Xabier Alonso

Nesta quarta-feira (25), a Coluna Parabéns ao Craque homenageia o maestro Xabier Alonso. O espanhol nunca foi um jogador muito falado pela mídia, mas sempre fez muito bem sua parte dentro de campo. Ele é o retrato da frase “muita bola e pouca mídia”. Sua posição era de 1° volante, buscando dar qualidade para a saída de jogo. Isso não era uma missão difícil para o meia. Xabi encerrou a carreira como jogador com 20 títulos somando clubes e Seleção. Portanto, merece muito respeito. Atualmente, é treinador do Real sociedad B.

PRAZER, XABIER ALONSO

O craque dispensa comentários, portanto merece ser exaltado. Xabi nunca foi um jogador muito falado pela mídia, porque o seu papel era discreto dentro de campo. Por onde passou, o espanhol teve muito destaque. A sua classe para jogar era sensacional, desde novato. O Real Sociedad foi o clube formador do meia, mas ele foi estrear no Eibar.

Os Armeros contrataram Xabier Alonso por empréstimo de uma temporada. Sua passagem foi discreta, no entanto o melhor estava por vim. O maestro retornou para seu clube formador e ficou por três temporadas. Nesse período se destacou bastante, sendo uma das grandes revelações do futebol espanhol. Na época 2002-03, seu time quase foi campeão, ficou apenas dois pontos do campeão Real Madrid.

Depois de três boas temporadas, o jogador foi comprado pelo Liverpool de Rafa Benítez. O camisa 14 chegou em Anfield em um ano memorável para os Reds. Logo de cara, Alonso já entrosou com o plantel e formou uma brilhante dupla de volante com Steven Gerrard. O espanhol foi considerado pela torcida como a melhor contratação da época.

Xabier Alonso estava presente na histórica final contra o Milan em Istambul e foi importante para a conquista, marcando um gol. Como resultado, ficou registrado na história dos Reds. Entretanto, como tudo na vida, sua passagem por Anfield teve fim. Em agosto de 2009, o camisa 14 assinou com o Real Madrid. O craque deixava a Inglaterra com Champions League, Supercopa Europeia, Copa da Inglaterra e Supercopa da Inglaterra, ou seja, cinco títulos.

XABI SE TORNOU UM GALÁCTICO

A estrela espanhola chegava para forma a 2ª geração dos Galácticos, junto com Kaká e Cristiano Ronaldo. Xabier Alonso se tornou peça fundamental do time merengue  e foi titular absoluto por 5 temporadas. Além disso, ganhou ainda mais força na Seleção Espanhola. Aliás, no período que esteve no Real Madrid foi campeão da Copa do Mundo em 2010 e da Eurocopa de 2012.

O meia conquistou a almejada La Décima pelos Blancos em final muito emocionante contra o rival Atlético de Madrid. Xabi foi muito importante em toda campanha, mas ficou de fora da final. O motivo foi que ele estava suspenso. Acompanhado de Di Maria e Luka Modric formou um dos meio-campos mais eficaz dos últimos anos.

Em 2014, seu ciclo no Real Madrid chegou ao fim. Sua passagem foi muito boa, ele conquistou oito títulos, todos possíveis menos o Mundial de Clubes. Como resultado, obteve uma bela passagem pelos Galácticos. O seu destino seria o Bayern de Munique.

XABIER ALONSO RUMAVA PARA OUTRO GIGANTE

O espanhol chegava a Munique para atuar pelo Bayern. Essa seria a 1ª vez que ele iria trabalhar com Pep Guardiola, um grande amante de seu futebol. O estilo clássico do meia para jogar futebol agradava demais o catalão. A passagem do volante pelo clube Bávaro durou três temporadas, após elas ele se aposentou.

Xabier Alonso conquistou todos os Campeonatos Alemães que disputou. Além disso, venceu uma Supercopa da Alemanha e uma Copa da Alemanha. A torcida do Bayern de Munique gostou muito do espanhol, no entanto sua passagem chegou ao fim em 2017, com 35 anos. Em sua despedida, Xabi disse:

Não foi uma decisão difícil, mas eu acredito que é a hora certa. Eu ainda me sinto bem, mas eu acredito que é o momento certo. Eu queria terminar minha carreira ainda no mais alto nível, e o Bayern é o mais alto nível. Estou incrivelmente orgulhoso e feliz de jogar pelo Bayern e ser parte desta família“.

OBRIGADO, XABI

O futebol agradece por tudo que fez nesses anos. Atualmente está iniciando sua trajetória como treinador e tem tudo para ser brilhante. Você não foi um jogador de muitos gols, mas a forma que conduziu todos os meio-campos que passou era diferente. Para muitos, o craque atuou pelos maiores da Inglaterra, Espanha e Alemanha. Portanto, teve uma carreira invejável. Feliz vida, Xabier Alonso.

Foto Destaque: Divulgação/ Twitter/ Xabi Alonso

Leonardo Pinheiro
Escolhi jornalismo porque para mim é prazeroso informar as pessoas, e além disso, a paixão pelo futebol me encorajou a seguir essa carreira. Meu principalmente objetivo na profissão é trabalhar com esportes, principalmente o futebol.

Artigos Relacionados