Morelos recebeu na área e finalizou para boa defesa de Magalhães. Em seguida, nova descida de Morelos, dessa vez pela esquerda, mas o chute parou no goleiro. Já na reta final do primeiro tempo, Braga voltou a assustar em arremates de Wenderson, de fora da área, e Trincão, mas ambos os chutes não encontraram a direção da baliza.

https://twitter.com/SCBragaOficial/status/1230595185991704578

2º TEMPO

Logo, as maiores emoções da partida ficaram para a etapa final. Assim, aos 5′, Fransergio recebeu bola de Nuno Sequeira e carimbou a trave, quase fazendo o segundo gol do Braga. Em seguida, Rangers começou a entrar no jogo e a dominar o duelo. Aos 9′, em duas finalizações de Alfredo Morelos, Magalhães salvou o que seria o gol de empate. No entanto, no melhor momento dos visitantes, os Arsenalistas ampliaram com Abel Ruiz, de fora da área. Na sequência, Nikola Katic não soube aproveitar uma cabeçada com perigo. Enquanto que João Palhinha arrematou de dentro da área e quase fez o terceiro tento bracarense.

No entanto, as investidas do Braga pararam nesse instante. Pois, começou a grande virada do Rangers na partida. Aos 21′, após escanteio de Steven Davis, Ianis Hagi finalizou para descontar para os visitantes. Em seguida, Joe Aribo recebeu bola na área e bateu com a perna esquerda para deixar tudo igual. À essa altura, os Arsenalistas já tinham acusado o golpe. Na sequência, nova descida dos escoceses com Kamberi arrematando para fora. Já na reta final, em uma cobrança de falta, Ianis Hagi fez o seu segundo gol no confronto e o terceiro do The Light Blues para decretar a vitória mandante. Morelos ainda tentou o quarto, mas sem sucesso.

https://twitter.com/RangersFC/status/1230649309961609218

E AGORA?

Assim, com a vitória, Rangers larga na frente por uma vaga nas oitavas de final da Liga Europa. Dessa forma, basta um empate para garantir a classificação. No entanto, em caso de qualquer derrota, exceto por um gol de diferença após ter marcado três gols, quem avança é o Braga. Agora, os clubes voltam a se enfrentar pelo jogo da volta na quarta-feira (26), às 14h (horário de Brasília). Antes, entram em campo em seus respectivos nacionais. The Light Blues visita St. Johnstone, no domingo (23), às 10h30 (horário de Brasília). Enquanto que os Arsenalistas recebem Vitória de Setúbal, no mesmo dia, às 17h (horário de Brasília).

MELHORES MOMENTOS

Foto Destaque: Reprodução / Four Four Two

BetWarrior


Poliesportiva


Ricardo do Amaral
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

    Artigos Relacionados

    Topo