Ponte Preta espera fim da Série A para definir renovações com jogadores. (Foto destaque: Álvaro Jr/ PontePress)

A princípio, o Campeonato Brasileiro Série A 2021 acaba no dia 9 de dezembro. De maneira que, a Ponte Preta aguarda o fim da competição para iniciar o planejamento de alguns times da elite nacional. Assim como, o intuito é definir a situação de jogadores que estavam no clube por empréstimo.

Juntamente com isso, um jogador que vive nessa situação é o volante Marcos Júnior, que foi foi cedido pelo São Paulo. Vale lembrar que o jovem atleta chegou por meio de empréstimo até o final de dezembro de 2021. Bem como, fez sua estreia como profissional no Paulistão diante do Botafogo-SP.

O volante, de 21 anos, fez 25 jogos pela Ponte. Da mesma forma, o jogador ganhou a confiança do técnico Gilson Kleina e marcou dois gols na Série B. Bem como, de forma consecutiva já que marcou na derrota para Náutico por 3 x 2. Assim como, marcou na vitória por 1 x 0 diante do Remo.

 

Por outro lado, mais um jogador é o meia Fessin que tem vínculo com equipe da capital paulista. Do mesmo modo, o meia é jogador do Corinthians. Assim como, aos 22 anos, o atleta marcou quatro gols com a camisa alvinegra em 25 jogos.

Em suma, mais um atleta que deixa a Ponte na ansiedade é Josiel. Eventualmente, o craque faz parte do time dos 22 anos e foi emprestado pelo Cuiabá. Com isso, o atacante marcou um gol em 13 jogos pela Ponte na Série B.

Ponte Preta espera fim da Série A para definir renovações com jogadores

Nesse ínterim, a Ponte entrou de férias. Tal como, um tempo para relaxar e começar os trabalhos para próxima temporada em 2022. Em suma, já começa o Campeonato Paulista enfrentando o Palmeiras no Allianz Parque. De maneira que, a partida está prevista para o dia 26 de janeiro.

Foto destaque: Álvaro Jr/PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs