Ter Stegen

Nesta sexta-feira (30), a coluna Parabéns ao Craque homenageia uma das maiores revelações do Borussia Mönchengladbach, Marc-André ter Stegen. A estrela do Barcelona, campeã da Champions League em 2015, é hoje um dos melhores goleiros do mundo e acumula títulos e boas atuações com a camisa culé.

Início no Borussia Mönchengladbach

Conhecido popularmente como Ter Stegen, o alemão nasceu em Mönchengladbach, no ano de 1992. Assim, o jovem, que se destacava pela sua altura, iniciou a carreira no futebol como goleiro do principal clube de onde morava, o Borussia. Desse modo, aos 18 anos, o atleta passou a atuar no time B e se tornou uma grande promessa do clube. Portanto, frequentemente era relacionado como suplente para os jogos da Bundesliga.

A titularidade no time principal não demorou. Assim, na primeira temporada de Ter Stegen como profissional, o Borussia travava um luta contra o rebaixamento. Desse modo, o então camisa 1 do clube, Logan Bailly passou por uma má fase, com muitas falhas. Portanto, a torcida passou a pedir o jovem goleiro no lugar do belga. Logo, foi o que aconteceu, e aos 18 anos, o alemão fez sua estreia na liga em um duelo contra o FC Köln.

Ter Stegen
Foto: Divulgação/Gladbach

Titular incontestável

Ao ser promovido à titular, Ter Stegen fez exibições seguras e incríveis, ajudando o seu time a ter uma solidez defensiva nunca vista antes. Assim, com o destaque do goleiro, o Borussia permaneceu na elite do futebol alemão. Ainda nessa temporada, o jovem fez uma das melhores exibições de sua carreira. Na ocasião, ele ajudou o seu clube a vencer o campeão Dortmund, ao fazer uma série de defesas espetaculares que marcaram seu primeiro ano na liga.

Com as grandes atuações no campeonato nacional, o goleiro cravou seu lugar na meta do Borussia. Portanto, enquanto esteve lá, nunca saiu do time principal. Logo, Ter Stegen disputou ao todo 127 partidas com a camisa do Gladbach. Assim, sua agilidade e boa leitura de jogo, o tornaram na maior estrela do clube, o colocando na mira de gigantes europeus, como o Barcelona, que o comprou em 2014 por 12 milhões de euros.

Um gigante em Barcelona

Em seus primeiros anos na Espanha, o goleiro dividia a posição com Claudio Bravo. Assim, o chileno atuava na La Liga, e o alemão na Copa do Rei e Liga dos Campeões. Esse rodízio durou duas temporadas, até Ter Stegen se mostrar desconfortável com a situação. Isso porque disputava em média 25 partidas durante todo o ano.

Portanto, em 2016, após o goleiro afirmar que não estava satisfeito com os poucos jogos, Bravo foi vendido, e, finalmente, Ter Stegen teve a sequência que desejava. Assim, o arqueiro não decepcionou e se tornou ainda maior que os seus 1,87 metros de altura. Desse modo, durante toda a sua carreira, o goleiro sempre se destacou por realizar defesas espetaculares.

Logo, com a camisa do clube catalão não foi diferente. Assim, Paulo Dybala, Griezmann e Aduriz foram um dos grandes jogadores a serem parados pelas defesas gigantes do goleiro. Portanto, foi um dos maiores responsáveis pelo sucesso do Barcelona nos últimos anos, sobretudo na conquista da orelhuda de 2015.

De fato, há sete anos na Espanha, Ter Stegen conquistou todos os títulos que já disputou, o que o torna em um dos goleiros mais vitoriosos da década. Assim, o atleta foi vencedor da Liga dos Campeões, Mundial e Supercopa da Espanha. Além disso, venceu quatro títulos da La Liga e cinco da Copa del Rey.

Disputa com Neuer na seleção alemã

A seleção da Alemanha  conta com dois excelentes goleiros: Neuer e Ter Stegen. Assim, a vaga de titular sempre foi vencida pelo arqueiro do Bayern de Munique. Portanto, o jogador do Barça, mesmo sendo convocado frequentemente, só participou de uma competição oficial com o time principal de seu país. Dessa forma, ele jogou apenas a Copa das Confederações de 2017, a qual os germânicos venceram com um elenco misto.

Por fim, com apenas 29 anos, Ter Stegen ainda tem muito lenha para queimar. Desse modo, seja pela seleção alemã ou pelo Barcelona, a certeza é que ele irá se destacar e vai ajudar a sua equipe a ter uma solidez defensiva e a vencer os seus torneios.

Foto destaque: Reprodução/Ter Stegen

Avatar
Pedro Lopes
Nasci e cresci em Minas Gerais, e aqui realizo um sonho cursando jornalismo na Universidade Federal de Viçosa. A paixão pela comunicação junto com o esporte me move a buscar um futebol cada dia mais democrático.

Deixe uma resposta