Giovinco

A coluna Desbravando o Tio Sam dessa semana traz um comparativo entre dois dos melhores jogadores recentes da Major League Soccer: Sebastian Giovinco e Josef Martínez. Sendo assim, o italiano é tido como o maior jogador da história do Toronto FC, do Canadá. Enquanto o venezuelano também não fica para trás, sendo protagonista de todos os títulos do Atlanta United. Desse modo, ambos chegaram no ápice de seu futebol nos EUA, conquistando a MLS Cup, um Landon Donavan MVP Award (prêmio dado ao melhor jogador da liga no ano) e um troféu de artilheiro do campeonato cada um.

SEBASTIAN GIOVINCO

O atacante de, hoje, 33 anos chegou ao clube canadense em 2015, vindo de uma transferência sem custos da Juventus (ITA). Todavia, ele veio à nova equipe com a pressão de ser o italiano mais bem pago do mundo, recebendo € 8,5 milhões por temporada. Logo em seu primeiro ano no território norte-americano, a Formiga Atômica, como é apelidado, foi o artilheiro (22) e líder de assistências (13) do campeonato. Assim, apesar do Toronto ser eliminado na primeira fase dos play-offs, ele foi eleito o MVP da temporada.

A consagração com o título veio somente em 2017, após ter sido vice-campeão no ano anterior. Dessa forma, o TFC derrotou o Seattle Sounders por 2 x 0 e conquistou o primeiro troféu para a franquia fundada em 2005, com o pequeno camisa 10 comando o time dentro de campo. Em seu último ano no Canadá, em 2018, foi eleito o Bola de Ouro da Liga dos Campeões da Concacaf, a qual seu time perdeu a final nos pênaltis para o Chivas Guadalajara, do México.

Ao todo, foram 83 gols e 64 assistências em 142 partidas, média de participação de mais de um gol por jogo, em quatro temporadas com a camisa vermelha. Em 2019, Giovinco foi vendido ao Al-Hilal (KSA) por cerca de € 2,72 milhões e saiu com seu nome marcado na cidade de Toronto e na MLS. Dessa maneira, o impacto do italiano no clube fica evidente nas declarações de Bill Manning, presidente da franquia, após a conclusão da transferência:

“Foi uma transação extremamente emocional ao clube. Gostaríamos de agradecer a Seba por tudo o que ele fez ao TFC durante seu período com o clube. Ele deu aos nossos torcedores muitos momentos alegres, especialmente durante o título em 2017. Ele deixa Toronto como o maior jogador na história do clube. Desejamos a Seba e sua família o melhor no início deste novo capítulo”.

JOSEF MARTÍNEZ

O goleador venezuelano chegou do Torino (ITA) em 2017, primeiramente por empréstimo. Após marcar 19 gols nas suas primeiras 17 partidas, o Atlanta United desembolsou cerca de € 4,5 milhões ao clube italiano para contar com o atacante. Entretanto, o melhor ainda estava por vir. No ano seguinte, Josef teve a temporada dos sonhos. O jogador, de atualmente 26 anos, marcou 35 gols e se tornou o maior artilheiro da história de uma única temporada nos Estados Unidos – contudo, esse recorde foi batido por Carlos Vela, do Los Angeles FC, em 2019, que marcou 36 gols na Liga.

O ano de 2018 foi realmente especial para Martínez. O clube do estado da Geórgia foi campeão da MLS Cup pela primeira vez, vencendo o Portland Timbers na final por 2 x 0, com gol e assistência do jogador. Com isso, foi eleito o MVP da temporada. No entanto, os recordes não pararam por aí. No ano seguinte, o atacante se tornou o jogador a marcar em mais jogos consecutivos na história da Liga (15), além de também ser campeão da US Open Cup. Assim, The King, como é chamado pelos torcedores dos Five Stipes, pode também ser considerado o maior jogador da história da franquia, fundada em 2014.

O desempenho de Josef chega a ser assustador. Desse modo, são 90 gols e 12 assistências em 103 partidas, média de praticamente um gol produzido por jogo. Ele é o único jogador na história a ser campeão, melhor jogador e artilheiro da liga americana em uma mesma temporada.

Foto destaque: Divulgação/MLS

Nestor Ahrends
Estudante de jornalismo (ESPM-Rio). 19 anos. Nascido e criado em Petrópolis-RJ. Apaixonado por futebol e amante de esportes em geral.

Artigos Relacionados