Pepe alcançou 100 jogos pela Champions League (Foto: Reprodução / Getty Images)

Na última terça-feira (27), o Porto entrou em campo para enfrentar o Olympiacos, da Grécia, na segunda rodada do Grupo C da Champions League. Assim, com um gol em cada tempo, os Dragões venceram por 2 x 0 e se reabilitaram da derrota na estreia diante do Manchester City. No entanto, sofreram na etapa final e correram riscos de serem vazados. Apesar disso, a partida teve um sabor diferente para um portista em especial: Pepe.

Leia mais:

Isso porque, o zagueiro português multi-campeão pelo Porto, Real Madrid e Seleção Portuguesa chegou a marcar de 100 jogos disputados pela maior competição europeia. Assim, na sua 16ª participação na Liga dos Campeões da UEFA, Pepe se tornou o 15º jogador português, em atividade, com mais partidas realizadas na mais destacada competição de clubes do mundo.

Dessa forma, dos 100 jogos disputados, 22 foram à serviço do Porto, equipe em que voltou a defender desde 2017. Além disso, ainda tem seis exibições com a camisa do Besiktas, da Turquia. No entanto, a maior parte dos jogos foi pelo Real Madrid, da Espanha, clube em que Pepe defendeu por 10 temporadas seguidas. Logo, ao todo, foram 71 atuações na Liga dos Campeões com o manto merengue.

PEPE MUITO ALÉM DE JOGOS, TÍTULOS

Assim, a história de Pepe com a Liga dos Campeões vai além dos jogos disputados. Muitos foram os momentos de alegria pela competição, já que o zagueiro brasileiro, naturalizado português, foi três vezes campeão da competição. Logo, à serviço do Real Madrid, o jogador conquistou os títulos nas temporadas 2013/14, 2015/16 e 2016/17 ao lado de Cristiano Ronaldo e Marcelo. Além disso, as conquistas renderam ainda dois títulos mundiais interclubes em 2014 e 2016.

Foto Destaque: Reprodução / Getty Images

Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Artigos Relacionados