Neste domingo (28), três partidas encerraram a 2ª rodada do Apertura 2019. E os donos da casa cumpriram o dever, fazendo valer o seu mando de campo. O Pumas levou mais uma vitória, marcando dois gols no Necaxa, e com isso inicia o torneio de maneira favorável. Já o Cruz Azul, tropeçou e precisou se contentar com um empate perante o Toluca. Para fechar a rodada, o Santos Laguna tomou a liderança, e goleou o agora lanterna, Juárez.

Liga MX 2019 – 2ª rodada

Pumas 2 x 0 Necaxa

Na 2ª rodada da Apertura, o Pumas garantiu no jogo contra o Necaxa sua segunda vitória, iniciando o campeonato com o pé direito. Desse modo, o jogo ocorreu na casa da equipe azul y oro, nesta tarde de domingo. Com isso, no primeiro tempo, Víctor Malcorra deu o primeiro susto nos Rayos, mas a bola acabou batendo na trave. Mas após o cabeceamento preciso de Juan Vigón, o gol dos universitários saiu aos 10′, com assistência de  Jeison Angulo. Depois do 1 x 0, Malcorra deixou escapar a chance do segundo gol diante do adversário,  que não se fazia presente na partida. E quando os Rayos finalmente foram ao ataque, o estreante Nicolás Freire apareceu para evitar a finalização de  Eduardo Herrera.

No segundo tempo, o Necaxa pode sentir o sabor do empate. Porém, com a ajuda do VAR foi corrigido um pênalti à favor dos visitantes, tirando o doce da boca del niño. Logo após o susto, Carlos González foi derrubado na área por Alexis Peña, que acabou sendo expulso aos 69′. A alteração de Míchel surtiu efeito, pois ao 71′ minutos, Pablo Barrera ampliou a vantagem para à equipe mandante. Sem muitos sustos, o Pumas garantiu a sua segunda vitória no Apertura 2019, e segue 100% na competição com o dever cumprido.

Cruz Azul 1 x 1 Toluca

No estádio mais icônico do México, a partida entre Cruz Azul Toluca acabou empatada no Azteca. La Maquina estava próxima de sua primeira vitória no Apertura 2019, porém a equipe visitante não permitiu que isso ocorresse. No primeiro momento, o jogo estava truncado no meio campo, com poucas aproximações de perigo. Ao mesmo tempo, às primeiras chances se deram aos pés de Mancuello, em seguida à resposta do conjunto azul com Alan Medina. Imediatamente após às ameaças, o goleiro Talavera evitou o gol de Los Cementeros no arremate de Roberto Alvarado.

O intervalo se destacou para a homenagem ao goleiro “Conejo” Pérez, que foi reconhecido pelo seu dever na diretoria azul. Logo depois deu uma volta olímpica e foi ovacionado pela torcida. Em conseguinte, “Cabecita” Rodríguez apareceu numa bola mal rebatida pelo goleiro, chutando no ângulo e abrindo o placar aos 47′ minutos. Posteriormente houve resposta de Los Diablos Rojos, que chegaram três vezes ao gol. Mas com o controle da bola, e sem chegadas de perigo, o castigo veio no final. Com Medina, o Toluca arrancou o empate e definiu o placar por 1 x 1. Assim, Los Cementeros somam o seu segundo ponto no torneio, enquanto a equipe de Ricardo La Volpe ganham o primeiro.

Santos Laguna 3 x 0 Juárez

Também jogando em casa, aos 12′, o Santos teve o primeiro gol impedido por posição adiantada. Em um jogo quente em todos os sentidos, com os termômetros marcando 36º C,  a partida precisou ser paralisada aos 25′. Com 32′ minutos,  dominaram do início ao fim, e não tiveram dificuldades para somar os três pontos em seus domínios. O modo Guerreiro foi ativado, mas mesmo assim Los Laguneros finalizaram o primeiro tempo com 0 x 0, por conta dos dois gols anulados.

Mas não ficou assim. O Santos voltou En Llamas, e aos 51′ o primeiro gol saiu, e dessa vez não foi impedido! O autor foi Brian Lozano. Dez minutos depois veio o segundo, do zagueiro Emilio Orrantia, que já abria vantagem para a equipe do estádio de Corona. E para estrear na primeira divisão, Ádrian Lozano marcou o terceiro gol dos Verdiblancos. E pela segunda partida consecutiva, Lozano foi considerado o jogador destaque e finalizou mais uma rodada com a sensação de dever cumprido.

 

Sarah Café
Sarah Café, 20 anos. Na roda dos amigos é a que mais fala, e fala mais ainda sobre jogos e campeonatos. Atualmente cursa o 3º ano de jornalismo na FIAM, e o futebol foi um dos motivos para escolher o curso. Seguir carreira no Jornalismo esportivo é uma de suas pretensões e maiores vontades, já que para ela o futebol é considerado mais um amor do que um esporte, que proporciona diversão, sonhos e algumas vezes, nervoso. Mesmo assim ela não escolheria nenhuma outra área para atuar em sua futura profissão, e cobrir uma Champions League e talvez até a próxima Copa do Mundo, está em sua lista de metas. "Nunca será só futebol".
https://www.facebook.com/sarahcafe1

Artigos Relacionados