Pioneirismo nas arquibancadas por parte do Glorioso

Fogão quer levar projeto sustentável ao Brasileirão e ser o primeiro a impedir copos descartáveis

Sustentabilidade! Essa é a palavra que é sinônimo do projeto do Glorioso, que está dando passos largos com o plano que proíbe copos plásticos descartáveis dentro do Nilton Santos. A ação visa estar 100% ativa já no Campeonato Brasileiro.

“Estamos programando para que, no início do Campeonato Brasileiro, a gente só tenha o copo durável no Engenhão”, disse Aline Melo, coordenadora de licenciatura do Botafogo.

O projeto já é praticado, em fase de teste, desde julho, na provisória “Arena Botafogo” (onde o time manda seus jogos quando necessário). A empresa parceira do Fogão nessa ação é a “Meu Copo Eco” e já foram vendidos quase 100 mil itens, entre copos (65 mil) e porta-copos (35 mil), o kit também conta com um cordão para o torcedor pendurar no pescoço.
Além de ser reutilizável, o “copo durável” trás vantagens ao alvinegro por reduzir a quantidade de lixo nas arquibancadas e por render receita ao clube. Cada copo custa R$ 7 e o porta-copo R$ 5, para o botafoguense, que pode tanto levá-los para casa, quanto devolvê-los e receber o dinheiro de volta.
“Os torcedores compraram bastante a ideia. A gente tem inclusive muita procura fora do Rio, até porque o copo é barato. Por enquanto, a gente vende nos jogos e na loja oficial”, contou Aline.
Um dos modelos de copos já distribuído na Arena Botafogo
A ação já mostra resultados sustentáveis em sua fase de testes. Foram reduzidos 40% do uso de plástico. Os copos são personalizados com figuras de jogadores do clube, como a do goleiro Gatito Fernándes, que virou herói do Fogão ao defender três pênaltis na Pré-Libertadores, contra o Olímpia.
Sem escapar da medida sustentável, os torcedores visitantes também são proibidos de usar copos descartáveis e os “duráveis” não são personalizados para eles, mas podem até ter a cor do time que visita o Botafogo.
É uma grande iniciativa por parte do Glorioso. Dessa forma o Nilton Santos pode ser o primeiro estádio no Brasil a não permitir a circulação de copos descartáveis dentro de si.
Leonardo José
Sou o Leonardo José, jovem alagoano, estudante de jornalismo e esquerdista, sim. O esporte, a filosofia e a sociologia correm em minhas veias simultaneamente. Louco pelo futebol latino. Prefiro Libertadores à Champions League. No Brasil, clássicos como CSA x CRB, Sampaio Corrêa x Moto Club e ABC x América-RN são bem mais emocionantes que Flamengo x Vasco, Cruzeiro x Atlético-MG e Corinthians x Palmeiras. Para você, leitor, não se cansar lendo minha biografia, finalizo dizendo que "todos os detalhes e os bastidores da vida precisam ser olhados com atenção". Twitter: @leo_silva997

Artigos Relacionados