Pep Guardiola vê título da Premier League distante do Manchester City

Próximo de chegar à metade da Premier League, alguns times são vistos como favoritos e outros como possíveis rebaixados. Por conseguinte, Pep Guardiola, cedeu entrevista afirmando que o título do inglês está longe do Manchester City e que o plantel possui outros objetivos. Em continuidade, alguns técnicos trocaram farpas e declarações polêmicas. Enquanto José Mourinho alfinetou Jürgen Klopp,  Van Gaal criticou o trabalho de Ole Gunnar Solskjaer à frente do Manchester United. Com a chegada da janela de transferência, os times começaram a ver novas possibilidades de reforço.  Hector Bellerin entra na mira do Barcelona e Arsenal, Liverpool e United disputam por Yves Bissouma. Ademais, Roy Keane afirma que o Red Devil é uma ameaça aos Reds e Timo Werner diz ter dificuldades em se adaptar ao futebol inglês.

GUARDIOLA VÊ TÍTULO DA PREMIER LEAGUE DISTANTE

Ser campeão é o que todo técnico deseja e coloca como objetivo ao término do campeonato. Todavia, Pep Guardiola, comandante do Manchester City, vê a conquista do troféu um pouco distante. Após vitória da equipe  por 1 x 0 contra o Southampton, o treinador, em coletiva de imprensa, informou que o objetivo principal é encostar no topo da tabela. Contudo, depois de somar dois jogos sem vencer, o espanhol afirmou que o Liverpool, atual líder, está em fase positiva e que os jogadores do Citizens foram aconselhados a esquecer o título.

Ocupando atualmente a 7ª colocação com 23 pontos, o Manchester City não está na sua melhor fase. Contudo, Pep afirmou que o título não será a prioridade da equipe, mas sim conquistar a cada jogo, uma chance de ser melhor que na rodada anterior. “Nosso objetivo tem que ser o 8º lugar, depois o 7º, se classificar para a Europa League, depois pensar na Champions. E se acontecer (de aproximar do Liverpool), vai acontecer”, finalizou o comandante.

MOURINHO VOLTA A ATACAR KLOPP

Não demorou muito para que José Mourinho, voltasse aos holofotes por suas entrevistas. Na mais recente, o comandante afirmou que Jürgen Klopp não merecia ter vencido a categoria “The Best” de melhor treinador da Fifa. Apesar da escolha ter levado em conta o título da Premier League que o treinador conquistou junto ao Liverpool após 30 anos, o técnico afirmou que Hans-Dieter Flick, técnico do Bayern de Munique, deveria ter ganho a premiação, por conquistar cinco troféus na temporada. Por outro lado, dentro de campo, a situação envolvendo os dois treinadores não é das melhores. Na última quarta-feira (16), após vitória dos Reds sobre os Spurs, ambos tiveram uma discussão à beira do gramado.

Ao Sky, Mourinho alfinetou a postura de Klopp na linha lateral. Em continuidade, disse que Pep Guardiola tem favorecimento dentro de campo assim como o técnico do Liverpool. O técnico português declarou que o tratamento dado a ele pela arbitragem do Campeonato Inglês não é o mesmo que aos demais. “Se eu tivesse me comportado como ele [Klopp] do lado do campo, eu teria sido expulso. Isso é divertido? Por alguma razão, eu sou tratado diferente”, encerrou José.

https://twitter.com/TottenhamBrasil/status/1340348391780478981?s=20

VAN CRITICA SOLSKJAER

O técnico Louis Van Gaal criticou o trabalho que Ole Gunnar Solskjaer vem apresentando à frente do Manchester United. O ex-comandante dos Red Devils deu entrevista ao Jornal Mirror e alfinetou o atual técnico ao dizer que prefere o estilo de jogo apresentado pelo time rival, o Manchester City. Contudo, apesar dos resultados negativos, o holandês não acredita na demissão do norueguês mesmo a imprensa tendo vinculado que Thomas Tuchel ou Mauricio Pochettino possam ocupar o comando do United.

“Eu gosto muito mais de ver o City do que o United. Sinto muito mais simpatia pelo City do que pelo United. Tudo o que o United fez foi se defender com 10 homens. No clássico, jogou como se fosse servo do City. Solskjaer é um ex-jogador, então ele não vai demitido tão rápido quanto qualquer outro”, declarou Van Gaal.

