Peñarol muda escudo em apelo contra o coronavírus

- As tradicionais 11 estrelas foram substituídas por apenas uma
Peñarol 1924

Assim como as principais ligas do mundo, no Uruguai o futebol também está paralisado por tempo indeterminado. O motivo já é conhecido: novo coronavírus. Nesse momento delicado, além de seguirmos as recomendações devemos ter empatia com o próximo. Desse modo, o Peñarol decidiu em alterar o seu escudo durante essa pandemia. O intuito carbonero é mostrar que todos tem que estar unidos no combate a Covid-19. As 11 estrelas deram lugar a apenas uma.

Ações como essa podem parecer pequenas, mas possuem um grande apelo entre os torcedores e população. Afinal, quando um instituição do calibre do Peñarol se pronuncia a mensagem reverbera por todos os cantos do Uruguai.

Nesse momento especial em que o mundo vive, onde, para o bem de nós mesmos, nossas famílias, nossos amigos e cada pessoa em todos os cantos do planeta, temos que estar fisicamente separados, a união precisa nos tornar mais fortes do que nunca”. 

No comunicado oficial divulgado pelos carboneros, é explicado o significado dessa mudança temporária do escudo. Onde as 11 tradicionais estrelas se “uniram” e viraram uma só.

“Hoje essa estrela não representa uma individualidade; pelo contrário, representa todos nós juntos. É hora de nos unirmos, sermos solidários, pensarmos coletivamente. Todos jogamos no mesmo time e temos um jogo importante pela frente. Todos juntos, nós podemos”.  

Entretanto, esse brasão não foi inventado em 2020, mas sim resgatado da história do próprio clube. A origem desse logo remete aos anos de 1920, mais precisamente 1924, quando a equipe mudou o seu nome de CURCC (Central Uruguay Railway Cricket Club) para Peñarol. Sem dúvida, o símbolo trouxe sorte aos carboneros, que conquistaram três Copas Libertadores durante a sua utilização.

Com nossas mentes voltadas para um futuro melhor, mas firmemente segurando nosso passado glorioso, hoje voltamos a usar um escudo que marcou grandes campeões em preto e branco, como Enrique Ballestrero na década de 1930, Roque Gastón Máspoli, Luis Maidana e Ladislao Mazurkiewicz em 1940, 1950, 1960 e 1970″. 

Logo de Peñarol

Evolução dos escudos do Peñarol  (Reprodução/campeondelsiglo.com)

CORONAVÍRUS NO URUGUAI

A pandemia do novo coronavírus também assola nossos vizinhos do paisito. Até o fechamento da matéria, o Uruguai contabilizou 158 casos confirmados da Covid-19. Os infectados se encontram espalhados em seis dos 19 departamentos do país: Canelones, Salto, Montevidéu, Colonia, Flores e Maldonado. Desse modo, o presidente Luis Lacalle Pou decretou quarentena a todos os residentes, sendo uruguaios ou estrangeiros. Além disso, as fronteiras com o Brasil e Argentina estarão fechadas pelos próximos 30 dias.

Foto destaque: Reprodução/Instagram @oficialcap

 

BetWarrior


Poliesportiva


Luciano Massi
Luciano Massi
Me chamo Luciano Massi, tenho 20 anos, sou paulistano. Estou no 6º semestre do curso de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Desde criança fanático pelo futebol dentro e fora das quatro linhas, histórias que vão além do esporte. Produzo o Derbicast, podcast voltado ao futebol alternativo, dando enfâse aos esquecidos. Entretanto, nunca me dei bem com a bola...

    Artigos Relacionados

    Topo