Proximidade a zona de rebaixamento com a derrota da Ponte Preta contra Vasco da Gama, em São Januário. (Foto destaque: André Durão)

De antemão há alguns jogos pode perguntar a qualquer pontepretano sobre uma certa calmaria com a sequência de bons resultados pelo lado da Ponte Preta e a frase: não vai cair parecia somente uma questão de tempo. Assim também as vitórias contra Londrina, Confiança e Brusque trouxeram um certo alívio. No entanto as derrotas contra Coritiba e Vasco, fora de casa, levaram a equipe a ter uma proximidade a zona de rebaixamento.

Assim também apesar da importante vitória no Moisés Lucarelli contra o Brusque e não pontuar nas duas rodadas em questão mantiveram a equipe de Campinas a somente um ponto do primeiro time dentro do Z4, o Londrina, que soma 21 pontos. A saber a Ponte carrega 22 pontos.

Por outro lado o time só ocupa a 15ª colocação por ter o número de gols marcados superior ao Vila Nova, 16º. Igualmente a Macaca fez 19 gols até o momento na competição, o time de Goiânia marcou 14 vezes.

Ainda assim para piorar a situação, os problemas de atraso em relação aos direitos de imagem no clube atingiram um ponto crítico. Analogamente com três meses de débito junto a jogadores. Além disso, integrantes da comissão técnica chefiada por Gilson Kleina também estão com salários atrasados. Bem como fazendo o plantel manter um “voto de silêncio” em recentes oportunidades de entrevistas.

Com intuito de resolver seus problemas dentro e fora das quatro linhas, a Ponte Preta se prepara para o próximo jogo. Do mesmo modo o time recebe o Sampaio Corrêa na próxima sexta-feira (3). A partida está marcada para às 19h (horário de Brasília).

 

(Foto destaque: André Durão)

 

 

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs