No duelo de volta das quartas de final da AFC Champions League, os qatarianos do Al-Duhail estão com vantagem sobre os iranianos do Persepolis. O confronto de ida aconteceu no dia 28 de agosto e hoje (17), às 11h, no Estádio Azadi lotado, com cerca de 100 mil torcedores, conheceremos o time que avança às semifinais da competição mais importante da Ásia. Veja todos os detalhes da Liga dos Campeões da Ásia.

Persepolis

No tento da partida.

O time da casa venceu todos os quatro jogos em casa e recuperou-se da derrota do jogo de ida frente ao Al Jazira, nas oitavas de final. Sofreu gol apenas uma vez no Estádio Azadi e está perseguindo a segunda semifinal consecutiva. Para apoiar o time, expectativa de casa cheia. Com capacidade para 100 mil torcedores, o Azadi deve fazer bastante barulho para levar o Persepolis a vitória. O técnico do Persépolis, o crota Branko Ivankovic, disse que há muita pressão em seu time após perderem a primeira partida:

“Há duas equipes iranianas nas quartas de final e os torcedores esperam que as duas estejam nas semifinais. Isso significa que há pressão sobre nós. Como tal, não podemos nos dar ao luxo de ser negligentes”, disse o croata. “Mas estamos orgulhosos do fato de termos chegado tão longe no torneio, e esperamos que a presença de milhares de fãs seja uma vantagem para nós”. Ele acrescentou que Persepolis estará ligado para abrir o placar cedo e encurralar o Duhail: “Quando você está perdendo essa é a melhor estratégia. Todo mundo sabe disso porque não queremos ficar para trás e depois nos recuperar. Isso seria desastroso, considerando a nossa situação”.

O meia Bashar Resan é uma dúvida para um jogo. O iraniano sofreu uma lesão no tornozelo durante uma partida amistosa entre o Iraque e Kuwait na semana passada.

https://twitter.com/TheAFCCL/status/1041522133262786560

Provável escalação: Alireza Beiranvand; Ansari, Mahini, Khalilzadeh e Hosseini; Alishah, Nemati e Hemati ( Resan); Kamyabinia, Nourollahi e Ali Alipour. Técnico: Branko Ivankovic.

Al-Duhail

Segundo o técnico da equipe visitante, Nabil Maaloul, o foco é na vitória e enfatizou que seus comandados jogam para frente, buscando sempre o gol e que o empate não é a primeira opção do time:

“Al Duhail esqueceu completamente o resultado da primeira partida contra o Persepolis. Vamos entrar na segunda mão com um objetivo claro e específico, que é vencer e chegar às semifinais da Liga dos Campeões da Ásia. A atitude deste time, o potencial de meus jogadores e minha filosofia no treinamento não me fazem jogar de maneira defensiva. Vamos jogar para ganhar este jogo. O melhor que podemos fazer é equilibrar o desempenho e pressionar os adversários e trabalhar para chegar à rede.”

https://twitter.com/DuhailSC/status/1040954696016506882

O tunisiano acrescentou: “Não olhamos para os resultados anteriores obtidos pela equipe. Nós estamos na frente. Devemos mostrar a forma exigida e sair com o resultado que nos leva à próxima rodada desta grande competição. Sabemos que os níveis entre todos os clubes que atingiram este estágio são difíceis. Também sabemos que no futebol você pode ter apenas três coisas – uma vitória, um empate ou uma derrota. Estamos esperando um jogo difícil, mas não será difícil apenas para o Al-Duhail, mas para o Persepolis também.Vamos entrar no jogo com o objetivo de vencer a partida”, acrescentou.

Jogando a competição pela primeira vez, a equipe já tem alcançado grandes feitos e parece estar no caminho certo para vencer logo de cara. O comandante também bradou que são jogos muito táticos, mas disse que seus jogadores estão focados e devem executar os planos preparados. A tática principal é fechar os espaços para os jogadores do Persepolis. Os qatarianos contam com a volta do zagueiro Karim Boudiaf, que estava lesionado. O treinador o colocou como membro importante do time e de presença fundamental. Com Youssef Msakni ainda afastado devido a uma lesão no ligamento cruzado, o brasileiro-belga Edmilson Junior deve seguir como titular.

https://twitter.com/EdmilsonJr221/status/1040989033218932736

Provável escalação: Lecomte; Lucas Mendes, Musa, Karim Boudiaf (Sultan Al-Brake) e Naji; Nam Tae-hee, Luiz Mairton, Madibo e El-Arabi; Almoez Ali Abdulla e Edmilson Júnior. Técnico: Nabil Maaloul.

Retrospecto

As equipes já se enfrentaram quatro vezes em toda a história, sendo todas elas na Liga dos Campeões da Ásia. Em 2015, dois duelos, ambos na fase de grupos da competição: 3 x 0 para ambos, cada um em sua casa. Em 2017, mais dois confrontos, desta vez pelas oitavas de final do torneio: 0 x 0 no Irã e 0 x 1 no Qatar, com os visitantes avançando. No geral, duas vitórias do Persepolis, uma derrota e um empate. O duelo mais recente foi o de ida, com vitória do Al-Duhail por 1 x 0.

Avatar
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, criado em Taboão da Serra, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.
https://bit.ly/EricFilardi

Artigos Relacionados