Passaporte Rússia – Caminho panamenho até a Copa

- A equipe da América Central deixou de ser um adversário fraco e foi colocada entre as maiores potências do continente

O Passaporte Rússia é mais uma coluna do Futebol na Veia que trará uma sequência de sete textos sobre cada seleção classificada à Copa do Mundo na Rússia. Aqui traremos a trajetória da seleção do Panamá. Jogo a jogo, mostrando curiosidades, resultados e destaques.

Disputando as Eliminatórias desde 1978, o Panamá não passava de um figurante na região, bem abaixo de seus principais vizinhos da América Central. Tanto que a primeira aparição na fase final do qualificatório da Concacaf aconteceu apenas rumo à Copa de 2006, no entanto sem grandes chances de classificação. O Panamá sabia que a Copa de 2018 seria a última oportunidade para tantos ídolos da seleção composta por jogadores experientes. Jaime Penedo, Román Torres, Felipe Baloy, Gabriel Gómez, Blas Pérez e Luis Tejada já chegaram todos à casa dos 30 anos, a maioria à beira da aposentadoria. Era mesmo agora ou nunca. A confirmação no hexagonal final veio com certa tranquilidade. Não foi uma campanha brilhante do Panamá, longe disso. Mas não seria tão simples se impor, considerando os adversários pela frente: cinco seleções com experiência em Copas do Mundo. Os panamenhos precisavam mudar a história nos frequentes confrontos diretos.

PASSAPORTE RÚSSIA – CAMINHO PANAMENHO ATÉ A COPA

ELIMINATÓRIAS AMÉRICA DO NORTE, CENTRAL E CARIBE

HONDURAS 0 X 1 PANAMÁ – 11/11/2016

Na partida que marcou a abertura do hexagonal final das Eliminatórias da Concacaf para a Copa do Mundo de 2018, o Panamá levou a melhor sobre Honduras com uma vitória por 1 x 0, fora de casa, no Estádio Olímpico de San Pedro Sula. A vitória, prolongou a invencibilidade dos panamenhos contra Honduras em sete jogos. O único gol da partida foi marcado por Fidel Escobar, em bonita cobrança de falta, aos 22 minutos do primeiro tempo. Alberto Quintero esteve perto de ampliar, mas parou na defesa do goleiro Escober, em lance polêmico, já que não ficou claro se a bola cruzou ou não a linha de meta. A América Central tem direito a três leitos na Copa do Mundo de 2018, enquanto o quarto colocado enfrenta uma equipe asiática em um playoff de uma passagem para a Rússia.

Eliminatórias da Concacaf: Honduras 0 x 1 Panamá (Reprodução/ ESPN)

PANAMÁ 0 X 0 MÉXICO – 15/11/2016

A seleção panamenha vinha de uma sequência de 16 vitórias seguidas mas foi parado pela seleção mexicana, ficando apenas no empate sem gols. A partida que ocorreu no Estádio Rommel Fernandez, na Cidade do Panamá, foi equilibrada na maior parte, embora los caneleros tenham mostrado mais vontade e raça de conquistar os três pontos em casa. Os panamenhos acumularam toneladas de pressão sobre o goleiro mexicano Guillermo Ochoa logo no início, mas saíram vazios em seus sete chutes a gol no primeiro tempo devido à falta de execução tranquila do atacante Gaby Torres, que desperdiçou excelentes oportunidades aos 7′ e no 14′.

A equipe Nacional de futebol do Panamá deixou de ser um adversário fraco e foi colocada entre as maiores potências da região (Reprodução/La Aficion Milenio)

O México, enquanto isso, foi derrotado pela ofensiva do Panamá e só conseguiu uma oportunidade decente no primeiro tempo, quando Diego Reyes venceu uma jogada no ar e lançou um chute sobre o gol do goleiro Jaime Penedo. Blas Perez, do Panamá, liderou a equipe nos primeiros momentos do segundo tempo, com duas fortes investidas no gol mexicano, de fora da área. Ambas as equipes tentaram agitar as coisas, fazendo substituições com cerca de 15 minutos para jogar, mas o jogo permaneceu sem gols. O resultado marcou o terceiro empate em equipes nas eliminatórias da Copa do Mundo no Panamá desde 2005. As seleções empataram em 1 x 1 em maio de 2005 e 0 x 0 em junho de 2013. A última vitória do México no Panamá aconteceu em uma partida de qualificação para a Copa do Mundo de 2000.

