Pensando em 2020, CSA renova com Luciano Castán

Pensando em 2020, o CSA iniciou as renovações com atletas que se destacaram na temporada de 2019. É o caso de Luciano Castán. Aliás, o defensor foi o autor do gol do bicampeonato estadual na disputa de pênaltis no clássico das multidões. Além disso, o zagueiro foi o jogador que mais vestiu a camisa do clube nesta temporada, com um total de 55 partidas.

CARREIRA

Luciano Castán tem 30 anos, nasceu em Jaú-SP e é irmão mais novo de Leandro Castán, atualmente no Vasco. Chegou ao azulão para a temporada 2019 após passar quase três anos atuando no exterior, no Al-Khor, time do Qatar. Anteriormente, o jogador havia atuado uma temporada pelo Brest da França. Ademais, o atleta já teve passagens por diversos times brasileiros, como: Paraná, Bragantino, Ponte Preta e Santos, onde foi campeão do Campeonato Paulista de 2010.

TEMPORADA 2020

Além de Castán, o Azulão renovou com o lateral esquerdo Rafinha. Até o momento, o clube confirmou três contratações: o goleiro Bruno Grassi, o meia Nadson e o atacante Rafael Bilu. Além desses jogadores, o clube também fechou com seu novo comandante, o jovem Maurício Barbieri. O treinador tem passagens por Goiás, América-MG e Flamengo.

COMO SERÁ O CAMPEONATO ALAGOANO?

O formato do Alagoano é bastante simples, o mesmo desta temporada. As oito equipes jogarão em turno único, todos contra todos. Após sete rodadas, os quatro primeiros avançam às semifinais, nas quais o líder enfrentará o quarto colocado, e o segundo pegará o terceiro. Por outro lado, o lanterna da primeira fase cairá para a Segunda Divisão Alagoana.

Cabe destacar que haverá diferença no critério de desempate nos mata-matas. Apesar de tanto semifinais e finais serem disputadas em dois jogos, a decisão do campeão sairá na disputa de pênaltis, caso haja empate no agregado após 180 minutos, enquanto os times de melhor campanha avançarão com igualdade no somatório da segunda fase.

Foto destaque: Reprodução/Lance!

Alexandre Vieira
Sou Alexandre Vieira, 31 anos, estudante de Jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e apaixonado por esporte, principalmente futebol. Quando moleque, sonhava em ser jogador, porém não tive oportunidade. Daí nasceu a paixão pelo jornalismo e a esperança de assim poder ficar famoso, realizar o sonho de me aproximar de ídolos, estádios e cobrir competições históricas. Tenho um senso de humor gigante e sou legal até quando meu time perde.

Artigos Relacionados