Pumas e América ficam empatados em jogo eletrizante

- Nos outros confrontos da noite, Puebla e Querétaro também empatam dentro de casa
Pumas América

Nesta sexta-feira (6), houve o início da 9ª rodada do Clausura da Liga MX com três jogos. Na partida de abertura, o Querétaro recebeu o Toluca e ficou no empate em 1 x 1. Além disso, o Pumas enfrentou em casa o América e juntos protagonizaram um confronto emocionante de seis gols, pelo placar de 3 x 3. E por fim, Puebla e Tigres se enfrentaram para encerrar a noite, mas não saíram do 0 x 0.

Com estes resultados, os Americanistas assumiram a ponta da tabela com 17 pontos e o UNAM se estabeleceu na 4ª colocação somando 15 pontos. Já os Gallos Blancos se consolidaram na 6ª posição, obtendo 14 pontos. Desse modo, os outros times estão fora dos grupo dos oito classificados para os playoffs. Assim, tanto os Auriazules quanto os Camoteros e Diablos Rojos ocupam, respectivamente a 11ª, 13ª e 14ª colocação. Porém, os times podem mudar de posição até o fim da rodada.

CLAUSURA LIGA MX – 9ª RODADA

Querétaro 1 x 1 Toluca

Desde o início o jogo já se mostrou muito movimentado, com os donos da casa tomando a iniciativa do ataque. Tanto que logo aos 7′, Nahuelpán foi lançado, recebeu a bola e finalizou, mas a bola foi desviada para escanteio. Ainda na primeira etapa, aos 16′, Castillo trouxe a bola da esquerda para o meio e disparou da entrada da área, obrigando Talavera a fazer grande defesa. Porém, a despeito de toda pressão do Querétaro, quem abriu o marcador foi o Toluca, após a defesa afastar a bola para a entrada da área, Leonardo Fernández acertou um belo chute sem chances de defesa.

Já no segundo tempo, os Gallos voltaram mais atentos e em busca do gol de empate. Assim, aos 15′, em uma cobrança de falta a bola foi alçada na área por Perlaza, Jorge Aguillar desviou de cabeça e a pelota caiu bem lentamente no fundo do gol. E nos acréscimos da etapa complementar, o time mandante teve a oportunidade de vencer depois de um belo passe de Perlaza e falha da defesa visitante, Castillo recebeu e finalizou para fora. Dessa maneira, deu números finais à partida.

Pumas 3 x 3 América

Em um jogo espetacular do início ao fim, houve muitas chances de gol para as equipes. Desse modo, a partida começou tão movimentada que aos 8′ da primeira etapa, os donos da casa abriram o marcador. Após cobrança de escanteio de Malcorra, Nicolas Freire desviou forte de cabeça para o fundo do gol. Contudo, o América pressionava bastante e aos 31′, Leonardo Fernández acertou uma belíssima cobrança de falta, a bola passou muito próxima da barreira e morreu no canto do goleiro Saldívar, sem chances de defesa.

Já na segunda etapa, o jogo continuou quente, com várias oportunidade de marcar. Após falha do camisa 1 dos donos da casa, aos 28′, a bola foi recuada e mal tocada, Federico Viñas aproveitou o presente e colocou as Aguias em vantagem. Porém, o empate e a virada vieram muito rapidamente, aos 37′, Victor Malcorra foi lançado e tocou na saída do goleiro, empatando a partida. Apenas dois minutos depois, em jogada parecida, Juan Dinnenno recebeu e anotou a virada do UNAM. Contudo, aos 49′, em um escanteio a pelota foi desviada por Henry Martin que empatou o jogo para os Americanistas.

Puebla 0 x 0 Tigres

Apesar do empate sem gols, o confronto se mostrou bem movimentado. Assim, aos 13′, em uma boa triangulação pelo lado esquerdo, Salvador Reyes invadiu a área, mas arrematou com pouca força, fácil para a defesa de Nahuél Guzmán. Ainda na primeira etapa, após cruzamento de Fulgencio, André-Pierre Gignac desviou de cabeça com muita classe, no entanto parou em Nicolás Vikonis.

Desse modo, na etapa complementar houve uma queda de ritmo e as oportunidades ficaram mais escassas. Sendo assim, a jogada em que houve maior perigo foi um arremate de Jordan Sierra que explodiu no travessão do arqueiro dos donos da casa. Portanto, um fator determinante para o resultado foi o número de finalizações para fora do gol. Dessa maneira, dos 16 arremates dos Auriazules, nove foram para fora e das três finalizações dos Camoteros, apenas uma foi no alvo.

Foto destaque: Reprodução/Twitter @clubamerica

BetWarrior


Poliesportiva


Daniel Mendes
Daniel Mendes
Desde criança me encantei com o futebol e mais tarde com esporte, de modo geral. Então, vi que no Jornalismo poderia ficar muito próximo de coberturas do esporte, o futebol, por exemplo. Além disso, eu me considero bastante comunicativo e as pessoas dizem que eu falo até demais. Assim, a ideia de cursar Jornalismo ficou martelando na minha cabeça e desde 2019 tenho a cada dia realizado esse sonho.

    Artigos Relacionados

    Topo