Passaporte Rússia – Caminho espanhol até a Copa

- La Roja se classificou para a Copa do Mundo de 2018 com uma excelente campanha.

Passaporte Rússia é mais uma coluna do Futebol na Veia que apresentará curiosidades de todas as seleções que participarão da Copa do Mundo deste ano. Este é o terceiro de sete textos sobre a Seleção Espanhola. Confira como os espanhóis chegaram nesta edição.

A eliminatória para a Copa do Mundo nunca é uma coisa fácil para os nervos de jogadores, técnicos e torcedores. Dela depende a tão sonhada vaga para o mundial.

A Fúria Espanhola não estava em um grupo tão fácil, enfrentaria diretamente a poderosa Itália. Uma das duas gigantes europeias ficaria pelo caminho, sendo castigada pela regra de classificação.

Acompanhe o caminho que a espanha percorreu até chegar à liderança do Grupo G, e virar cabeça de chave de um dos potes da Copa do Mundo. Hoje La Roja está no grupo B com Irã, Marrocos e Portugal.

PASSAPORTE RÚSSIA – CAMINHO ESPANHOL ATÉ A COPA

1º Rodada – Espanha 8 x 0 Liechtenstein

A primeira partida da Espanha na fase eliminatória já foi uma estreia e tanto para deixar qualquer torcedor empolgado. Jogando em casa contra a seleção do principado de Liechtenstein, La Roja mostrou porque é chamada de Fúria.

A goleada de 8 x 0 em cima do adversário aconteceu quase toda na segunda etapa. Diego Costa marcou duas vezes, assim como David Silva e Morata. Para fechar o “chocolate”, Sergi Roberto e Vitolo deixaram o seu. Uma estreia que seria o presságio de uma ótima campanha de classificação para a seleção da Espanha.

(Reprodução/Globo Esporte)

2° Rodada – Itália 1 x 1 Espanha

Já na segunda rodada das eliminatórias a Fúria enfrentou um clássico Europeu. Jogar contra a Itália não seria fácil. A Azurra, tetra campeã tem muita tradição e jogadores muito conceituados como o goleiro Buffon.

E por falar em Buffon, o astro italiano falhou no primeiro gol e deixou o caminho aberto para Vitolo abrir o placar contra os donos da casa. Mas isso não significou que o jogo  seria fácil, apesar do domínio espanhol.

Azurra conseguiu deixar tudo igual na Juventus Stadium após Rossi cobrar um pênalti e converter. Com esse empate, a Albânia se tornava líder do Grupo G.

(Reprodução/Globo Esporte)

3° Rodada – Albânia 0 x 2 Espanha

A 3° rodada da etapa eliminatória não foi das melhores para Fúria. Apesar da vitória e de se tornar líder do Grupo G, Sérgio Ramos saiu de campo com uma preocupante lesão. O zagueiro, e um dos principais nomes da seleção Espanhola, sofreu um rompimento parcial do ligamento colateral do joelho esquerdo e ficaria fora dos campos por pelo menos um mês.

Apesar de manter a posse de bola na maior parte do tempo, poucas chegadas ao gol foram registradas pela Espanha. Foram 71% de posse de bola para La Roja, com apenas 13 chegadas ao gol, convertidas duas. Diego Costa voltou a marcar nesse jogo, e Nolito marcou seu primeiro nas Eliminatórias.

(Reprodução/Globo Esporte)

4° Rodada – Espanha 4 x 0 Macedônia

Ainda sem a presença de Sérgio Ramos, a Espanha enfrentava a Macedônia em casa. A Fúria precisava abrir uma certa distância da rival Itália, e para isso uma goleada seria muito útil. Neste ponto da competição, as duas seleções europeias ainda brigavam pela liderança do Grupo G.

Velkoski marcou contra e abriu o placar para Espanha, seguido por Nacho, Monreal e Adruiz, todos espanhóis, fechando a goleada da Furia para cima da Macedônia.

(Reprodução/Globo Esporte)

5° Rodada – Espanha 4 x 1 Israel

A 5° rodada marcou o fim da primeira etapa das Eliminatórias, com todos os times se enfrentando dentro do Grupo G. A Espanha fazia uma boa campanha, somando 13 pontos, e ainda brigando contra a rival Itália pela liderança, porém, saindo na frente.

A atuação da seleção espanhola nessa partida foi tranquila, já que Israel não ofereceu muito perigo aos espanhóis. Aos 13, David Silva abriu o placar para os donos da casa, Vitolo ampliou nos minutos finais do primeiro tempo. No segundo tempo, Diego Costa marcou aos 6. Israel descontou aos 31′ com Refaelov. Isco fechou o placar no final da segunda etapa.

