Quem é Dunga?

A Seleção Brasileira empatou última terça-feira por 2×2 contra a Seleção do Paraguai, em Assunção, e caiu para a sexta posição na tabela, tendo assim a pior campanha no atual formato das eliminatórias.

O empate após estar perdendo de 2×0 para equipe da casa foi comemorado pelos jogadores e principalmente pelo seu comandante. Quem não viu o “sorrisinho” de Dunga após o gol de empate? Sim, o Dunga sorriu e ficou contente com o resultado e com a postura da equipe no segundo tempo.

Até quando iremos aturar um futebol medíocre como esse? Já não bastou ser humilhado em plena Copa do Mundo, em casa, por 7×1? Acho que ninguém esqueceu né? Até quando vamos aturar um cara que não é treinador de futebol, trocando seis por meia dúzia, comemorando empates e com implicância com alguns jogadores, como por exemplo  Phillipe Coutinho. O garoto é destaque do Liverpool, um dos jogadores mais importantes da equipe Inglesa, autor de golaços no ano, um belo camisa 10, alguém sabe explicar porque o Dunga ao menos não testa o garoto? Alguém acredita que o Coutinho chega na seleção e não da a mínima? Com certeza se tivéssemos um treinador de verdade, o faria render, afinal, é um jovem jogador e com muito talento. Melhor nem falar da sua rixa com Thiago Silva né? O zagueiro do PSG foi eleito em 2015 pela FIFA o melhor zagueiro do mundo ao lado de Sergio Ramos, do Real Madrid. Como pode o melhor zagueiro do mundo estar de fora de uma seleção? E pior, seu reserva Marquinhos vem sendo convocado. Incoerência? De forma alguma.

A equipe dirigida por Dunga não tem padrão tático, não tem fórmula de jogo e nem linha de raciocínio. Ele não consegue mexer na equipe, não sabe quem colocar, o que fazer, ao final da partida terminamos com a incrível formação 4-0-6, ou seja, quatro defensores, zero jogadores de marcação no meio-campo e praticamente 6 atacantes, e para “infelicidade” do povo brasileiro, conseguimos empatar. Porque digo infelicidade? Não, não sou contra a pátria. Mas eu prezo o belo e bom futebol e a melhoria da Seleção Brasileira, que ao contrário do que muitos pensam, temos uma boa seleção, que quem sabe na mão de algum bom treinador possa funcionar.

Sim, eu digo TREINADOR, pois me desculpe o Dunga não é, eu não sei onde ele conseguiu esse certificado de treinador, mais dirigir uma equipe ele não sabe. Como jogador ele foi muito bem. Compensava a falta de técnica com muita raça, era lutador dentro das quatro linhas, um guerreiro, campeão mundial, capitão do Tetra, um verdadeiro líder. Mas não é só disso que vive e pode viver uma pessoa que atua no futebol. Dunga teve seu prestígio como jogador, mas como técnico não convence. A Seleção que era respeitada e conhecida mundialmente como o time que joga bonito e que tem o melhor futebol do mundo, formador de craques, o time mais temido dentre todos, hoje não é respeitado. E não me venha dizer que é por falta de jogadores, pois nas quartas de finais da Liga dos Campeões, temos pelo menos um jogador por  clube:

Barcelona – Neymar, Daniel Alves e Rafinha Alcântara (vinha sendo costantemente convocado, mas está lesionado)
Atlético de Madri – Filipe Luis
Bayern de Munique – Douglas Costa
Benfica – Jonas
Psg – David Luiz e Marquinhos
Manchester City – Fernandinho
Wolfsburg – Luiz Gustavo
Real Madri – Marcelo e Danilo

Há mais o Marcelo não foi convocado, sim ele não foi e ficou claro por uma opção do Dunga. Se não foi opção, então foi incompetência, pois Marcelo já estava apto a voltar a entrar em campo, pois jogou um dia depois da convocação pela Champions League (Dunga inclusive estava assistindo o jogo das cabines) e vamos combinar né, Marcelo lesionado é melhor que o Filipe Luis. Se formos olhar nas oitavas, ainda tínhamos Willian e Oscar, no Chelsea, Alex Sandro, na Juventus e Hulk, no Zenit, todos em times grandes e com certo destaque por eles.

Ainda temos a nata de jogador que atuam no Brasil e os que recentemente foram para a China. A dupla de goleiros do Rio Grande do Sul, Alisson e Marcelo Grohe junto a Cássio, do Corinthians, figuram entre os melhores goleiro do País. Gil, hoje no Shandong Luneng, da China, foi o melhor zagueiro do último campeonato brasileiro e Felipe, convocado para a vaga de David Luiz, foi companheiro de zaga de Gil na campanha do título do BR-15 e hoje é homem de confiança de Tite no Corinthians.
Lucas Lima é disparado o melhor meia do Brasil e Renato Augusto foi o Craque do BR-15. Na frente temos Ricardo Oliveira, artilheiro do Brasil inteiro em 2015, com a artilharia do Brasileirão na conta. Gabriel (Gabigol), convocado para o lugar de Neymar (suspenso), é companheiro de ataque de Oliveira e é “o cara” da Seleção Olímpica. Que base forte em? E porque não vai pra frente?

Acredito que o pior ainda está por vim, como a CBF não se mexe, e com uma Copa América Centenária e as Olimpíadas dentro do Brasil, a previsão é de mais sofrimento e humilhação, até porque quem irá dirigir a Seleção Brasileira Olímpica será ele, Dunga. Afinal quem é DUNGA ?

Avatar

Sobre Thiago Cortes

Thiago Cortes já escreveu 6 posts nesse site..

Sou Thiago Cortes Rangel, Carioca da Gema nascido e criado no Rio de Janeiro e simplesmente um apaixonado por Futebol. Por um tempo fui “quase” jogador, atuei nas categorias de base de alguns times no Rio, um deles o C.R Vasco da Gama. Não realizei meu sonho, poderia desistir de tudo, apenas poderia. Acabei descobrindo outra paixão o Jornalismo. Em 2015 iniciei minha trajetória na faculdade e emendei vários cursos principalmente esportivos e foi em um deles onde tive o prazer de conhecer e aprender muito com meu ídolo PVC(Paulo Vinícius Coelho) eleito por muitos um dos melhores jornalistas esportivos. Hoje eu tenho orgulho de fazer parte de colunistas desse site, Eu sou Futebol na Veia até morrer!!!

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
Thiago Cortes
Sou Thiago Cortes Rangel, Carioca da Gema nascido e criado no Rio de Janeiro e simplesmente um apaixonado por Futebol. Por um tempo fui “quase” jogador, atuei nas categorias de base de alguns times no Rio, um deles o C.R Vasco da Gama. Não realizei meu sonho, poderia desistir de tudo, apenas poderia. Acabei descobrindo outra paixão o Jornalismo. Em 2015 iniciei minha trajetória na faculdade e emendei vários cursos principalmente esportivos e foi em um deles onde tive o prazer de conhecer e aprender muito com meu ídolo PVC(Paulo Vinícius Coelho) eleito por muitos um dos melhores jornalistas esportivos. Hoje eu tenho orgulho de fazer parte de colunistas desse site, Eu sou Futebol na Veia até morrer!!!

    Artigos Relacionados

    Topo