Raio-X do Grupo do Flamengo da Libertadores 2020

- Conheça um pouco mais sobre os primeiros rivais do Flamengo na busca pelo tricampeonato continental
Raio-X

A fase de grupos da Libertadores 2020 terá início nesta terça-feira (03). O atual campeão Flamengo, no entanto, só iniciará a sua campanha no Grupo A na quarta-feira (04) jogando fora de casa contra o Junior Barranquilla da Colômbia. Na outra partida da primeira rodada, o Independiente Del Valle enfrentará o Barcelona de Guayaquil no duelo entre times do Equador. Antes da bola rolar para estes jogos, o Futebol na Veia decidiu fazer um Raio-X de todos os rivais que o Rubro-Negro enfrentará nesta fase da competição. Veremos, então, quais serão os melhores caminhos e os pontos mais complicados para que Gabigol, Bruno Henrique e cia continuem a escrever história no clube da Gávea. Apesar de ser favorito a passar como líder do grupo, o Flamengo terá de tomar cuidado com todas as equipes. O Grupo A promete ser um dos mais fortes da competição.

JUNIOR BARRANQUILLA

O Junior Barranquilla é o primeiro adversário do Flamengo no torneio, além disso, também é o que o rubro-negro mais enfrentou na história. São quatro vitórias dos cariocas em quatro jogos disputados. Duas destas vitórias foram na Sul Americana de 2017, quando o Flamengo liderado por Diego e Everton Ribeiro conseguiu vencer o time colombiano nas semifinais e avançar para a final. Apesar disso, o final da história foi triste para o Flamengo que perdeu o título para o Independiente da Argentina.

Daqueles times que se enfrentaram há três anos atrás poucos são os remanescentes. Só para ilustrar, no Flamengo além dos dois já citados apenas Willian Arão e César participaram do confronto. Já pelo lado do Junior, somente o goleiro Sebástian Viera e o atacante Téo Gutiérrez sobraram do elenco derrotado. Algumas caras conhecidas do público brasileiro se fazem presente no elenco atual, como por exemplo, Miguel Borja e Sherman Cárdenas que tiveram passagens bem criticadas por Palmeiras e Atletico Mineiro.

Apesar da freguesia, o Junior Barranquilla vem bastante mudado e promete medir forças para lutar pela segunda vaga do grupo, todavia, não é o favorito para tal. No campeonato local, a equipe está na quarta colocação com 12 pontos em sete jogos disputados. Além disso, a experiência de 16 participações na principal competição continental pode fazer diferença. As principais estrelas do time são Téo Gutiérrez e Miguel Borja que vem formando uma dupla de ataque no esquema montado por Julio Comesaña em um 4-4-2 clássico.

INDEPENDIENTE DEL VALLE

O Independiente Del Valle será sem duvidas o principal rival do Flamengo no grupo. O time é o atual campeão da Sul Americana 2019 e foi vice campeão da Recopa Sul-Americana 2020 para o próprio rubro-negro na última quarta-feira (26). Apesar de ser a equipe do grupo com menos aparições em Libertadores, o Del Valle vem demonstrando um crescimento exponencial nos últimos anos. Por exemplo, em 2016, o clube fez sua melhor campanha quando foi vice campeão do maior torneio continental, ao perdeu a final para o Atlético Nacional.

Os primeiros confrontos entre Flamengo e o El Negriazul foram justamente na final da Recopa deste ano. Na primeira partida, empate em 2 x 2 e no Maracanã vitória por 3 x 0 com show de Gabigol. Apesar do amplo placar no Rio de Janeiro, o jogo teve seu início difícil com a equipe equatoriana equilibrando bem a partida. É o time hoje que mais se aproxima da forma do Flamengo de jogar na América do Sul, coincidentemente, é também treinado por um técnico europeu. O espanhol, Miguel Ángel Ramírez, vem fazendo um ótimo trabalho desde as categorias de base até o profissional.

Apesar de ótimas campanhas internacionais nos últimos anos, o Independiente Del Valle nunca conquistou o campeonato equatoriana. Na atual temporada, foram três partidas e duas vitórias conquistadas no torneio nacional, todavia, no último jogo foi derrotado em casa para o Deportivo Olmedo. Além do estilo de jogo já consolidado, outra grande arma do time são os 2.850m de Quito. Os principais jogadores da equipe são os meias Jacob Murillo e Alan Franco. Outra característica da equipe é a formação de jogadores da base, o time conquistou nesta semana o título da Libertadores sub-20 e com isso novas caras surgirão no elenco principal.

BARCELONA DE GUAYAQUIL

O último time a se classificar para o Grupo A foi o Barcelona de Guayaquil. A equipe chegou até aqui, depois de passar por três fases da chamada pré-Libertadores. Primeiramente, a equipe eliminou o Progresso do Uruguai e depois o Sporting Cristal do Peru e o Cerro Porteño do Paraguai. Embalado com as suas cinco vitórias nos seis jogos feitos nas fases iniciais do maior torneio da América do Sul e invicto no campeonato equatoriano, o Barcelona promete ser a pedra no sapato de Flamengo e Independiente Del Valle.

Barcelona e Flamengo se enfrentaram apenas três vezes em toda a história, todavia, nenhuma delas em partidas oficiais. Foram três amistosos sendo uma vitória para cada e um empate. Apesar disso, o time equatoriano não guarda lembranças boas de times cariocas. Em 1998, os Toureiros perderam a final da Libertadores para o Vasco da Gama. O time foi vice mais uma vez em 1990 para o Olimpia do Paraguai e é de longe o time com mais tradição no grupo depois do Flamengo. São 26 aparições no principal torneio do continente.

Apesar de ser o maior vencedor do campeonato equatoriano, o Barcelona não vence o torneio desde 2016. Isso combinado com a vontade de voltar a ter força no futebol continente, fez com que a diretoria modificasse certos pontos da última temporada. O técnico atual campeão equatoriano com o Delfin, Fabián Bustos, foi contratado. Além dele, vieram do Delfin para o time titular, o zagueiro Williams Riveros e o meia Bruno Piñatares. A renovação de Fidel Martínez, entretanto, foi o principal reforço do time. O jogador ja possui 8 gols na Libertadores em seis jogos sendo o artilheiro isolado da competição. A fim de exemplificar, Gabigol que foi artilheiro da Libertadores 2020 fez 9 gols.

Foto Destaque: Libertadores/ Twitter

BetWarrior


Poliesportiva


Yuri Murta
Yuri Murta
Estudante de jornalismo e geografia, apaixonado por futebol e por tudo que o cerca. Isso define quem é Yuri Lima Murta. O amor pelo esporte vem desde pequeno e o gosto por relacionar ele com outros temas vem desde o colégio, não atoa a minha monografia na faculdade de Geografia tem como tema a “Chapecoense e a cidade de Chapecó: Como o clube reflete a cidade”

    Artigos Relacionados

    Topo