Apesar de manter os mesmos pontos que a Itália, o saldo de gols fez a diferença na tabela de classificação da Espanha, uma briga e tanto. Além disso, a boa notícia era a volta do zagueiro Sérgio Ramos.

(Reprodução/Globo Esporte)

6° Rodada: Macedônia 1 x 2 Espanha

O segundo jogo entre Espanha e Macedônia aconteceu fora de casa e garantiu a boa campanha espanhola na fase de eliminatórias. Nessa altura, a Fúria já somava 16 pontos na tabela de classificação.

David Silva abriu a contagem para Espanha ainda no primeiro tempo. Stefan Ristovski empatou aos 20 do segundo tempo, mas Diego Costa ampliou aos 27′, fechando o placar.

(Reprodução/Globo Esporte)

7° Rodada – Espanha 3 x 0 Itália

Essa seria a partida decisiva entre as rivais europeias. Espanha e Itália ainda brigavam pela liderança do grupo, e uma vitória, a essa altura do campeonato, poderia mudar tudo.

O atacante Isco percebeu isso e fez em sua própria casa, o estádio do Real Madrid, uma noite especial. A Espanha se agigantou para cima da Itália e marcou 3 vezes no goleiro Buffon.

Isco marcou duas vezes, além de aplicar uma caneta e um lençol em cima do jogador Verratti. Essa era, sem dúvidas, a noite dele. Morata fechou o placar para os donos da casa. 3 x 1 deixava a Espanha como líder isolada do grupo G com 19 pontos.

Uma boa surpresa para a torcida espanhola foi a volta do Villa. Após 3 anos longe da seleção da Espanha, o atacante voltou a vestir La Roja camisa, entrando no lugar do Isco aos 40 do segundo tempo.

(Reprodução/Globo Esporte)

8° Rodada – Leichtenstein 0 x 8 Espanha

Parece que o carma do principado de Leichtenstein era ser goleado pela Espanha. Repetindo o feito da estreia, a Furia atropelou os adversários, só que dessa vez na casa deles. A goleada começou aos 3 minutos do 1° tempo.

Sérgio Ramos, David Silva, Isco, Morata, Gosppel marcou contra e Aspas deixou o seu duas vezes. Foi um jogo muito proveitoso para a Espanha, que, além da goleada, viu crescer Morata como homem referência no ataque.

(Reprodução/Sportv)

9° Rodada – Espanha 3 x 0 Albânia

Já classificada, a seleção da Espanha enfrentava novamente a Albânia, só que dessa vez em casa. A rival Itália empatou com a Macedônia, deixando o caminho livre para classificação definitiva da Furia.

A Espanha dominou a partida toda e matou o adversário durante o primeiro tempo. Com gols de Rodrigo, Isco e Thiago Alcântara, 3 x 0 foi pouco para o volume de jogo da La Roja.

(Reprodução/Globo Esporte)

10 ° Rodada – Israel 0 x 1 Espanha

(Reprodução/Globo Esporte)

A última rodada das eliminatórias, para Espanha, foi só para cumprir tabela mesmo. Antecipadamente classificada, o técnico Julen Lopetegui fez 10 alterações no time principal em relação às escalações anteriores. Mesmo com as mudanças e a queda natural na performance do time, a Espanha venceu Israel por 1 x 0 na casa deles.

Durante o 1° tempo a Espanha levou pouco perigo às redes dos donos da casa. O gol saiu apenas aos 31 do 2° tempo, quando o volante Illarramendi não desperdiçou uma das poucas chances da Furia.

Com essa vitória, a Espanha chegou à 28 pontos, a segunda melhor campanha das Eliminatórias, ficando atrás apenas da Alemanha, que somou 30 pontos. Com um índice de 93,3% de aproveitamento, a seleção Espanhola passou tranquilamente pelos adversários sem nenhuma derrota. Foram nove vitórias e um empate, contra a Itália, no estádio da Juventus.

Valéria Contado

Sobre Valéria Contado

Valéria Contado já escreveu 169 posts nesse site..

Eu sou a Val Contado, finalmente jornalista (uhul!), apaixonada por futebol há 24 anos, desde quando meu pai colocou em mim o uniforme do nosso time do coração. Adepta da arte da resenha, falar e respirar futebol é o que eu mais gosto de fazer.

BetWarrior


Poliesportiva


Valéria Contado
Valéria Contado
Eu sou a Val Contado, finalmente jornalista (uhul!), apaixonada por futebol há 24 anos, desde quando meu pai colocou em mim o uniforme do nosso time do coração. Adepta da arte da resenha, falar e respirar futebol é o que eu mais gosto de fazer.

    Artigos Relacionados

    Topo