Paulo Víctor

Nesta terça-feira (14), é uma data muito especial na vida profissional do goleiro Paulo Victor. Isso porque completa três anos que ele chegou ao clube e vestiu a camisa do Grêmio pela primeira vez na carreira. Aliás, em sua primeira partida pelo clube gaúcho, o arqueiro teve uma grande atuação, defendendo um pênalti de Robinho, em jogo contra o Atlético-MG válido pelo Campeonato Brasileiro de 2017, garantindo assim o triunfo Tricolor por 2 x 0.

Natural da cidade de Assis, em São Paulo, o experiente jogador, de 33 anos, iniciou a trajetória no time local e tem passagens pelo Flamengo, além de atuar na Turquia pelo Gaziantepspor Kulübü. Entretanto, foi no Grêmio que o atleta teve destaque, assim como ostenta bons números pela equipe gaúcha. E como não poderia ser diferente, ele celebra essa data e diz ter realizado um sonho.

“Fico feliz em completar mais um ano aqui no Grêmio. Vivi e vivo bons momentos aqui,
conquistes títulos importantes junto com meus companheiros, alcancei metas pessoas, sigo trabalhando e almejando muitas coisas. Agradeço a todos que confiam no meu trabalho, a comissão técnica, direção e torcedores. Realizei um sonho de estar aqui e atuar pelo Grêmio. Sempre estarei pronto para quando o grupo e o clube precisarem de mim,” diz o camisa 1 do tricolor.

Grandes números do Paulo Víctor

De antemão, desde sua chegada ao clube, Paulo Víctor atuou em 92 partidas, 47 vitórias, 23 empates e 22 derrotas. Além de atingir 59,42% de aproveitamento durante as conquistas de cinco títulos. Bem como no ano passado foi herói do bicampeonato gaúcho ao defender três pênaltis no Gre-Nal decisivo e entrou para a história da competição ao sofrer apenas um gol em todo o campeonato.

Paulo Victor foi o goleiro menos vazado entre todos os goleiros titulares da Série A com média de 0,67 gol sofrido por jogo, somando todas as competições disputadas na temporada do mesmo ano.

Na temporada passada, como titular absoluto, ele chegou a sua melhor marca de gols sofridos por um clube em sua carreira. Além disso, disputou 56 jogos e sofreu apenas 37 gols, resultando em uma média de 0,67 gol sofrido por partida. Por fim, resultou em um aproveitamento de 66,07% com 33 vitórias, 12 empates e 11 derrotas.

Foto Destaque: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Avatar
Tathiane Marques
Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.

Artigos Relacionados