Libertadores Divulgação Twitter Club libertad

A Copa Libertadores da América enfim teve seu pontapé inicial no grupo H. Na noite desta terça-feira (03),  os paraguaios do Libertad e os argentinos do Boca Juniors viajaram para Colômbia e Venezuela. Tendo pela frente Independiente Medellín (COL) e Caracas (VEN), respectivamente. Enquanto os Gumaleros saíram com a vitória pelo placar de 2 x 1, os Azul y Oro não saíram do empate em 1 x 1 contra Los Rojos de Ávila.

COPA LIBERTADORES DA AMÉRICA – GRUPO H

INDEPENDIENTE MEDELLÍN 1 x 2 LIBERTAD

Nesta terça, às 21h30 (horário de Brasilia), em partida disputada no tradicional estádio Atanasio Giradort, Independiente Medellin e do Paraguai mediram forças. Apesar do jogo ter sido longe dos domínios do time paraguaio, quem começou tomando as inciativas foram os visitantes. Tanto que aos oito minutos, após cobrança de falta na área, o zagueiro Bocanegra, de cabeça abriu o marcador para a equipe paraguaia. No entanto, aos 27′, após jogada pela direita, Sebastián Ferreira recebeu, avançou e do bico da área cruzou, a bola desviou e morreu nos pés de Oscar Cardozo, que girou e de perna esquerda mandou para o fundo das redes do goleiro Mosquera, que nada pode fazer.

Na etapa final de jogo, aos 13 minutos, Caicedo recebeu na entrada da área, o camisa 9 limpou e mandou uma bomba, entretanto a defesa colombiana afastou parcialmente o perigo. Na sequência, em cobrança de escanteio, o zagueiro Jesús Murillo apareceu de trás e de cabeça diminuiu a vantagem construída pelos visitantes. Após o gol, ambas equipes tiraram o pé, terminando então com o triunfo importantíssimo dos paraguaios, fora de casa pelo placar de 2 x 1.

Com a vitória, o time paraguaio assumiu a liderança da chave com três pontos ganhos, enquanto o Medellín é lanterna. Agora, o Libertad  recebe o Caracas, no estádio Defensores del Chaco, na terça-feira (10), às 21h30. No entanto, antes disso, dia 7,  pelo paraguaio, os Gumaleros, recebem o General Diaz, às 18h30. Enquanto o time colombiano pelo torneio continental tem pela frente o Boca Juniors, no Bombonera, às 21h30. Já pelo Campeonato Colombiano, o Independiente tem pela frente o Milonarios, às 20h10.

CARACAS FC 1 x 1 BOCA JUNIORS

Em partida realizada no estádio Olimpico de la UCV, Caracas e Boca Juniors protagonizaram o segundo jogo da primeira rodada da chave H da Libertadores. Como já era de se esperar, o time  mandante foi para cima tentando surpreender e abrir o placar. Aos 10′, Añor  recebeu pela esquerda e sem ângulo chutou, no entanto, o goleiro Andrada estava atento e espalmou para escanteio. O time argentino estava em campo com apenas três dos seus jogadores do plantel titular, oque dava uma certa dificuldade aos comandados de Miguel Ángel Russo.  Foi ai, que aos  23 minutos, Ábila, dentro de área, recebeu passe vindo da direita de Villa, o camisa 9 completou de perna esquerda, abrindo o marcador. O time da casa até tentou, mas não conseguiu empatar no restante da primeira etapa.

Já na etapa final de jogo, a equipe venezuelana voltou mais atenta, tentando buscar o gol de empate. Feito esse que não demorou muito a acontecer, já que aos oito minutos, Hernández cobrou falta da meia lua. O Camisa 10 acertou o ângulo esquerdo do goleiro argentino, marcando um golaço e empatando o confronto. Após o gol, a partida mudou de patamar, os dois times passaram a buscar o segundo gol a todo momento, colocando de fato, ambos goleiros para trabalhar. Entretanto, nenhuma das equipes conseguiram mexer no placar, terminando assim, empatado pelo placar de 1 x 1.

Com o empate, Boca e Caracas somam um ponto, tendo os argentinos na segunda colocação. Pela 2ª rodada da Libertadores, o Boca Juniors joga diante de sua torcida, contra o Independiente Medellín, às 21h30 no temido . Já o time da Venezuela, viaja até o Paraguai, onde no mesmo dia e horário, enfrenta o líder do grupo, Libertad, no Defensores del Chaco. 

https://twitter.com/BocaJrsOficial/status/1235027423965499392?s=20

 

 

 

Raphael Almeida
Raphael Almeida, jornalista 30 anos, apaixonado por futebol, tenho como sonho ser repórter de campo, desde pequeno frequento a várzea de futebol, vendo meu pai jogar. Ali vi que minha vontade era de falar sobre esse esporte, frequentador das arquibancadas do maior palco de futebol paulista. Sou torcedor, mas acima de tudo sou esportista!

Artigos Relacionados