Nessa sexta-feira (19) às 15h30 (horário de Brasília), a Portuguesa receberá o Boavista, no estádio Luso Brasileiro, pela 4ª rodada da Taça Rio, em duelo válido pelo Grupo A da competição.  Então, após muitos dias sem atuar em campos cariocas, os clubes buscam a vitória para continuar sonhando com uma classificação para as semifinais.

PORTUGUESA

Os donos da casa conquistaram apenas uma vitória nas três rodadas anteriores à paralisação. Dessa forma, além dessa vitória, acumula duas derrotas e, assim, se encontra na 5ª colocação na tabela, à frente apenas da Cabofriense. Com cinco gols marcados e quatro sofridos, a equipe precisa vencer essa partida para não ser eliminado precocemente da competição.

BOAVISTA

A equipe de Saquarema, tem campanha melhor que a de seu adversário dessa sexta-feira (19). Nas três rodadas anteriores, perdeu uma e venceu duas. Dessa forma, encontra-se na vice-liderança do Grupo A com seis pontos, atrás apenas do líder Flamengo que está com seis pontos a mais. Assim, a conquista dos três pontos deixaria a equipe muito próxima da classificação para a fase semifinal do campeonato.

https://www.instagram.com/p/CBjT-CwjgGA/?utm_source=ig_web_copy_link

RETROSPECTO – PORTUGUESA x BOAVISTA

No confronto, Portuguesa e Boavista já se enfrentaram cinco vezes na história. Assim, o retrospecto mostra que a Portuguesa nunca venceu seu adversário, com três vitórias para o Boavista, além de dois empates. Além disso, o duelo não mostram muitos gols. No total, foram marcados sete gols.

 APOSTA INDICADA E PALPITE

Apesar de acontecer no estádio da Lusa, o Boavista mostrou uma capacidade técnica superior que a Portuguesa em todos as partidas anteriores à paralisação. Além disso, mostrou que pode chegar longe, quando, na Taça Guanabara, foi finalista, sendo derrotado pelo poderoso Flamengo por 2×1. Então, aposta indicada é a vitória dos Verdes de Saquarema por 2×0 com o Betwarrior pagando 2,18.

Odds: 1 (3,25) | X (3,15) | 2 (2,18)

Celso Junior
Sou Celso Junior, carioca e moro em Rio das Ostras - RJ. Sou pai da Maria Sofia e amante do futebol, esporte o qual vivo desde criança. Sou professor, treinador, e estudo intensamente o futebol em suas diversas áreas.

Artigos Relacionados