Quer uma boa dica? Vá a Copa Paulista!

Chega o domingo, um dia conhecido por quase sempre ter futebol. Mas, se seu time de coração não joga, por qualquer razão, o que fazer? A resposta é simples, vá a um jogo de sua cidade. Para os torcedores que moram no estado de São Paulo, a Copa Paulista surge como uma boa opção para ver uma partida tradicional de futebol, com um estádio rústico e a torcida, por menor que seja, muito empolgada.

A competição é organizada pela Federação Paulista de Futebol (FPF), e tem como intuito preencher o segundo semestre de clubes que não disputam competições nacionais. O campeão pode escolher entre uma vaga na Copa do Brasil ou na Série D do Campeonato Brasileiro, e o vice tem direito a vaga remanescente.

Neste domingo (10), estive com dois amigos no estádio Anacleto Campanella, com capacidade de 14.440 pessoas, a casa do São Caetano (ABC paulista), para acompanhar o confronto diante do Rio Claro, às 16h. A partida era mais importante do que parecia. Os visitantes, líderes do grupo, poderiam obter o acesso antecipado as quartas de final se derrotassem o Azulão, como é conhecido o São Caetano. Por outro lado, os donos da casa precisavam da vitória para se manterem vivos na briga por uma vaga.

Chegando ao estádio, uma surpresa ao comprar o ingresso. Por ser estudante e pagar meia entrada, meu bilhete custou apenas cinco reais.

ingresso_azulao

Dirigindo-se a arquibancada, ouço os gritos de amor e incentivo ao São Caetano. Trata-se da torcida organizada “Comando”. Com cerca de 30 fanáticos pelo Azulão, a Comando cantou praticamente durante os 90 minutos. Os versos “Caetano, estaremos contigo! Tu és minha paixão! Não importa o que digam, sempre estarei contigo” ecoaram pelo Anacleto ao longo da primeira etapa.

azulao

Olhando agora para os gramados, vimos uma partida tranquila para os donos da casa. O Rio Claro, com pouca criação e ofensividade, não ofereceu perigo algum e foi facilmente dominado pelo São Caetano. Superior ao longo de toda a partida, o Azulão criou várias oportunidades. A primeira veio com o atacante Jô Fernandes, muito querido pela torcida. O camisa 9 recebeu um cruzamento na área e cabeceou por cima do gol. Após tanto insistir, o São Caetano abriu o placar aos 42. O atacante Pikachu foi derrubado na grande área e o árbitro assinalou corretamente a penalidade máxima. Raphael Toledo converteu batendo no canto esquerdo. O goleiro adversário quase alcançou a bola, mas não pode impedir que as redes fossem balançadas.

Presença do ilustre “Galinha”!

Durante a primeira etapa, tivemos a oportunidade de comprar amendoim de um personagem “folclórico” dos estádios de São Paulo. Presente em diversas localidades, o vendedor apelidado de “Galinha”, com mais de 40 anos no ofício, compareceu novamente, e seu inconfundível bordão “Tô indo embora!” também esteve no Anacleto.

No intervalo, hora de comer alguma coisa. Fomos a lanchonete do estádio, logo abaixo das arquibancadas onde assistimos o jogo. Pedi um cachorro quente, que custou os mesmo cinco reais do ingresso.

Após eu terminar de comer o lanche, voltamos ao nosso lugar para acompanhar o segundo tempo. O Rio Claro tentou demonstrar poder der reação nos primeiros minutos, mas sem êxito. O São Caetano ampliou o marcador aos 23. Depois da boa jogada de Pikachu pela esquerda, o meia Norton carimbou a trave, e no rebote, Daniel Costa fechou o placar de cabeça. A Comando não deixou de expressar toda sua paixão pelo Azulão, cantando desta vez “quando eu morrer, eu quero que meu caixão seja azul e vermelho, como meu coração! Sou São Caetano!”.

Irrigadores paralisam a partida no Anacleto!

copa-paulista

Durante a segunda etapa, dois irrigadores do estádio acabaram ligando acidentalmente, interrompendo o jogo por um pequeno momento. O problema foi resolvido rapidamente e a bola voltou a rolar.

Uma grande euforia foi causada quando o atacante Jorginho Mauá, xodó da Comando, entrou em campo. O atacante é um dos maiores artilheiros do Brasil no ano, com 24 gols marcados em 38 partidas disputadas por outras equipes paulistas.

Podemos destacar três jogadores do São Caetano durante o confronto. São eles a dupla de zagueiros, Sandoval e Magrão, e o volante Esley, que atuaram de forma eficaz no sistema defensivo da equipe.

Ao final da partida, mais um gesto bonito da Comando. Sandoval teve o nome cantado pela torcida, tendo sua atuação segura em campo reconhecida.

Com o resultado, a situação do grupo 8 está completamente indefinida. Rio Claro (1º), Mirassol (2º) e São Caetano (3º) estão empatados em pontos, todos eles ainda com duas partidas pela frente. Destes jogos, restam dois confrontos diretos: Mirassol x São Caetano nesta quarta-feira (12), às 19h, e Rio Claro x Mirassol neste sábado (15), às 16h. Apenas os dois primeiros colocados seguem na competição.

Guilherme Papa

Sobre Guilherme Papa

Guilherme Papa já escreveu 268 posts nesse site..

Guilherme Papa é estudante, de 21 anos, da turma do 5º semestre de Jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo. Completamente louco por futebol, tem como objetivo transmitir informações do mundo da bola da melhor maneira possível.

BetWarrior


Poliesportiva


Guilherme Papa
Guilherme Papa
Guilherme Papa é estudante, de 21 anos, da turma do 5º semestre de Jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo. Completamente louco por futebol, tem como objetivo transmitir informações do mundo da bola da melhor maneira possível.

Artigos Relacionados

Topo