Que recomece a briga pela Super Lig!

- Quatro times lutam pelo título da temporada 2017/2018. O Istanbul Basaksehir é o primeira a entrar em campo nesse fim de semana.
Que recomece a briga pela Super Lig!

A Super Lig está na reta final. Faltam apenas cinco rodadas para descobrirmos quem será o grande campeão turco da temporada. Quatro equipes lutam, ponto a ponto, pelo principal título do futebol turco. Para começar em grande estilo a 30ª rodada, o Istanbul Basaksehir, um dos postulantes ao caneco, joga nesta sexta-feira contra um adversário difícil: o Kayserispor. Saiba os detalhes desse duelo!

Super Lig – 30ª rodada

Sexta-feira – 20/04

Istanbul Basaksehir

O Istanbul perdeu na rodada passada para o Galatasaray, a primeira derrota após três jogos vencidos em sequência, de quebra, viu a liderança escorrer pelos dedos a deixando justamente para o rival. A esperança para o jogo dessa rodada está na dupla Adebayor e Visca: o primeiro é o artilheiro do time na competição com 12 gols, o segundo é o líder das assistências na Super Lig, com 14 passes para gol. Um verdadeiro garçom!

Foto: Twitter/Adebayor

Kayserispor

O Kayserispor é o sexto colocado na Super Lig com 44 pontos conquistados. O time está praticamente com o fim de temporada no marasmo, já que está há 13 pontos do quarto colocado Fenerbahçe, time que está indo para a Liga Europa da próxima temporada. Para a visita à Istanbul, as expectativas giram em torno do atacante Umut Bulut, autor de 13 gols no campeonato, sendo o quarto na tabela de artilheiros. O retrospecto atual do time na Super Lig não agrada a ninguém: nos últimos dez jogos foram cinco derrotas, quatro vitórias e um empate, resumindo o porque do time não estar mais tão vivo na luta por competições europeias.

Foto: Twitter/Kayserispor

Retrospecto

Falando em retrospecto, ele também não é favorável ao time visitante, em se tratando do duelo entre as duas equipes. Foram 18 jogos ao todo, entre Super Lig e Copa da Turquia, com oito vitórias do Basaksehir, quatro empates e seis vitórias do Kayserispor. A última vitória foi há seis anos, por 1 x 0, pela quarta fase da Copa da Turquia. De lá para cá, cinco vitórias do Istanbul e dois empates, incluindo o do primeiro turno em 1 x 1, na 13ª rodada.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 955 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

BetWarrior


Poliesportiva


Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

    Artigos Relacionados

    Topo