BELLERIN É ALVO DE CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DO BARÇA

Atualmente no Arsenal, Hector Bellerin vem chamando a atenção do Barcelona. Segundo reportagem publicada pelo jornal inglês Mirror, Joan Laporta, candidato à presidência do time catalão, planeja trazer o jogador espanhol de volta ao Camp Nou, onde saiu em 2016 para defender os Gunners. De acordo com a imprensa, Laporta entrou em contato com o lateral para discutir a possível contratação.

O candidato é o favorito à presidência, mas suas vontades podem ser esbarradas na questão financeira do clube. Em conformidade, o Sport afirmou que o Barça conversou com o diretor técnico do Arsenal, Edu, mas o valor de 25 milhões de euros (cerca de R$ 157 milhões) é inacessível aos cofres dos Blaugranas. Ademais, os dirigentes do time espanhol desejam vender o lateral Nélson Semedo, que não vem apresentando um bom futebol, para facilitar a contratação.

KEANE DIZ QUE UNITED AMEAÇA REDS NA PREMIER LEAGUE

O ex-capitão do Manchester United vem sendo um dos principais críticos da equipe comandada por Ole Gunnar Solskjaer nesta temporada. Em entrevista cedida ao Sky Sports, Roy Keane afirmou que a equipe do Liverpool possui o plantel mais qualificado. Contudo, o United apresenta lentidão, mas consegue se sobressair. “Eles vêm ganhando jogos. O United está em uma ótima posição considerando o quão lento eles foram. Se o United pode colocar sua casa em ordem, não há razão para que o United não possa ficar lá em cima”, declarou Roy.

Analisando a campanha dos Devils diante da vitória por 6 x 2 contra o Leeds, Roy mudou a entonação da crítica e afirmou que a vitória foi um belo impulso para a equipe e que “o Liverpool ainda é o mais forte, mas o United pode ser o melhor do resto', finalizou à Sky Sports News.

ARSENAL, UNITED E LIVERPOOL BRIGAM POR BISSOUMA

O meio-campista Yves Bissouma, do Brighton & Hove Albion, vem chamando a atenção de grandes clubes europeus. Liverpool, Manchester United e Arsenal estão disputando a contratação do jogador na próxima janela de transferência que ocorre em janeiro. O desejo do Liverpool pela contratação de um meia se dá principalmente à dúvida quanto ao futuro de Georginio Wijnaldum, que não decidiu se renova ou deixa o clube no fim da temporada. Entretanto, apesar do interesse, os Reds também monitoram Renato Sanches, que atualmente defende o Lille, da França. Por outro lado, Mikel Arteta, deseja contar com o jovem jogador por ser fã de seu futebol e saber que o garoto pode colaborar com o sistema ofensivo da equipe.

Há ainda o United na disputa. Com chances de Paul Pogba deixar o clube na próxima janela de transferência depois de expressar sua intenção de deixar Old Trafford, os dirigentes buscam novos reforços. O meio-campista tem contrato até o verão de 2023 e pode chegar a valer cerca de £ 30 milhões (R$ 206 milhões). Ademais, Bissouma contribuiu com apenas um gol em 12 jogos disputados.

WERNER DIZ TER DIFICULDADES NA PREMIER LEAGUE

Em declarações ao site oficial do Chelsea, Timo Werner, que custou 50 milhões de euros, admitiu estar enfrentando dificuldades em se adaptar às exigências da Liga inglesa. “A Premier League é um pouco diferente do meu campeonato anterior [Bundesliga]. É mais difícil do que eu pensava que seria. O contato aqui é mais duro que na Alemanha, algo que eu já esperava, mas não assim. O início foi muito bom, mas agora, depois de muitos jogos, estou a ter algumas dificuldades”, reconheceu.

Com um bom desempenho, totalizando quatro gols sofridos em 13 jogos disputados, o alemão, apesar das dificuldades, vem administrando bem a pressão sofrida. Ele assumiu que o preço de um jogador importa, pois impulsiona o atleta a ser melhor. Ademais, Timo expressou que “A pressão é um pouco maior do que em anos anteriores, mas penso que os bons futebolistas estão no seu melhor quando sob pressão e esse é o meu plano”, finalizou ao The Blues.

Foto destaque: Reprodução/Getty Images

Iara Alencar
Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Alagoas, apaixonada por esportes e com pretensão de alavancar na carreira de assessoria de comunicação ou imprensa, precisamente no âmbito esportivo (futebol de preferência). O objetivo é aperfeiçoar a construção dos textos, a fim de sair da zona de conforto dos gêneros que estou habituada a escrever (reportagens e artigos opinativos), além de abranger meus conhecimentos pessoais e profissionais. Tenho 23 anos, sou bastante comunicativa, perfeccionista em suas limitações e persistente em tudo o que faço.

Artigos Relacionados