Porto e agora .

Neste domingo (16), Vitória de Guimarães e Porto entraram em campo em jogo válido pela 21ª rodada da Liga NOS. Assim, no Estádio do Rei, os clubes fizeram uma partida disputada e com boas chances de gol. Dessa forma, logo no inicio, o goleiro Douglas de Jesus fez gol contra para os Dragões, em lance infeliz em que a bola bate nas costas e entra. Já na etapa final, os Conquistadores esboçaram uma reação através do tento de Bruno Duarte. No entanto, minutos depois, Marega decretou a vitória visitante por 2 x 1. Resultado que colocou os Tripeiros de vez na briga pelo título português, a um ponto do líder Benfica.

1º TEMPO

O confronto no Estádio do Rei começou frenético e com emoções. Isso porque, logo aos 9′, em jogada pela esquerda do Porto, a bola foi cruzada na área e Sérgio Oliveira finalizou com força, a bola explodiu na trave direita. Na sobra, bateu nas costas do goleiro Douglas de Jesus e caiu nas redes, abrindo o placar para os Dragões. Em seguida, os visitantes desceram com Otávio, que encontrou Moussa Marega dentro da área, que chutou para fora. Na sequência, após levantamento dentro da área, a bola sobrou para Zé Luis arrematar próxima a pequena área, mas, à queima roupa, Douglas de Jesus defendeu.

Aos 17′, depois de uma boa trama pela esquerda, Vitória de Guimarães chegou ao ataque pela primeira vez. Assim, Florent Hanin cruzou rasteiro e Marcus Edwards bateu cruzado, mas o zagueiro salvou perto da linha de gol. Na sequência, os Conquistadores chegaram mais uma vez, com chute de fora da área de Pepe que Marchesin voou para espalmar. Em seguida, a partida caiu de intensidade e os clubes pouco produziram, Somente na reta final, aos 39′, Porto voltou a levar perigo com Moussa Marega. Dessa forma, ele recebeu de Otávio em contra-ataque, e finalizou cruzado, mas a bola se perdeu pela linha de fundo.

https://twitter.com/VitoriaSC1922/status/1229007676568371202

2º TEMPO

Na volta do intervalo, Vitória de Guimarães fez uma blitz nos primeiros minutos. Assim, aos 2′, após escanteio de Marcus Edwards, Bruno Duarte finalizou para fora. Em seguida, Ola John carregou carregou bola pela esquerda e cruzou na medida para Bruno Duarte, livre, cabecear para deixar tudo igual para os Conquistadores. Na sequência, os donos da casa seguiram na pressão com André arriscando de fora da área. Já aos 10′, foi a vez de Bruno Duarte, após cruzamento de Falaye Sacko, cabecear por cima do gol, quase marcando o gol da virada. No entanto, apesar do bom momento, quem chegou ao segundo tento foi o Porto.

Assim, aos 14′, Moussa Marega recebeu lançamento do meio campo e bateu por cima, na saída do goleiro, para recolocar o Porto na frente do placar. Apesar do gol sofrido, Vitória de Guimarães não se abateu e, no minuto seguinte, finalizou com Lucas Evangelista. Aos 19′, Florent Hanin arriscou de fora da área, mas o chute dos Conquistadores foi para fora. Em seguida, os Dragões passaram a dominar a partida e responderam na cabeçada de Iván Marcano. Já na reta final, Corona perdeu chance de fazer o terceiro gol cara a cara com o goleiro. Nos acréscimos, os mandantes ainda tentaram com Davidson.

https://twitter.com/FCPorto/status/1229157333902790662

E AGORA?

Dessa forma, com a vitória, aliada a derrotado Benfica para Braga, Porto se mantém na vice-liderança, mas vê a diferença cair para um ponto para o líder. Assim, esquenta a briga pelo título da Liga NOS. Enquanto que Vitória de Guimarães estaciona nos 28 pontos e cai para a 9ª posição. Agora, na próxima rodada, os Conquistadores já volta à campo na sexta-feira (21), às 17h30 (horário de Brasília), para enfrentar Aves. Já os Dragões recebem Portimonense, no domingo (23), às 17h30 (horário de Brasília).

MELHORES MOMENTOS

Foto Destaque: Reprodução / tvi24 Portugal

Avatar
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Artigos Relacionados