Passaporte Rússia – Caminho tunisiano até a Copa

- Há 12 anos sem jogar, famintos para ganhar, é assim que chega para a Copa do Mundo a motivada Seleção da Tunísia

Passaporte Rússia é mais uma coluna do Futebol na Veia que apresentará curiosidades de todas as seleções que participarão da Copa do Mundo deste ano. Este é o terceiro de sete textos sobre a Seleção Tunisiana.

Após três edições sem participar da competição, as “Águias de Cartago” voltam  à Copa do Mundo pela quinta vez. Para que garantissem uma vaga e ficar entre as 32 seleções a disputar a grande taça, os tunisianos tiveram que passar pelas Eliminatórias Africanas.

PASSAPORTE RÚSSIA – CAMINHO TUNISIANO ATÉ A COPA

No decorrer de outubro de 2015 a novembro de 2017, três fases seriam decisivas para classificar apenas cinco das 53 seleções africanas com destino à Rússia. Na primeira, usando o critério do ranking da FIFA, as 26 piores equipes africanas jogariam plays-off de ida e volta e as 13 vencedoras de cada disputa seguiria para a segunda fase. Nela, as 27 melhores do ranking somada com as da primeira fase, também jogariam entre si e as 20 equipes vencedoras seguiriam para a última fase. Foram divididos cinco grupos com quatro seleções e a primeira colocada de cada representaria a África na Rússia.

A Seleção da Tunísia, especificamente, ocupava o 26º lugar do ranking e foi direto para a segunda etapa das Eliminatórias. Conheça como foi o voô das “Águias de Cartago” até pousarem na competição da Copa do Mundo de 2018.

(Reprodução/Trivela)

SEGUNDA FASE ELIMINATÓRIA – novembro de 2015

Nos dois jogos de ida e volta, os tunisianos jogaram contra a seleção da Mauritânia e venceram os dois com o mesmo placar: 2 x 1. Somando, o placar geral para classificação ficou em 4 x 2, seguindo para a terceira fase.

(Reprodução/Gazeta Esportiva)

TERCEIRA FASE – outubro de 2016 a novembro de 2017

As 20 seleções vencedoras da segunda fase foram divididas em cinco grupos com 4 equipes cada. Por sorteio, cada grupo jogaria contra equipes de outro grupo e a que obtivesse o maior núrmero de pontos ganharia o passaporte para a Rússia na Copa do Mundo de 2018.

A Seleção Tunisiana ficou no grupo A juntamente com as seleções da Guiné, Líbia e RD Congo. O primeiro jogo foi contra a seleção do Guiné, conquistando a vitória por 2 x 0, assim como sobre a seleção da Líbia por 1 x 0. Terceiro jogo contra a seleção RD Congo, venceu por 2 x 1, mas no quarto jogo contra essa mesma equipe, empatou e ficou nos 2 x 2. No penúltimo jogo das Eliminatórias, jogou novamente contra os guineenses fez bonito e ganhou mais uma vez com o placar de 4 x 1. Último jogo, contra os líbios, ficou no empate sem gols.

Foram seis jogos, quatro vitórias, dois empates e nenhuma derrota. As “Águias de Cartago” somaram 14 pontos na tabela geral e ficaram em primeiro de seu grupo, garantindo sua volta à Copa depois de uma longa espera. Mesmo com sua campanha satisfatória nas Eliminatórias, será que podemos esperar algo igual ou melhor quando estiverem frente a frente com as outras seleções? Lembrando que na primeira fase, estarão ao lado de Bélgica, Inglaterra e Panamá.

(Reprodução/Sic Noticias Sapo.pt)
Beatriz do Vale

Sobre Beatriz do Vale

Beatriz do Vale já escreveu 397 posts nesse site..

Comunicativa desde pequena, graduada em Rádio e TV e também em Jornalismo pela FIAM, e pós-graduada pela Cásper Líbero. Tudo o que envolva pesquisa, escrita, locução, entrevista e criação, busco me aprimorar e fazer o melhor. Futebol na Veia surgiu sem qualquer pretensão e, hoje, me proporciona uma verdadeira imersão neste mundo esportivo, com ensinamentos pessoais e profissionais a cada dia. Sou paulistana, 30 anos, não sou parente do Luciano, mas vou experimentando...

BetWarrior


Poliesportiva


Beatriz do Vale
Beatriz do Vale
Comunicativa desde pequena, graduada em Rádio e TV e também em Jornalismo pela FIAM, e pós-graduada pela Cásper Líbero. Tudo o que envolva pesquisa, escrita, locução, entrevista e criação, busco me aprimorar e fazer o melhor. Futebol na Veia surgiu sem qualquer pretensão e, hoje, me proporciona uma verdadeira imersão neste mundo esportivo, com ensinamentos pessoais e profissionais a cada dia. Sou paulistana, 30 anos, não sou parente do Luciano, mas vou experimentando...

    Artigos Relacionados

    Topo