PANAMÁ 0 X 1 TRINIDAD E TOBAGO – 24/03/2017

Trinidad e Tobago e Panamá mediram forças em um encontro para as Eliminatórias para a Copa do Mundo ‑ Concacaf (5ª Ronda). A seleção Panamenha no entanto foi derrotada por (1 x 0). O gol da vitória da seleção de Trinidad e Tobago foi marcado pelo lateral direito Kevin Molino, aos 37′. O desfalque do atacante Blás Perez, foi determinante para o resultado negativo para os Panamenhos. Embora tenha sido uma partida equilibrada, o Panamá teve poucas chances de gols, sem grandes jogadas. 

PANAMÁ 1 X 1 EUA – 28/03/2017

Os torcedores, quase todos de vermelho do Panamá, encheram cerca de três quartos do Estadio Rommel Fernandez, de 32 mil pessoas, um oval de dois andares com uma pista. O Panamá tinha o fator casa ao seu favor. A partida foi equilibrada, embora a posse de bola tenha sido majoritariamente em favorecimento aos EUA. Sem grandes jogadas de ambas as equipes, o Panamá empatou em (1 x 1) contra a seleção Estadunidense. O placar, contribuiu para uma marca pessoas para o jogador Gomez, conquistando o décimo segundo gol internacional, o primeiro contra os EUA em quatro jogos na Arena.

COSTA RICA 0 X 0 PANAMÁ – 08/06/2017

O jogo de ida entre Costa Rica e Panamá, pela quinta rodada das eliminatórias CONCACAF, para a Copa do Mundo na Rússia 2018, foi um jogo pegado, com muitas penalidades e sem grandes chances de gols para ambas as equipes. Jogando fora de casa, o Panamá conseguiu arrancar um empate sem gols contra a Costa Rica. Mesmo com a vantagem de um jogador a mais, sendo que aos 54’ o zagueiro Costa Riquenho Giancarlo Gonzáles Castro foi expulso da partida. O Panamá não conseguiu criar grandes jogadas, e ficou durante a partida na defensiva segurando um empate fora de casa.

O treinador do Panamá Hernán Dario, possui notória contribuição para que o Panamá se torna-se hoje uma potência do futebol na América central (Reprodução/Yahoo Esportes)

PANAMÁ 2 X 2 HONDURAS – 13/06/2017

Jogando em casa, a Seleção Panamenha empatou com os Hondurenhos (2 x 2), na sexta rodada do hexagonal de qualificação da Concacaf para a Copa do Mundo Rússia 2018. Foi um jogo emocionante onde os Caneleros conseguiram amarrar nos momentos finais o empate contra a Seleção de Honduras. A partida foi disputada no estádio Rommel Fernández na capital Panamenha. Os gols foram marcados por Blas Perez (41’) e Torres Roman (90’) para o Panamá enquanto em Honduras os gol foram marcados por Romell Quioto, logo no início da partidas aos (5’) e por Alberth Elis (66’).

Panamá arranca empate no último minuto contra Honduras (Repodrução/ESPN)

MÉXICO 1 X 0 PANAMÁ – 01/09/2017

Os Caneleros lutaram, atacaram, mas acabaram perdendo para o México por 1 x 0, na sétima rodada da fase hexagonal Concacaf, em uma partida realizada no Estádio Azteca na Cidade do México. A equipe Panamenha, que já vinha surpreendendo durante os jogos anteriores da eliminatórias, mais uma vez jogou de igual para igual diante de uma grande seleção. Mas não conseguiu aproveitar as poucas chances que teve neste jogo a caminho da Copa do Mundo de 2018.

Eliminatórias da Concacaf: o Panamá lutou, atacou, mas acabou perdendo para os mexicanos (Reprodução/ESPN)

PANAMÁ 3 X 0 TRINIDAD E TOBAGO – 05/09/2017

A equipe nacional de futebol do Panamá derrotou Trinidad e Tobago por (3 x 0). Los caneleros sabiam que esta vitória seria determinante para que mantivesse vivo o sonho de disputar pela primeira vez uma Copa do Mundo. Os panamenhos não pararam de atacar desde o apito inicial do jogo contra Trinidad e Tobago que não conseguiram o resultado e ficaram da defensiva a espera de um contra-ataque, mas viram como suas chances de competir globalmente despencarem. O Panamá dominou o jogo apostando na velocidade de Edgar Yoel Bárcenas, Luis Ovalle, Alberto Quintero e Gabriel Torres e garantiu a vitória por goleada. Aliada a uma combinação de resultados de um empate entre Estados Unidos e Honduras, que lhe permitiu subir ao terceiro lugar no hexagonal final da Concacaf para a Copa do Mundo da Rússia 2018.

