Sede da Federação do Futebol Argentino(Foto: Reprodução/AFA).

Atualmente, o futebol argentino está paralisado devido à pandemia do novo coronavírus e tem previsão de retorno apenas para o fim de setembro. No entanto, os bastidores e movimentações no mercado da bola continuam agitando o país. Desse modo, abordaremos os principais destaques dessa primeira semana do mês de agosto. Entre eles, temos o confronto entre Sebastián Beccacece e Pulpo González, assim como a situação de Daniel Osvaldo.

BECCACECE X PULPO GONZÁLEZ

Durante a paralisação, o técnico do Racing, Sebástian Beccacece, tem planejado sua equipe ideal e as limitações em seu plantel. Nesse sentido, o treinador comunicou a diretoria que será necessário contratar dois pontas para fortalecer o elenco. Além disso, decidiu que Pulpo González não fará mais partes do plano da Academia, veredito que irritou o atleta.

Nesta semana, Diego Milito, ídolo do clube e atual secretário técnico da equipe, realçou o destino do jogador após a total recuperação da lesão sofrida em 2018. Diego González está em Avellaneda desde 2016 e interessa ao Lanús, que já manifestou o desejo de repatriá-lo, porém só entrarão em contato caso seja de forma gratuita.

“Beccacece foi muito claro com o Pulpo González, por isso disse a ele que havia jogadores que começariam muito antes dele”. – afirmou Milito.

ARGENTINO JUNIORS ANUNCIA GABRIEL ÁVALOS

Anteriormente, o centroavante de 29 anos estava atuando pelo Patronato e decidiu não renovar seu contrato. Posteriormente, as negociações se avançaram com o Bicho e finalmente ocorreu o anúncio oficial. Na sequência, em entrevista à Sportia, Ávalos demonstrou que havia interesse desde o princípio de atuar no futebol argentino. Pelo Patrón, o goleador disputou 34 partidas, marcando oito gols e anotando seis assistências.

“Felizmente, Diego (Dabove) já tinha interesse desde o início do ano e isso aconteceu agora. Estou muito feliz por chegar a um clube tão importante quanto os Argentinos. Conheço Diego desde que cheguei ao Godoy Cruz e ele era técnico. Naquela época, era um pouco difícil para mim me adaptar, mas graças à equipe de treinadores eu consegui fazê-lo.” – relatou Gabriel Ávalos.

https://twitter.com/AAAJoficial/status/1288274527751995392?s=08

PRESIDENTE DA ARGENTINA PRORROGA QUARENTENA E IMPEDE A VOLTA DO FUTEBOL ARGENTINO

Nesta última sexta-feira (31), o presidente da Argentina, Alberto Fernández, decidiu prorrogar a quarentena no país até o dia 16 de agosto, evitando uma propagação em maior escala do novo coronavírus. Dessa forma, demonstrou o quão ainda é preocupante a possibilidade de contágio, inclusive, relatou que, por um momento, havia a impressão de estar controlado, mas que foi um equívoco.

“Temos que impedir o contágio. E para não pegar o vírus, temos que nos preservar, cuidar de nós mesmos. Esses são dados concretos e é muito possível que a taxa de mortalidade de casos aumente. Estou longe de me tranquilizar com esses dados.” afirmou.

APÓS MAIS UM TÍTULO COM O PSG, DI MARÍA SE TORNA O 4° MAIOR VENCEDOR DO FUTEBOL ARGENTINO

Após o Paris-Saint Germain concretizar a vitória nos pênaltis sobre o Lyon na final da Copa da Liga Francesa, o meia Ángel Di María entrou para a história argentina ao conquistar seu 26° título na carreira. Neste momento, o jogador se tornou um dos quatro maiores vencedores de sua nacionalidade, ficando atrás apenas de Lionel Messi (35), Carlos Tévez (28) e Lucho González (27).

JAVIER SANGUINETTI SE PRONUNCIA SOBRE DANIEL OSVALDO

Treinador do Banfield desde o início de julho, Javier Sanguinetti decidiu se pronunciar sobre a situação vivida por Daniel Osvaldo. Em entrevista à rádio Todo Banfield, o técnico relatou todo diálogo que teve com o atleta no último mês. Assim, foi contundente ao explicar as situações que justificam a sua desistência de contar com o argentino. Segundo Javier, após a segunda semana de treinamento, voltou a faltar e não entrou mais em contato com a comissão técnica por mais de 20 dias.

“Ele me ligou e eu disse que não havia problema. No dia seguinte, o professor e eu nos contatamos para ver como estava a situação dele e ele nos disse que estava perfeito, pedimos que ele passasse o fim de semana em silêncio e, a partir desse momento, não tive mais contato. Liguei para ele, mandei uma mensagem e ele não respondeu mais. Com essa situação e depois de mais de 20 dias sem comunicação, penso nos jogadores que estão programados para treinar às 10 da manhã. Para mim, já é um tópico finalizado.” – encerrou.

Foto destaque: Reprodução/AFA

Avatar
Caio César Esplugues de Oliveira
Desde minha infância já tinha escolhido o jornalismo como profissão, sentia que poderia ter conhecimento necessário e flexibilidade na comunicação com o público, além de não "passar pano" para erro de pessoas que conheço. Comecei esse ano o curso de Jornalismo, logo após que acabei a escola e pretendo seguir firme e forte nessa carreira ao qual sou apaixonado.

Artigos Relacionados