Seleção de 82 x 2002

Dentre todos os debates que rolam no mundo da bola por todos os apaixonados pelo futebol, um deles é quase sempre discutido: qual era a melhor? Seleção de 82 x 2002? A eficiência do time de Felipão ou a mágica e o improviso da seleção de Telê Santana? Esquecendo outras grandes seleções, como por exemplo a de Pelé e Garrincha, a coluna Eis a Questão dessa semana apresenta uma das maiores dúvidas do esporte.

SELEÇÃO DE 82 X 2002, QUAL ERA MELHOR TATICAMENTE?

Que Telê Santana e Felipão gravaram sua história na “Canarinho“, isso é fato, mas qual deles fez sua seleção jogar melhor? Depois da copa do mundo de 1982, os jornalistas brasileiros começaram uma saga para descobrir qual foi o ponto crucial da derrota de uma equipe quase perfeita. Assim, chegaram a um consenso de que faltava equilíbrio na Canarinho de 82.

Brasil, que contava com jogadores fantásticos a disposição no setor de ataque, mas que deixava a desejar na defesa pelo sistema de jogo que era imposto naquele time. Ponto este que pesa à favor da família Scolari (Como era conhecido o plantel de 2002), conhecida por ser brilhante na defesa e eficiente no ataque.

SELEÇÃO DE 82 X 2002, QUAL ERA MAIS BRILHANTE?

Ambas contavam com jogadores que “desfilavam” em campo, mas a seleção de 82 era desenhada por seu treinador para atacar. Telê Santana colocou em campo contra a Itália oito jogadores, com características ofensivas, podendo ter sido o motivo da eliminação naquele mesmo jogo.

O comandante não tinha em seu time três zagueiros e um volante “Cão de guarda” para sustentar sua defesa como Scolari. Com isso, Cerezo, Falcão, Zico e Sócrates tinham mais chances de brilharem se comparado a Rivaldo, Ronaldinho e Ronaldo. Zico e Companhia brilharam mais, mas não conseguiram trazer a Copa do Mundo da FIFA para seu país.

NÚMEROS NAS COPAS

A seleção de Telê fez 15 gols em cinco jogos e sofreu seis (três deles de Paulo Rossi, atacante Italiano). Venceram todas as partidas, exceto contra a Itália, onde veio a ser eliminado. Dessa forma, esse fato que prova que a seleção de Telê foi mais desequilibrada do que deveria na eliminação.

Enquanto isso, os comandos de Felipão fizeram em sete jogos (venceu todos), 18 gols e sofreram quatro, números esses que por alguns são contestados, tendo o argumento de que a seleção de 82 encontrou adversários mais difíceis. Esse tese ganha mais força sem comparada a semifinal da copa, onde a seleção de 2002 venceu a Turquia. Já a Canarinho de 82 enfrentou nas oitavas a Argentina de Maradona. Em seguida a Itália, adversário muito temido na época.

 CRAQUES DA ÉPOCA

Os gênios da bola, Zico e Sócrates, contavam com companheiros excepcionais. Alguns deles: Júnior e Leandro, foram mais meias do que laterais. Ademais, a equipe tinha volantes do melhor nível de futebol bem jogado: Toninho Cerezo e Paulo Roberto Falcão. Do outro lado, em 2002, o eleito melhor do mundo naquele ano, Ronaldo, contava com “parceiros” como: Roberto Carlos, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho e Kaká ( que anos depois veio a se tornar um craque do futebol mundial).

EIS A QUESTÃO: 82 x 2002, QUEM ERA MELHOR?

Enfim, de acordo com o dados apresentados, é notório que ambas as equipes tinham suas qualidade, mas também seus defeitos. Com isso, a seleção de Telê tinha repertório para vencer encurralando seu adversário, dando não um “nó tático”, mas sim um “nó técnico” em seus rivais. Enquanto o time de Luis Felipe Scolari, venceria com um show de time bem montado. Além de organizado e raçudo como era. Fato inquestionável: Esse ainda é um debate que não acabará tão cedo (se é que um dia terá uma resposta).

Foto destaque: CBF

Erick Uchoa Nascimento
Prazer, me chamo Erick Uchoa Nascimento, tenho 18 anos e resido em São Paulo capital. Optei pelo jornalismo por ser uma forma de me manter perto do que eu mais amo, esportes, em especial, futebol e basquete. Tenho o grande sonho de um dia poder cobrir grandes eventos, como a Libertadores, UEFA champions League e quem sabe até uma Copa do Mundo ou NBA. Curso jornalismo na Universidade Nove de Julho.

Artigos Relacionados