O Panamá dominou o jogo apostando na velocidade de Edgar Yoel Bárcenas, Luis Ovalle, Alberto Quintero e Gabriel Torres (Reprodução/ESPN)

EUA 4 X 0 PANAMÁ – 06/10/2017

A partida que ocorreu pela penúltima rodada das eliminatórias Concacaf para a Copa do Mundo na Rússia 2018, não foi nada fácil para os Panamenhos. A derrota por 4 x 0 para a equipe americana complicou o quadros dos caneleros que dependia do resultado entre Costa Rica e Honduras. A equipe Panamenha pecou na defesa. No primeiro tempo, os Estados Unidos marcou três vezes; o primeiro, aos oito minutos, de Christian Pulisic. O Panamá tentou entrar no ataque, criando algum perigo, mas o pouco que tinha era ineficaz e o time da casa marcou 2 x 0. Nesta ocasião, foi Jozy Altidore no minuto 19. Com o passar dos minutos, o goleiro panamenho Jaime Penedo evitou que esta primeira parte fosse de terror. A equipe panamenha estava procurando crescer no jogo e o treinador fez uma mudança: ele levou Edgar Bárcenas para fora e Armando Cooper entrou, mas não conseguiram arrancar alguma jogada, e a equipe americana marcou o terceiro gol aos 42 minutos. Para o segundo tempo, os panamenhos simplesmente não puderam e os Estados Unidos dominaram e fizeram o quarto marcado por Bobby Wood aos 63 minutos.

PANAMÁ 2 X 1 COSTA RICA – 10/10/2017

A noite do dia 10 de outubro de 2017 é uma data que ficará guardada na memória de todos os panamenhos e entrará para a história do futebol mundial. Foi neste dia que ‘La Marea Roja’, apelido oficial da seleção do Panamá, conquistou a classificação inédita para a Copa da Rússia 2018. Com a emocionante vitória por 2 x 1, de virada, sobre a Costa Rica, somada à surpreendente derrota por 2 x 1 dos Estados Unidos para o já eliminado Trinidad e Tobago, o Panamá carimbou seu passaporte para disputar a Copa do Mundo pela primeira vez em sua história.

Roman Torres, o herói da classificação inédita do Panamá para a copa da Rússia 2018 (Reprodução/YouTube)

Nem só de festa foi marcada a noite de classificação do Panamá. A última partida que levou a seleção Panamenha à classificação foi também alvo de muita polêmica nos principais noticiários esportivos. O placar apontava 1 x 0 para os costa-riquenhos, quando Gabriel Torres desviou a uma bola na área, Blas Pérez dividiu com um rival, que caiu dentro do gol, e o árbitro apontou o empate do time anfitrião. Gol de Torres. Porém, as imagens da TV mostram que a bola não ultrapassou a linha do gol. No lance há outra polêmica também. Ao tentar concluir a jogada, Gabriel Torres, que veste a camisa 7, acaba derrubado por Francisco Calvo, da Costa Rica, no que seria um pênalti a favor da seleção do Panamá. Com o empate, o Panamá se lançou para o ataque e conseguiu a virada com Roman Torres, no fim da partida. De acordo com alguns veículos europeus que divulgaram as imagens, o maior reclamante do caso pode ser os Estados Unidos, que perdeu por 2 x 1 para Trinidad e Tobago e acabou ficando de fora da Copa do Mundo da Rússia 2018.

Fábio Pires

Sobre Fábio Pires

Fábio Pires já escreveu 9 posts nesse site..

Fábio Pires tem 20 anos, está cursando o 4° ano de Jornalismo pela Universidade do Estado de Mato Grosso. Apaixonado pelo jornalismo esportivo, vê por meio da futura profissão uma maneira de trabalhar com o que realmente gosta. Tem experiência nas áreas de assessoria de comunicação e imprensa, produção em telejornalismo, novas mídias, fotografia, fotojornalismo, produção de charge e opinião ilustrada.

BetWarrior


Poliesportiva


Fábio Pires
Fábio Pires
Fábio Pires tem 20 anos, está cursando o 4° ano de Jornalismo pela Universidade do Estado de Mato Grosso. Apaixonado pelo jornalismo esportivo, vê por meio da futura profissão uma maneira de trabalhar com o que realmente gosta. Tem experiência nas áreas de assessoria de comunicação e imprensa, produção em telejornalismo, novas mídias, fotografia, fotojornalismo, produção de charge e opinião ilustrada.

Artigos Relacionados

Topo